Foco no cliente: o diferencial de empresas que possuem esse objetivo

Vivemos uma era em que mais pessoas estão em busca do sentimento de pertencimento e identificação. Ao saber quem somos, no que acreditamos, do que gostamos e o que queremos, procuramos por pessoas e empresas que estejam alinhados a isso. Sendo assim, está cada vez mais difícil se destacar no mercado que é extremamente competitivo fazendo sempre as mesmas coisas.
Share on facebook
Share on twitter

Vivemos uma era em que mais pessoas estão em busca do sentimento de pertencimento e identificação. Ao saber quem somos, no que acreditamos, do que gostamos e o que queremos, procuramos por pessoas e empresas que estejam alinhados a isso. Sendo assim, está cada vez mais difícil se destacar no mercado que é extremamente competitivo fazendo sempre as mesmas coisas. Ter um propósito muito bem definido, coerência e clareza de quem é seu público-alvo são maneiras que vão além de conquistar clientes, e sim ter a sua lealdade.

Entender o que o cliente precisa e como podemos oferecer isso, alinhado ao que acreditamos, é necessário. Só sabemos quais são as necessidades do nosso consumidor quanto observamos seu comportamento e abrimos um espaço para o diálogo.

O que é um cliente?

Além de ser quem toma uma decisão de compra, o cliente assume várias formas, como a de pagante ou usuário de um produto ou serviço. Quando um indivíduo chega até uma empresa, ele chega com expectativas e o que ele encontra ali é o que vai determinar seu comportamento. (1)

A experiência que o cliente tem com uma marca tem a capacidade de torná-lo leal a ela e recomendá-la aos seus familiares e amigos ou o contrário: além de não conquistá-lo, levá-lo aos seus concorrentes e o transformá-lo em alguém que pode dificultar a vinda de novos clientes a partir da sua percepção negativa.

Com mais acesso à informação, à internet e às redes sociais, o consumidor é quem dá as cartas no mercado. Hoje, cada pessoa tem sua voz e se tornou um canal de comunicação para uma infinidade de outras pessoas. Esse poder aumentou a exigência do cliente e as suas possibilidades. Por isso, se torna cada vez mais indispensável olhar o consumidor com respeito, cuidado e responsabilidade, pois ele não admite mais ser enganado ou frustrado. (1)

Quando conquistamos a satisfação e o coração dos nossos clientes, transformamos eles em defensores fiéis da nossa marca. Por isso, lidar com comprometimento, ética e seriedade na hora de oferecer um produto e serviço atribui valor e convence o consumidor de que aquela marca é a sua melhor escolha. (1)

Empresas que tem como centro das atenções a satisfação dos seus clientes constroem relações de confiança e credibilidade. (1)

foco-no-cliente-o-diferencial-de-empresas-que-possuem-esse-objetivo

Consumidor 3.0 e o novo jeito de consumir produtos e serviços

Sempre conectado, o consumidor passou a ser mais exigente, autônomo e crítico em relação aos seus direitos. Sendo assim, é muito mais simples pesquisar diferentes opções de fornecedores e encontrar marcas com posicionamentos alinhados aos seus.

Com isso, as Organizações devem redobrar os cuidados com a sua imagem e a assertividade na resolução de conflitos. (2)

De acordo com o SEBRAE, o consumidor 3.0 é mais comunicativo e reivindicativo. Utiliza a internet para se informar sobre produtos, é mais interativo e busca maior comunicação com a empresa. Ele quer ser bem atendido e deseja ser ouvido.(2)

Marketing de Relacionamento: uma ferramenta poderosa para a fidelização dos clientes

O marketing de relacionamento constitui um esforço integrado das empresas para identificar, construir, manter e aprimorar relacionamentos individuais com clientes, em um processo de troca de benefícios voltado para o longo prazo. (Berry, 2002; Parvatiyar & Sheth, 2000 apud D’ANGELO; SCHNEIDER; LARÁN, 2006). (3)

Com o objetivo de desenvolver relações sólidas, é preciso que todas as partes envolvidas em uma organização estejam em sinergia.  Para colocar o marketing de relacionamento em prática, é preciso que a empresa seja madura, tenha ideais e comprometimento com seus princípios e trace uma estratégia para atingir seus objetivos. (3)

Em um ambiente tão competitivo e tecnológico, ativos tangíveis podem ser copiados e reproduzidos com facilidade, se tornando obsoletos. Já os intangíveis têm se tornado os principais responsáveis pela geração de valor nas empresas, já que são bem mais difíceis de serem copiados. Para se tornar uma marca forte, alcançar esse valor simbólico e uma identidade única, é preciso ter um posicionamento bem definido. (4)

foco-no-cliente-o-diferencial-de-empresas-que-possuem-esse-objetivo

Focar nossos esforços no cliente é Vital para nós!

A nossa alma é ajudar nossos clientes a cuidarem da saúde, estimulando o autocuidado e o resgate do amor próprio. Queremos, cada vez mais, que nossos clientes olhem para dentro de si e enxerguem que é possível ter mais qualidade de vida, potencializar sua grandeza e o seu ser.

Para que sejam mais felizes e saudáveis, desde o início da nossa história, garantimos a integridade dos nossos produtos, sempre pautados em estudo, pesquisa, escuta e compreensão da necessidade dos nossos clientes com ética, inovação, transparência e consciência com o planeta.

Quem ama se cuida e nós cuidamos de você.

 

FONTES: 
  1. ASSIS, Fernanda de. Comportamento do consumidor. 2011. 74 f. Trabalho de Conclusão de Curso (MBA) – UNIFIL – Centro Universitário Filadélfia de Londrina, Londrina, 2011. Diponível em <https://web.unifil.br/pergamum/vinculos/000004/0000043D.pdf>. Acesso em 29 out. 2020.
  1. PRADO, Jorge do. (org). Ideias emergentes em biblioteconomia. São Paulo: FEBRAB, 2016. Disponível em <http://www.febab.org.br/febab201603/wp-content/uploads/2016/07/Ideias-Emergentes-Em-Biblioteconomia.pdf>. Acesso em 29 out. 2020.
  1. D’ANGELO, André Cauduro; SCHNEIDER, Heleno; LARAN, Juliano Aita. Marketing de relacionamento junto a consumidores finais: um estudo exploratório com grandes empresas brasileiras.Rev. adm. contemp., v. 10, n. 1, p. 73-93,  Curitiba,  2006. Disponível em <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552006000100005>. Acesso em 29 out. 2020.
  1. QUELHAS, Osvaldo L. Gonçalves; TAVARES, Leandro. Estratégias de branding: diretrizes para gestão de marcas em organizações públicas e privadas. In: XIII Congresso Nacional de Excelência em Gestão & III UNOVERSE – Responsabilidade Social Aplicada., 2016. Disponível em <https://www.inovarse.org/sites/default/files/T16_303.pdf>. Acesso em 29 out. 2020.

 

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Anchova: o peixe saudável rico em ômega 3

Sabe aquela história de que ninguém nunca viu cabeça de bacalhau? Mas e as anchovas? Você já viu esse peixe? Sabe como ele se parece? Agora sabe! Neste blog post você vai saber um pouco mais sobre esse peixe rico em ômega 3 que traz diversos benefícios para o organismo.

Relações sustentáveis: o nosso futuro depende disso!

A palavra sustentabilidade é tão versátil, ambígua e subjetiva! É uma questão complexa com diversas abordagens.
Como sustentar, conservar, proteger e manter o equilíbrio tanto nas nossas relações comerciais quanto com o nosso planeta?