Imunidade e pandemia: como elas se relacionam?

Share on facebook
Share on twitter
Imunidade e pandemia

A pauta imunidade nunca esteve tão em alta como agora. Por conta da pandemia, a imunidade ganhou destaque, atraindo a curiosidade de diversas pessoas que procuram todos os dias melhorar o sistema imunológicopara que ele consiga combater doenças, especialmente o novo coronavírus.

Quer entender por que a imunidade é tão importante? A gente te explica! 

O que é sistema imunológico?

Esse sistema nada mais é do que um montante de células e órgãos que trabalham para proteger nosso organismo contra possíveis infecções. Quando algum microrganismo – como a covid-19 – invade nosso corpo e nos deixa doentes, o sistema imunológico age tentando nos proteger e nos curar da doença. Então, quando ele está debilitado, ele não consegue fazer o seu papel corretamente, por isso é tão importante manter a imunidade alta. (1)

O que precisamos entender é que o nosso sistema imunológico é composto por diversos mecanismos que, para funcionarem de maneira eficaz, precisam de harmonia e equilíbrio. Alguns fatores, como se alimentar bem, podem ajudar. (1)

Alimentação e imunidade

A alimentação é essencial no bom funcionamento do sistema imunológico, mas é necessário compreender que nenhum alimento sozinho é capaz de fazer algum milagre e melhorar a imunidade do dia pra noite. Para que o sistema imune fique melhor, é necessário que a pessoa tenha uma dieta balanceada, consumindo micro e macro nutrientes, que são essenciais para a manutenção apropriada das defesas do corpo, durante algum tempo da sua vida. (2)

Veja alguns tipos de vitaminas que podem auxiliar na imunidade:

  • Vitamina A: leite, fígado, ovos e vegetais como abóbora, laranja, cenoura e acerola; (2,3)
  • Vitaminas do complexo B: verduras, frutas, castanhas, ovos, cereais, vários tipos de carne e laticínios; (3)
  • Vitamina C: laranja, limão, salsa, caju, repolho e couve; (2,3)
  • Vitamina D: sardinha, atum, salmão, gema de ovo, queijos, leite fortificado e cogumelos; (2,3)
  • Vitamina E: azeite de oliva, azeitona, manteiga, ovos, sementes e margarina; (3)
  • Vitamina K: couve, rúcula, espinafre, abacate, morango, leite, ovos, óleo de canola e soja e carne.(3)

Além das vitaminas, minerais como selênio, zinco e ferro também são importantes. (2)

Esses nutrientes que citamos acima são essenciais porque conseguem cumprir o papel de regular as funções imunes, auxiliando na defesa das células, tanto da primeira barreira quanto da imunidade humoral. (2)

Quando a pessoa não consome a quantidade suficiente destes nutrientes, em especial a proteína, alguns problemas podem aparecer no sistema imune:(2)

  • Diminuição de macrófagos;
  • Diminuição de citocinas;
  • Diminuição da capacidade fagocitária de neutrófilos;
  • Déficit no sistema antioxidante, que combate os radicais livres, entre outros problemas

Por isso,  consuma alimentos frescos e variados, em especial os in natura e minimamente processados, e evite alimentos com muita açúcar e produtos industrializados, tendo em vista que são pobres de nutrientes e são bem mais calóricos. Além de poder prejudicar o sistema imunológico, eles também podem causar doenças como diabetes, obesidade e problemas cardíacos. Por isso, esse tipo de alimento nunca deve ser a base da sua alimentação. (4)

Imagem Ilustrativa

O poder dos exercícios físicos na imunidade

Para fortalecer a imunidade, precisamos adotar, além da alimentação, um estilo de vida saudável.

O exercício físico é um bom aliado do sistema imune porque produz citocinas, substâncias capazes de agir contra respostas inflamatórias. Mas isso só acontece se fizermos exercícios físicos regulares e sem excessos. Quando optamos por praticar exercícios de forma exagerada, podemos interferir na barreira de proteção do organismo, fazendo com que o sistema imune fique comprometido. (5)

Exercícios aeróbicos, além de fortalecer o sistema imune, também ajudam no sistema respiratório. Se você é iniciante, opte por uma caminhada ou até por corrida, desde que não fique ofegante. Nadar ou pedalar também podem ser boas opções. (5)

Evite exercícios longos, principalmente no cenário atual. Se você fizer 15 minutos de exercício pela manhã e depois 15 minutos à noite, já será um bom começo.(5)

Tente treinar em casa, mas, se for sair e sentir tontura ou aceleração da respiração por conta do uso da máscara, reduza a intensidade e aumente o tempo de intervalo dos exercícios. Nunca fique sem máscara ao sair de casa. (5)

Existem mais fatores que podem fortalecer a imunidade?

Falamos sobre alimentação e exercícios físicos, mas existe ainda mais algumas dicas:

  • Dormir bem; (1)
  • Evitar o consumo de álcool e cigarro; (1)
  • Manter um peso corporal adequado; (1)
  • Tomar sol diariamente; (6)
  • Beber, pelo menos, 2 litros de água por dia; (7)
  • Cuidar da saúde emocional; (7)
  • Cuidar da saúde intestinal, tendo em vista que ele é um órgão importantíssimo para a imunidade; (8)
  • Complementar a alimentação com suplementos, somente se prescrito por um profissional. (8)

Imagem Ilustrativa

Cuidado com os mitos

Podemos considerar que, desde que o novo coronavírus apareceu, receitas milagrosas aparecem por aí prometendo curar ou até evitar o contágio pela doença. É essencial dizer que se manter saudável e com o sistema imune em dia é excelente para o nosso organismo, mas isso não quer dizer que não seremos infectados pelo coronavírus. (7)

Chás, vitaminas, shots de imunidade, por exemplo, podem até ajudar a fortalecer o sistema imunológico, porém, não existem comprovações científicas de  que possam prevenir a doença ou diminuir o contágio.(7,9)

Cuidar da saúde e da imunidade é algo que devemos buscar diariamente no nosso estilo de vida. Com o sistema imunológico fortalecido, nosso corpo tem mais ferramentas para lutar contra infecções e doenças. Porém, mesmoadotando uma alimentação saudável e praticando exercícios físicos, ainda simé indiscutível a necessidade de seguir todas as medidas de proteção da OMS para evitar o contágio pela covid-19 enquanto todos aguardam pela vacina, como lavar sempre as mãos, ficar em casa, se isso for possível, se for sair, usar máscara, álcool em gel e manter o distanciamento social.

Cuidar da saúde é Vital!

Fontes:
  1. OLIVEIRA, Leandro Lima et al. O que fazer para aumentar a imunidade? Entenda. Coronavírus – Secretaria do Estado de Saúde de Minas Gerais. Disponível em <https://coronavirus.saude.mg.gov.br/blog/58-o-que-fazer-para-aumentar-a-imunidade>. Acesso em 26 mar. 2021.
  2. MAGNONI, Daniel. O papel da alimentação e dos suplementos durante e após a pandemia. Veja, 2021. Disponível em <https://veja.abril.com.br/blog/letra-de-medico/o-papel-da-alimentacao-e-dos-suplementos-durante-e-apos-a-pandemia/>. Acesso em 26 mar. 2021.
  3. MANARINI, Thaís. Vitaminas na pandemia. Veja Saúde, 2020. Disponível em <https://saude.abril.com.br/alimentacao/vitaminas-na-pandemia/>. Acesso em 26 mar. 2021.
  4. SILVA, Jessie. Especialista destaca a importância da alimentação saudável durante a pandemia. FAPEAM – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas, 2020. Disponível em <http://www.fapeam.am.gov.br/entrevistas/especialista-destaca-a-importancia-da-alimentacao-saudavel-durante-a-pandemia/>. Acesso em 26 mar. 2021.
  5. CESCHINI, Fabio. Exercícios físicos, imunidade e o combate à Covid-19. Veja Saúde, 2021. Disponível em <https://saude.abril.com.br/blog/com-a-palavra/exercicios-fisicos-imunidade-e-o-combate-a-covid-19/>. Acesso em 26 mar. 2021.
  6. UNIMED PONTA GROSSA.Coronavírus Covid-19 – O que você precisa Saber e fazer. Disponível em <https://www.unimedpg.com.br/coronavirus/download2/imunidade1.pdf>. Acesso em 26 mar. 2021.
  7. CEARÁ. Secretaria da Saúde. Os cuidados com a saúde no combate ao Covid-19. 2020. Disponível em <https://www.saude.ce.gov.br/2020/04/16/sistema-imunologico-em-pleno-funcionamento-e-importante-em-tempos-de-covid-19-mas-nao-evita-a-doenca/>. Acesso em 26 mar. 2021.
  8. BARRUCHO, Luis. Coronavírus: os 4 pilares para manter a imunidade em dia. BBC News Brasil, 2020. Disponível em <https://www.bbc.com/portuguese/geral-51937410>. Acesso em 26 mar. 2021.
  9. VIANA, Eduarda Cristina R. De Morais; OLIVEIRA, Isadora da Silva; SANTOS, Jéssica Gonçalves dos. Coronavírus (Covid-19) – Mitos e Verdades. O que é preciso saber sobre alimentação? Universidade Federal do Espírito Santo, 2020. Disponível em <https://repositorio.ufes.br/bitstream/10/11496/1/cartilha_mitos_e_verdades2020.pdf>. Acesso em 26 mar. 2021.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Como melhorar o sistema imune através da alimentação

Em nosso dia a dia somos constantemente expostos à vírus, bactérias, germes, parasitas, toxinas e outros micro-organismos prejudiciais à nossa saúde. Mas então porque não ficamos doentes o tempo todo? Graças ao nosso sistema imunológico: constituído por células especiais, proteínas, tecidos e órgãos, ele nos protege de todos estes agentes que podem causar ou desencadear doenças como lúpus, herpes, psoríase, artrite reumatoide, alergias, gripes e resfriados, entre outras…