Conheça 6 suplementos importantes para a saúde do homem

Share on facebook
Share on twitter
Saude do Homem

Há quem pense que a suplementação com foco na saúde e prevenção de doenças é algo mais voltado para o público feminino. Porém, neste texto, vamos mostrar que, assim como elas, os homens também podem se beneficiar (e muito) com o uso de suplementos como o ômega 3, vitaminas e outros.

Quando abordamos o tema suplementação com foco nos homens, pode ser que o que vem à cabeça são os suplementos com foco em performance nos esportes e academia. Mas, aqui, vamos além desse tópico: mostraremos alguns nutrientes importantes para a saúde deles e quais são os seus principais benefícios.

Quais suplementos são importantes?

Ômega 3:

O ômega 3 é um ácido graxo essencial que não é produzido pelo corpo humano. Por esse motivo,  é necessário procurar uma fonte para obter esse nutriente.

Ele é ótimo aliado para o coração. Isso porque, segundo estudos,  o ômega 3 reduz o risco de problemas cardiovasculares. E tem mais. Recentemente, pesquisas mostraram que o óleo é benéfico para o cérebro, evitando doenças neurológicas e psiquiátricas.

Quem tem interesse em consumir ômega 3 pode fazer isso por meio da alimentação, ingerindo sardinha, atum e salmão, ou em forma de vegetais, oleaginosas ou sementes, como a linhaça. Também existe a possibilidade de consumir o ômega 3 por meio de cápsulas. (1,2,3)

Vitamina D:

Quando falamos sobre vitamina D, logo pensando no sol, correto? E não é à toa! Essa vitamina é obtida por meio da exposição solar. Um de seus benefícios mais conhecidos é, sem dúvida, o auxílio na absorção do cálcio, fortalecendo os ossos. (1,2)

Estudos também comprovaram que a vitamina D reduz riscos de câncer de mama, diabetes e até doenças cardíacas. Como o Brasil é um país onde o sol está quase sempre presente, ficar exporta à luz solar 10 minutos por dia já é o suficiente. Mesmo assim, por estarmos tanto tempo em casa ou no escritório trabalhando, pode ser que não consigamos atingir a quantidade de Vitamina D necessária para o nosso corpo, principalmente os homens que, geralmente, não possuem o hábito de tomar sol e, por isso, caso a vitamina D esteja insuficiente, é preciso repô-la através de suplementação.(2,3)

Já para idosos, que normalmente apresentam carências nutricionais, a exposição solar acaba não sendo tão efetiva, por isso, muitos precisam de suplementação de vitamina D. (3) 

Imagem Ilustrativa

Vitamina C:

A Vitamina C, por ser antioxidante e combater os radicais livres, é parceira do sistema imune. Pesquisas mostraram que ela pode até prevenir infecções respiratórias, especialmente em atletas. Ela também auxilia na cicatrização de feridas de maior dimensão. (1)

Ela pode ser encontrada frutas cítricas, além de outros alimentos como pimentão e goiaba. Além de, claro, existir na forma de suplemento alimentar. (1)

Óleo de abóbora:

Extraído da semente da abóbora, o óleo de abóbora é utilizado especialmente para homens que possuem um problema no trato urinário conhecido como hiperplasia prostática benigna. (4)

A hiperplasia prostática é um aumento benigno do tamanho da próstata que costuma atingir, em média, 25% dos homens com idade entre 40 a 49 anos. A taxa chega a 80% quando a faixa etária é dos 70 a 80 anos. A glândula fica do tamanho de uma bola de tênis, sendo que o normal é ela ser do tamanho de uma noz. Esse crescimento anormal pode apertar a uretra, dificultando ou até impedindo o homem de urinar. O fato da urina ficar ali, presa, pode favorecer as chances de aparecimento de cálculos renais e infecções. (5)

O óleo de semente de abóbora é utilizado porque, segundo estudos, o zinco presente no extrato da semente da abóbora pode fazer com que haja um encolhimento da próstata hiperplásica. Além disso, o óleo das sementes de abóbora também possui ação anti-inflamatória. (4)

Ele também pode ser consumido em formas farmacêuticas. (4)

Foi, inclusive, pensando no benefício desse óleo que criamos o Vital Pro, um suplemento em cápsulas produzido a partir da prensagem a frio das sementes da abóbora.

Magnésio:

O magnésio é um mineral de suma importância para o organismo do homem. Isso porque, com a sua ingestão, ele favorece a densidade óssea de todo o corpo. Fora isso, esse mineral faz com que os ossos e os dentes fiquem fortes, além de controlar a transmissão dos impulsos nervosos e as contrações musculares no corpo. Outro ponto que merece destaque é que o magnésio ativa reações químicas que geram energia celular. (6)

O magnésio, além de ser encontrado na forma de suplemento alimentar, pode ser obtido por meio de alimentos como soja, leite, peixes, pão, cereais e castanhas. (6)

Multivitamínicos:

Composto por diversas vitaminas e minerais,  pode conter nutrientes como cálcio, cobalto, cobre, ferro, potássio, selênio, sódio, zinco e outras. A composição dos multivitamínicos pode mudar, tendo em vista que esses produtos não têm uma definição regulatória, científica ou de mercado. Logo, a composição ou as características podem ser diferentes de um multivitamínico para outro. (7)

O multivitamínico é ideal para quem tem dificuldade em consumir alimentos de todos os grupos. Quem consome esse suplemento tem menor risco de ataques cardíacos a longo prazo. O multivitamínico também pode auxiliar quem treina com maior intensidade, tendo em vista que um treino assim requer mais nutrientes. (2)

Imagem Ilustrativa

Os suplementos que citamos acima são anabolizantes?

Sim, são, mas não da maneira que você pode estar pensando. Vamos explicar melhor, veja: de acordo com a matéria de Ana Luiza Tieghi, publicada na Revista Espaço Aberto USP, tudo que tem um efeito construtor no organismo é chamado de anabolizante. Ou seja, proteínas, carboidratos e outros nutrientes são considerados anabolizantes porque formam músculos e gorduras, além de outras estruturas no corpo.(8)

Já aquelas substâncias popularmente conhecidas como “anabolizantes ou bombas”, possuem efeitos dopantes e não são produzidas pelo nosso organismo na quantidade que alguns usuários as consomem, são prejudiciais devido o uso excessivo e sem orientação e, por isso, podem resultar em problemas cardíacos, esterilidade e, até, atrofia dos testículos, sabia? (8)

Quem não consegue suprir as necessidades de vitaminas e minerais por meio da alimentação, a suplementação é uma ótima alternativa. Mas antes de começar, é essencial procurar orientação de profissionais da área para que eles avaliem qual é o melhor suplemento que você deve usar e qual a quantidade correta.

 

FONTES:

  1. MANARINI, Thaís. O que são suplementos alimentares: para quem, quando e por quê. Veja Saúde, 2018. Disponível em <https://saude.abril.com.br/alimentacao/suplementos-alimentares-para-quem-quando-e-por-que/>. Acesso em 05 jan. 2021.
  2. KADEY, Matthew. Os suplementos que podem ajudar a melhorar a performance nos exercícios. Exame, 2011. Disponível em <https://exame.com/casual/os-suplementos-que-podem-ajudar-a-melhorar-a-performance-nos-exercicios/>.Acesso em 05 jan. 2021.
  3. Gazeta do Povo, 2018. Disponível em <https://www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/saude-e-bem-estar/suplementos-alimentares-necessarios/>. Acesso em 05 jan. 2021.
  4. SILVA, Virgínia E. Monteiro da. Potencial terapêutico de extratos de plantas medicinais em Hiperplasia Benigna da Próstata. 2015, 52 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) – Universidade Fernando Pessoa, Porto, 2015. Disponível em <https://bdigital.ufp.pt/handle/10284/5171>. Acesso em 05 jan. 2021.
  5. CONTE, Juliana. Hiperplasia da próstata. Dráuzio Varella. Disponível em <https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/hiperplasia-de-prostata/>. Acesso em 05 jan. 2021.
  6. ESTUDO mostra benefício de alimentos ricos em magnésio para o cérebro. ASBRAN, 2010. Disponível em <https://www.asbran.org.br/noticias/estudo-mostra-beneficio-de-alimentos-ricos-em-magnesio-para-o-cerebro>. Acesso em 05 jan. 2021.
  7. SOUZA, Vitor Ito. Estudo sobre a composição elementar de suplementos dietéticos pelo método de análise por ativação de nêutrons. 2017, 83 f. Dissertação (Mestrado em Ciências na Área de Tecnologia Nuclear – Aplicações) – Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, São Paulo, 2017. Disponível em <https://teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85131/tde-29012018-095346/publico/2017SouzaEstudoSobreAComposicao.pdf>. Acesso em 05 jan. 2021.
  8. TIEGHI, Ana Luiza. Suplementos alimentares: funcionam, mas não para todos. Revista Espaço Aberto, v. 156, dez 2013 / jan 2014. Disponível em <https://www.usp.br/espacoaberto/?materia=suplementos-alimentares-funcionam-mas-nao-para-todos>. Acesso em 05 jan. 2021.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM