Mais razões para ingerir óleo de peixe: seu corpo vai te agradecer!

Share on facebook
Share on twitter

Citamos no post “Motivos para ingerir óleo de peixe” bons motivos pelos quais o óleo de peixe é importante para a nossa saúde e deve fazer parte do nosso dia-a-dia. Neste post vamos listar mais alguns benefícios desse poderoso óleo no nosso organismo e por quê você deve incluí-lo na sua alimentação:

1. Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDHA)

Desatenção, hiperatividade, agitação e comportamento impulsivo. De acordo com os pesquisadores, acredita-se que o óleo de peixe produz efeitos positivos sobre a função cerebral. 60% do nosso cérebro é composto por gorduras e possui os mais importantes ácidos graxos polinsaturados ômega 3 e ômega 6. Estes ácidos graxos devem ser obtidos através de suplementação ou dieta e podem ser encontrados em vegetais folhosos verde escuros, nozes, sementes de linhaça e óleo de peixe.

2. Doença de Alzheimer

Há vários anos a conexão do óleo de peixe com a doença de Alzheimer tem sido estudada e resultados consistentes foram obtidos: os ácidos graxos essenciais vitais para a função cerebral que são encontrados no óleo de peixe, não só podem retardar o declínio cognitivo como podem ajudar a prevenir a atrofia cerebral em adultos mais velhos.

3. Olho seco e perda de visão

O óleo de peixe tem se mostrado um grande aliado para auxiliar na síndrome do olho seco e doenças oculares relacionadas à idade, como a catarata. Por ser um anti-inflamatório natural, o ômega 3 reduz as inflamações do corpo todo, inclusive da superfície ocular. Uma dieta com o consumo de DHA adequado ajuda também a proteger contra perda de visão relacionada a idade.

4. Depressão pós parto

O óleo de peixe consumido durante a gravidez pode ajudar a proteger as puérperas de depressão pós-parto – afirma Dra. Michelle Judge, da Universidade de Connecticut. Ela disse que após a realização de um estudo em 2011 o consumo de DHA durante a gravidez demonstrou ter potencial de diminuir os sintomas da depressão pós-parto.

5. Esquizofrenia e transtornos psicóticos

No que se acreditava ser o primeiro estudo desse tipo, uma pesquisa revelou que os ácidos graxos ômega 3 encontrados no óleo de peixe podem ser eficazes para reduzir o risco de psicose.

O estudo publicado na revista Nature Communications, detalha como uma intervenção de 12 semanas com suplementos de Ômega 3 reduziu substancialmente o risco de desenvolver transtornos psicóticos em longo prazo .

6. Benefícios para o bebê

Consumo de ômega 3 por gestantes pode ajudar a impulsionar o desenvolvimento cognitivo e motor do feto. Em um estudo publicado em 2008, os cientistas da Universidade Laval descobriram que o ômega 3 consumido pela mãe durante os últimos três meses de gravidez melhorou o desenvolvimento sensorial cognitivo e motor do seu bebê.

É muito importante atentar-se à procedência do ômega 3, sempre lembrando que para ter um bom desempenho, o óleo de peixe deve ser proveniente de peixes de águas profundas e salgadas, como salmão, atum, sardinha e arenque.
Outro fator importantíssimo a ser considerado: o óleo de peixe deve ser isento de metais tóxicos!
Assim como a sua saúde, informação é Vital!

3 comentários em “Mais razões para ingerir óleo de peixe: seu corpo vai te agradecer!”

  1. dado a importancia do omega 3 a saude, muitos que gostariam de compra-lo, acabam nao comprando porque a Vital atman so parcela no cartao de credito. porque nao parcelar tambem em debito em conta corrente, nem todos os consumidores usam cartoes.eu mesmo compraria es pudesse parcelar por debito em conta. sou aposentado, o banco ja descontaria direto do beneficio.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

COZINHA VITAL – Homus Vitalis

Rendimento: 10 porções Ingredientes: 250g de grão-de-bico – ½ pacote 2 colheres (sopa) de suco de limão 1 colher (sobremesa) de sal 1 dente de alho

Como viver mais e melhor

Viver mais e cada vez melhor. Desde muito tempo, esse tem sido um grande objetivo do homem. Por isso, não são poucas as pesquisas sobre