COZINHA VITAL – Suchá do Pensar

Share on facebook
Share on twitter

Rendimento: 01 porção

Ingredientes:

1 colher de semente de erva doce

1 copo de água

1 maçã

1 fatia de gengibre

1 colher (sobremesa) de Óleo de Pepitas de Girassol.

1 cenoura pequena

Preparo:

– Fazer a infusão com a erva doce, coar e reservar até o chá ficar frio.

– Bater no liquidificador: o chá, a maçã, o gengibre e o Óleo de Pepitas de Girassol.

– Decore com uma fatia de cenoura na borda do copo.

Esse conceito de misturar suco + chá = suchá é muito interessante, pois podemos agregar os benefícios do chá e do suco. Experimente diversas variações – troque os chás, os óleos, etc…

Ele ganhou esse batismo graças a Rudolf Steiner, que trouxe a importância das raízes na alimentação. Esse conceito baseia-se na trimembração, que organiza o homem em 3 sistemas: neuros sensorial, na área da cabeça – onde se atuam as forças do pensar -, no coração e no pulmão – onde se atuam as forças do sentir -, e nos membros – onde se atuam as forças do querer.

O homem traz a imagem da planta invertida: as raízes da planta vão alimentar o pensar humano (beterraba, cenoura, gengibre, ginseng, inhame, entre outros); os caules e folhas alimentam o sentir (não é à toa que quando uma pessoa está com bronquite- utiliza-se eucalipto- um dos maiores caules conhecidos?!) e as flores e frutas alimentam o nosso querer. E não é primordial para a nossa saúde que aquilo que a gente pensa, sente e faz sejam conectados?

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Ômega 3 pode ajudar crianças com TDAH

Saiba mais sobre o TDHA e como o ômega 3 pode auxiliar no tratamento
Crianças saudáveis adoram brincar, pular, correr e participar de muitas atividades.

Isso é muito saudável, mas às vezes a energia da criança é tanta, que ela mal consegue prestar atenção nas aulas.

Uma das causas pode ser o TDHA, Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, distúrbio que atinge cerca de 11% de crianças e jovens de 4 a 17 anos e que pode ser diagnosticado por médicos.

A boa notícia vem da revista “Neuropsychopharmacology.” Após uma análise os pesquisadores descobriram que o uso de uma substância natural, o ácido graxo ômega 3, pode ajudar a combater os sintomas deste transtorno.

Conheça 10 hábitos para uma gravidez saudável

Você já deve ter visto pessoas dando conselhos para grávidas: come isso, não faz aquilo… Elas não fazem por mal, pelo contrário: todo mundo quer que a mamãe e o bebê tenham muita saúde nesse período, que merece mesmo atenção especial.

E para que as mães tenham uma gravidez saudável e tranquila, separamos algumas dicas de alimentação e bem-estar. Assim, quando o bebê chegar, ela estará pronta e bem disposta para cuidar dele. Veja: