Antioxidantes: 5 motivos para consumir

Share on facebook
Share on twitter
Antioxidantes

Existem substâncias que são consideradas super-heroínas para o nosso organismo, com verdadeiros superpoderes. É o caso dos agentes antioxidantes!

Por serem tão benéficos a saúde, já falamos sobre eles algumas vezes aqui no blog, mas, por se tratar de algo tão essencial ao nosso corpo, o assunto é sempre bem-vindo novamente.

Além de reforçar o que são os antioxidantes e os seus principais benefícios, nesse texto vamos apresentar motivos comprovados para que eles não fiquem fora das nossas vidas.

Antioxidantes: quem são vocês?

Os agentes antioxidantes são vitaminas, minerais e outras substâncias químicas que protegem as células de elementos prejudiciais produzidos durante seu próprio metabolismo. Esses agentes são as principais substâncias que combatem os radicais livres, causadores de males como doenças degenerativas, cardíacas, derrames, alguns tipos de câncer e doenças relacionadas ao envelhecimento.(1)

São considerados tipos de antioxidantes: vitaminas A, C e E, selênio, compostos fenólicos e carotenoides. (1)

Eles são classificados em dois grupos: os enzimáticos e não enzimáticos. Os enzimáticos são os antioxidantes sintetizados pelo nosso próprio organismo. Os não enzimáticos são essencialmente ingeridos através de diversas fontes alimentares, especialmente frutas, legumes e vegetais. (2)

Agora vamos direto ao ponto! Conheça cinco motivos que listamos para inserir os antioxidantes no seu dia a dia e ter uma vida mais saudável e feliz.

Imagem Ilustrativa

1 – Combate ao envelhecimento precoce

A tão sonhada poção da juventude eterna ainda não foi descoberta, mas já sabemos que existem substâncias superpoderosas que dão uma grande ajuda para a vitalidade do nosso organismo. Os agentes antioxidantes são um belo exemplo disso.

Os radicais livres são um dos principais causadores do envelhecimento precoce. Isso porque eles são capazes de oxidar moléculas em nosso organismo, causando destruição e envelhecimento das nossas células. (3)

Entre os princípios ativos utilizados contra o envelhecimento precoce, se destacam os antioxidantes, como as vitaminas, extratos vegetais e alguns ácidos que são responsáveis por minimizar os efeitos do envelhecimento justamente por inibir a ação dos radicais livres. (4)

2 – Prevenção de doenças cardiovasculares

Os danos causados pelos radicais livres com a oxidação induzida nas células e tecidos têm sido relacionados com o surgimento de doenças como as cardiopatias.(5)

Estudos realizados demonstraram a relação do consumo de vegetais e frutas com a redução do risco de doenças cardiovasculares.(3)

Um dos motivos que mostram os antioxidantes como aliados na prevenção de doenças cardiovasculares é a atuação do selênio no nosso corpo. O selênio é um mineral essencial que precisamos consumir em pequenas quantidades e sem o qual não sobrevivemos. Ele é o responsável por produzir enzimas antioxidantes como a glutationa peroxidase.(3) Alguns estudos já publicados relacionam baixos níveis de glutationa peroxidase com maiores riscos cardiovasculares em casos de arterosclerose e problemas nas artérias coronárias. (6)

3 – Prevenção do câncer

A produção em excesso de radicais livres pode causar uma série de danos e morte celular, assim como o risco de desenvolver doenças como câncer.(7)

A vitamina E que, como falamos, é um tipo de antioxidante, encontra-se em grande quantidade nos lipídeos (moléculas orgânicas importantes para os seres vivos) e evidências recentes sugerem que essa vitamina impede ou minimiza os danos provocados pelos radicais livres associados a doenças cancerígenas.(5)

Embora muito benéficos, é importante ressaltarmos que aqui falamos sobre prevenção e não cura. Pesquisas comprovaram que manter bons níveis de antioxidantes no organismo colabora para a redução do risco de problemas ligados a envelhecimento, como tumores. Nessa linha de estudo, surgem alimentos como brócolis e a família de couves, já que esses alimentos esbanjam bioativos como o sulforafano. Essa molécula atua defendendo as células de toxinas e neutraliza agentes capazes de gerar danos no DNA – situação que abre caminho para o surgimento do câncer. (8)

Imagem Ilustrativa

4 – Melhora a proteção solar

O Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP realizou um estudo que revelou que o uso de antioxidante é capaz de prevenir as consequências da exposição à luz ultravioleta (UVA) do sol. Foram estudadas células de pacientes com xeroderma pigmentoso variante (XP-V), uma doença genética rara, e notou-se que a luz UVA provoca danos na capacidade de reparação das células, evitados quando são tratadas com antioxidante. A descoberta abre a possibilidade de desenvolver protetores solares capazes de prevenir lesões e o câncer de pele. (9)

Com essa pesquisa, foi descoberto que o antioxidante funciona como um método de prevenção. Quando as células são tratadas com antioxidante antes da irradiação, elas ficam mais preparadas para enfrentar a oxidação que ocorre na exposição. Desta forma, as proteínas responsáveis pelo reparo não são oxidadas e as células sofrem menos danos. (9)

5 – Fortalece a imunidade

Sabemos que um sistema imune forte é sinônimo de uma vida com mais saúde. Dentro dos tipos de antioxidantes que auxiliam no reforço imunológico, temos os carotenoides, que são compostos vegetais como o betacaroteno, luteína e licopeno, que dão a frutas e verduras a coloração amarela, vermelha e laranja. (1)

Eles ajudam no fortalecimento da imunidade do corpo e quanto mais forte a coloração, maior a concentração do nutriente. Entre as fontes de carotenoides podemos citar frutas como o maracujá e a manga, tomate cenouras, batata-doce e damasco. (1)

E os motivos não acabam por aqui!

Os antioxidantes também podem agir na prevenção de doenças renais, hepáticas e degenerativas. (10) Com tantos motivos, não restam dúvidas de que é preciso estar sempre oferecendo fontes antioxidantes ao nosso organismo, não é mesmo?

Os antioxidantes estão presentes em diversos alimentos, como frutas cítricas, frutas vermelhas, açafrão, linhaça, gergelim, sementes de abóbora, azeite de oliva, aveia, sálvia e peixes. (10)

Além dos alimentos, em muitos casos, profissionais da saúde recomendam o uso de suplementos para que o organismo receba a dosagem necessária para seu perfeito funcionamento.

Agora que você já conhece tantos motivos para ter os antioxidantes como aliados, busque maneiras de inseri-los no seu cotidiano. Lembre-se de procurar a ajuda de profissionais capacitados para auxiliá-lo neste processo e caminho para uma vida cada vez mais saudável!

Fontes: 
  1. OS ANTIOXIDANTES de que seu corpo precisa – e o ‘mito’ dos suplementos. BBC News Brasil, 2016. Disponível em <https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/03/160324_antioxidantes_duvidas_fn#:~:text=N%C3%B3s%20costumamos%20ingerir%20antioxidantes%20como,c%C3%A9lulas%20neutralizando%20estes%20radicais%20livres.>. Acesso em 29 abr. 2021.
  2. SARNI, Roseli O. S. et al. Micronutrientes e sistema imunológico. Rev. Bras. Alerg. Imunopatol., v. 33, n.1, p. 8-13, 2010. Disponível em <http://www.sbai.org.br/revistas/Vol331/ART%201-10%20-%20Micronutrientes%20e%20sistema%20imunol%C3%B3gico.pdf>. Acesso em 29 abr. 2021.
  3. DOSSIÊ Antioxidantes. Food Ingredientes Brasil, n. 6, p. 16-30, 2009. Disponível em <http://www.unirio.br/ib/dmp/nutricao-integral/arquivos/fontes-de-consulta-complementar/Antioxidantes%20-%20FOOD%20INGREDIENTS%20BRASIL%20No6%20-%202009.pdf>. Acesso em 29 abr. 2021.
  4. CAYE, Mariluci Terezinha et al. Utilização da Vitamina C nas alterações estéticas do envelhecimento cutâneo. Disponível em <http://siaibib01.univali.br/pdf/Mariluci%20Caye%20e%20Sonia%20Rodrigues.pdf>. Acesso em 29 abr. 2021.
  5. BIANCHI, Maria de Lourdes Pires; ANTUNES, Lusânia Maria Greggi. Radicais livres e os principais antioxidantes da dieta. Rev. Nutr., v. 12, n. 2, p. 123-130, 1999. Disponível em <https://www.scielo.br/pdf/rn/v12n2/v12n2a01.pdf>. Acesso em 29 abr. 2021.
  6. ANTIOXIDANTES sintéticos e naturais. Aditivos & Ingredientes, p. 23-31. Disponível em <https://aditivosingredientes.com.br/upload_arquivos/201603/2016030392863001459281438.pdf>. Acesso em 29 abr. 2021.
  7. MOSCA, Sabrina Secundina; SANCHES, Rosely Alves; COMUNE, Ana Carla. A importância dos antioxidantes na neutralização dos radicais livres. Revista Saúde em Foco, e. 9, p. 563-574, 2017. Disponível em <https://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2018/06/063_radicaislivres.pdf>. Acesso em 29 abr. 2021.
  8. PEREIRA, Regina Célia. 10 mitos e verdades sobre os antioxidantes. Veja Saúde, 2018. Disponível em <https://saude.abril.com.br/medicina/10-mitos-e-verdades-sobre-os-antioxidantes/>. Acesso em 29 abr. 2021.
  9. TRABBOLD, Angela. Protetor solarcom antioxidantes poderia ser mais eficiente para prevenir câncer. Jornal da USP, 2019. Disponível em <https://jornal.usp.br/ciencias/ciencias-da-saude/protetor-solar-com-antioxidante-teria-mais-potencial-para-prevenir-cancer/>. Acesso em 29 abr. 2021.
  10. CONHEÇA 15 alimentos antioxidantes e seus benefícios. Unimed Fortaleza, 2013. Disponível em <https://www.unimedfortaleza.com.br/blog/alimentacao/conheca-15-alimentos-antioxidantes-e-seus-beneficios#:~:text=Os%20benef%C3%ADcios%20dos%20antioxidantes%20s%C3%A3o,e%20ajudam%20no%20sistema%20imunol%C3%B3gico. >. Acesso em 29 abr. 2021.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Anda cansado? Saiba como aumentar seus níveis de energia

O dia mal começou e você já se sente cansado? Está sentindo que falta energia para desempenhar suas tarefas do dia a dia?

Pode ser que seu corpo esteja sentindo falta de alguns nutrientes. Saiba como alimentos naturais e hábitos simples podem fazer com que você recupere sua disposição!

Como organizar um cardápio saudável

Comer bem não significa apenas ter refeições saudáveis e um prato com vários tipos de nutrientes. É preciso organização e planejamento para montar cardápios inteligentes,