Candidíase: o que é e como prevenir

Share on facebook
Share on twitter

A candidíase é uma doença mais comum do que muita gente imagina. Causada pelo crescimento excessivo de um tipo de fungo denominado Candida, a candidíase chega a afetar 75% das mulheres pelo menos uma vez na vida, de acordo com alguns estudos, e pode gerar sintomas desconfortáveis, especialmente na região íntima, como corrimento espesso e esbranquiçado, acompanhado de forte irritação e coceira.

Apesar de não ser considerada uma doença sexualmente transmissível – já que pode ocorrer mesmo sem um contato íntimo – é comum que parceiros de pacientes com candidíase também possam desenvolvê-la. Dessa forma, o tratamento – geralmente à base de remédios fungicidas orais ou locais e uso de preservativos – é indicado para o paciente e também para o parceiro.

De acordo com alguns estudos, a candidíase pode se desenvolver por diversos fatores, como a queda da resistência do organismo ou da resistência vaginal, favorecendo a multiplicação do fungo e a manifestação dos sintomas. Outros possíveis facilitadores do desenvolvimento da candidíase são o uso de antibióticos, anticoncepcionais e corticoides, relação sexual desprotegida, vestuário muito apertado ou úmido e duchas vaginais em excesso.

Candidíase e o orégano

Além do uso de preservativos e de roupas confortáveis e arejadas, a alimentação pode contribuir muito na prevenção da candidíase e alguns alimentos específicos, como o orégano e o óleo de orégano, podem ser excelentes aliados da manutenção da boa saúde.  

De acordo com muitos especialistas, o orégano possui ricas propriedades antibacterianas, antimicóticas e antivirais, podendo contribuir na inibição do fungo causador da candidíase.

Candidíase e o óleo de coco

Um dos principais nutrientes presentes no óleo de coco é o ácido láurico, um tipo de ácido graxo que também está presente no leite materno e que pode auxiliar na imunidade do corpo. Isso é importante, pois a imunidade baixa favorece a proliferação excessiva de diversos fungos no nosso organismo, especialmente no intestino, gerando desconfortos e dores.

Mas além de poder auxiliar na imunidade, o óleo de coco é considerado por muitos estudiosos como um poderoso alimento antibacteriano, antiviral e antifúngico, podendo auxiliar na prevenção da candidíase.

Óleo de coco e orégano 100% natural

Se você ficou interessado nas propriedades funcionais do orégano e do óleo de coco para auxiliar na prevenção da candidíase (e de outros fungos, vírus e bactérias), conheça o Vital Inib F, o novo produto da Vital Âtman, que auxilia na prevenção da proliferação excessiva de fungos!

 

6 comentários em “Candidíase: o que é e como prevenir”

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Ômega 3 durante a gravidez pode diminuir o risco de asma

Dificuldade de respirar, chiado, tosse, respiração rápida e curta. Estes são alguns sintomas da asma, doença que afeta 235 milhões de pessoas no mundo, sendo que deste total 6,4 milhões são brasileiros. Os dados são da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Mas pode haver uma maneira de mudar isso. Um estudo dinamarquês recentemente publicado no “New England Journal of Medicine” descobriu que as mulheres que suplementaram com ômega 3 durante os último trimestre de gravidez, reduziram o risco de seus filhos desenvolverem asma em cerca de um terço.

Então o óleo de peixe poderia ser uma boa alternativa natural para prevenir a asma?