Mitos e verdades sobre o consumo de vitaminas

Share on facebook
Share on twitter
Vitaminas

Desde que nos conhecemos por gente, ouvimos falar da importância das vitaminas na nossa saúde. Com certeza, elas são essenciais e desempenham funções indispensáveis ​​para o nosso organismo. Existem muitas verdades por aí sobre elas, mas, infelizmente, muitos mitos também. Com a pandemia, aumentaram ainda mais essas informações erradas acerca das vitaminas e sua performance na imunidade. Por isso, no texto de hoje, vamos desmistificar, de maneira direta e concisa, algumas afirmações sobre elas, confirmando sua veracidade ou desmentindo o que estiver distorcido.

A insuficiência de vitamina D pode piorar o estado de saúde de alguém com gripe ou resfriado? VERDADE!

Da mesma forma que outras vitaminas têm um importante papel no organismo, a vitamina D desempenha o papel no fortalecimento e na manutenção do nosso sistema imunológico. Algumas células desse sistema, chamadas de linfócitos, possuem receptores de vitamina D. Quando há níveis suficientes de vitamina D no organismo, os linfócitos podem ter uma atuação melhor no combate a possíveis infecções – como a gripe ou o resfriado. Por esse motivo, o corpo acaba respondendo mais rapidamente no processo de recuperação. Então é verdade: a insuficiência de vitamina D pode piorar o estado de saúde quando alguém está com gripe ou resfriado. (1)

Super dosagem de vitamina D pode apresentar riscos à saúde? VERDADE!

Falamos acima do benefício da vitamina D para o sistema imunológico, mas ela também é uma grande aliada do corpo na absorção de fósforo e cálcio – dois nutrientes que são extremamente necessários para a saúde óssea. (2)

Agora, por que a super dosagem de vitamina D pode apresentar riscos à saúde? Acontece o seguinte: a vitamina D pode ser obtida por meio de alimentação (como peixes e laticínios), por exposição solar ou, ainda, por meio de suplementação. Quando há um exagero ou uma super dosagem de vitamina D no organismo, pode ocasionar um problema chamado hipercalcemia. (1,2)

A hipercalcemia é o excesso de cálcio do sangue e pode provocar problemas como pedra nos rins e também perda da função desse órgão. Além disso, a super dosagem de vitamina D também pode comprometer a saúde óssea porque pode fazer com que haja um desequilíbrio na renovação dos tecidos dos ossos. (2)

E não é só isso. Um estudo feito pela Unesp mostrou que altas doses de vitamina D também podem desencadear hipertensão e mudanças na aorta, fora o aumento do músculo do coração e piora da função cardíaca. (2)

Imagem Ilustrativa

Pessoas com diabetes têm mais chance de sofrer com deficiência de vitamina B12? VERDADE!

Antes de explicarmos porque isso é verdade, vamos entender o que é esse nutriente.
A vitamina B12 é indispensável para a formação de glóbulos vermelhos no sangue e também para que os nervos e o cérebro tenham um bom funcionamento. Quando há níveis insuficientes de vitamina B12, podem surgir problemas como demência, neuropatia e anemia. (3)

E acontece que pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2 têm mais chances de sofrer com a deficiência desse nutriente. Apesar de ambos grupos serem atingidos por conta disso, as causas são diferentes: (3)

– Diabetes tipo 1: Quem tem diabetes tipo 1 tem cinco vezes mais chance de ter deficiência de vitamina B12. Isso acontece porque o próprio sistema imunológico consegue destruir as células estomacais que, por sua vez, têm a função de envolver a proteína, ligando-a ao nutriente e possibilitando, mais tarde, a sua absorção. E, sem essa proteína, a vitamina não consegue ser aproveitada de forma adequada pelo organismo. Vale ressaltar que quem tem a diabetes tipo 1 também tem mais chances de desenvolver a doença celíaca, uma inflamação que fica mais séria por conta da ingestão de glúten. E essa doença, juntamente com o diabetes, acaba fazendo com que a deficiência da vitamina B12 seja mais propensa. (3)

– Diabetes tipo 2: A diabetes tipo 2 por si só não faz com que haja deficiência de vitamina B12. O problema mesmo é o Metformina, medicamento usado para fazer o controle dos níveis de glicose no sangue e para tratar a resistência à insulina. Como ele está ligado à redução na absorção da vitamina B12 pelo intestino, acaba fazendo com que haja essa deficiência. (3)

Mas nem tudo está perdido! Isso pode ser corrigido com suplementação – desde que seja passado por um médico – e com mudanças na alimentação. (3)

Vitamina C impede a pessoa de ficar doente? MITO!

Apesar da vitamina C auxiliar na redução e na gravidade do resfriado comum, estimulando a resposta autoimune no organismo, ela não é capaz de acabar com resfriados ou gripes. Ou seja, ela ajuda na redução do risco de doenças respiratórias, ainda mais por ter ação antioxidante, mas ela não garante que você não irá se resfriar ou contrair alguma doença. (1)

Imagem Ilustrativa

Existem substâncias que afetam a absorção das vitaminas no organismo? VERDADE!

Alimentos como refrigerantes, chá-pretos e cafés, por exemplo, podem afetar a absorção de vitaminas B e D. (1)

A absorção de vitamina D também é prejudicada quando ingerimos bebidas alcoólicas porque elas afetam o aproveitamento do cálcio pelo organismo. Já o tabaco é responsável por afetar a absorção de vitamina E. (1)

Até quando consumimos muitas fibras podemos prejudicar a “ligação” das vitaminas A, E e D. (1)

Então, o consumo desses produtos que comentamos deve ser evitado ou moderado.

Todo mundo deve fazer suplementação vitamínica? MITO!

Muitas pessoas acreditam que é só adquirir o suplemento vitamínico e iniciar o consumo, mas isso não é verdade. O suplemento vitamínico é indicado apenas para algumas pessoas, dependendo das circunstâncias, ou seja, se não for orientado por um especialista, como um nutricionista ou nutrólogo, é melhor evitar. Tomar suplementos em excesso, especialmente sem orientação médica, pode gerar problemas como sobrecarga renal, intoxicação hepática e desequilíbrio metabólico. (4)

Quanto mais vitaminas, melhor? MITO!

Tudo em excesso faz mal, e é claro que as vitaminas não ficariam de fora. Um bom exemplo é o excesso de vitaminas A, D, E e K, que podem ficar estocadas no tecido gorduroso, podendo causar intoxicação, além de prejudicar a absorção de outras vitaminas pelo organismo. (5)

Além de sabermos sobre os mitos e as verdades que citamos acima, é importante consumir informações de credibilidade e lembrar que as vitaminas sozinhas não operam milagres. Para levar mais saúde para o seu dia a dia, também é preciso ter uma alimentação equilibrada e um estilo de vida saudável e ativo. E, como já falamos, o uso de suplementos vitamínicos só deve ser feito com orientação de um profissional.

Fontes: 
  1. ELIAS, Maria Fernanda. Vitaminas para a imunidade: mitos e verdade. Veja Saúde, 2020. Disponível em <https://saude.abril.com.br/blog/com-a-palavra/vitaminas-para-a-imunidade-mitos-e-verdades/>. Acesso em 23 fev. 2021.
  2. GYURICZA, János Valery. O mito da carência de vitamina D. Veja Saúde, 2020. Disponível em <https://saude.abril.com.br/blog/com-a-palavra/o-mito-da-carencia-de-vitamina-d/>. Acesso em 23 fev. 2021.
  3. COURI, Carlos E. Barra. O que a vitamina B12 tem a ver com o diabetes. Veja Saúde, 2019. Disponível em <https://saude.abril.com.br/blog/futuro-do-diabete/o-que-a-vitamina-b12-tem-a-ver-com-o-diabetes/>. Acesso em 23 fev. 2021.
  4. MERHEB, Joao. Conheça mitos e verdades sobre vitaminas e suplementos. São Lucas Hospital-Copacabana, 2018. Disponível em <https://saolucascopacabana.com.br/pt/sobre-nos/blog/conheca-mitos-e-verdades-sobre-vitaminas-e-suplementos>. Acesso em 23 fev. 2021.
  5. MITOS e verdades sobre vitaminas e imunidade. Marcio Atalla. Disponível em <https://marcioatalla.com.br/nutricao/mitos-e-verdades-sobre-as-vitaminas-e-imunidade/>. Acesso em 23 fev. 2021.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM