Outono chegou: proteja-se das alergias e reforce sua imunidade!

O outono chegou e com ele vem o ar mais frio e seco. Nessa época do ano, é preciso ter cuidados especiais com algumas doenças, principalmente aquelas que surgem quando a imunidade está mais baixa. As principais são as alergias, resfriados, gripes, faringites, sinusites e pneumonias que são transmitidas por vírus e bactérias. Para evitar essas doenças, é importante que você evite lugares fechados, onde há aglomerações (isso predispõe a disseminação de patógenos pelo ar) e reforce seu sistema imune através de uma boa alimentação, exercícios físicos e uma boa limpeza na casa. Veja:
Share on facebook
Share on twitter

O outono chegou e com ele vem o ar mais frio e seco. Nessa época do ano, é preciso ter cuidados especiais com algumas doenças, principalmente aquelas que surgem quando a imunidade está mais baixa. As principais são as alergias, resfriados, gripes, faringites, sinusites e pneumonias que são transmitidas por vírus e bactérias.

Para evitar essas doenças, é importante que você evite lugares fechados, onde há aglomerações (isso predispõe a disseminação de patógenos pelo ar) e reforce seu sistema imune através de uma boa alimentação, exercícios físicos e uma boa limpeza na casa. Veja:

1 – Limpe bem e mantenha a casa arejada

A alergia aos ácaros é um problema comum durante todo o ano, mas pode desencadear alergias, principalmente no outono, período que costumamos ficar mais fechados em casa.  Os ácaros estão presentes principalmente na cama, carpetes, bichos de pelúcia e cortinas.

Para combater os ácaros, troque a roupa de cama semanalmente e ventile bem todos os ambientes. Na superfície dos móveis passe um pano úmido sempre que houver poeira. Se necessário, use capas antialérgicas para colchões, travesseiros e edredons;

2 – Procure um profissional da saúde

Cuidar da alimentação é o primeiro e mais imprescindível passo! Faça do nutricionista seu melhor amigo 🙂

Em caso de sintomas como tosse constante, coceira, vermelhidão nos olhos, secreção nasal, entre outros, procure um médico especialista como o alergologista ou imunologista. Como existem vários tipos de alergias, somente eles poderão detectar a causa precisa da sua alergia e lhe passar o melhor tratamento;

3 – Alimente-se bem

Alguns alimentos fortalecem o sistema imunológico, pois fornecem nutrientes necessários para a produção das células de defesa. São alimentos ricos em:

–  Vitamina C: como os cítricos, couve, brócolis;

– Betacaroteno: melhora a função do sistema imunológico como pêssego, melancia, milho, nabo, couve, batata, abóbora, beterraba, brócolis e aspargos;

–  Selênio: que pode ser encontrado no atum, carnes, cereais integrais e nozes;

outono-chegando-proteja-se-das-alergias-e-reforce-sua-imunidade-2

–  Óleo de coco: também é uma ótima opção pois é uma excelente fonte de ácido láurico, um tipo de gordura que é convertida em monolaurina no intestino. Pesquisas comprovaram que a esta substância tem propriedades antibacteriana, antiviral e antifúngica;

– Gorduras do bem: o consumo de gorduras saudáveis é essencial para a nossa saúde e a melhor delas é o ômega 3. Os ácidos graxos ômega 3 incluem o ácido alfa-linolênico (ALA) – encontrado na linhaça – o ácido eicosapentaenoico (EPA) e o ácido docosahexaenóico (DHA) – encontrados nos peixes selvagens de águas salgadas e profundas. Os ômegas 3 são considerados os tipos de gordura mais benéficas para a saúde humana, já que participam de inúmeros processos químicos importantes em nosso corpo, evitando diversas doenças degenerativas e mantendo a nossa imunidade lá em cima.

Própolis verde: o Artepillin-C é um flavonoide que tem uma elevada capacidade de ativar o sistema imune. Ele estimula receptores específicos e a produção de citocinas, que modulam os mecanismos da imunidade. A melhor forma de extração da própolis verde para o consumo é o método Wax Free, que retira as impurezas presente na própolis, deixando apenas os componentes mais puros. O resultado é uma própolis mais pura e segura para consumo, apresentando alta concentração dos ativos que podem ajudar na manutenção da boa saúde, como os flavonoides;

4 – Pratique exercícios

Pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, descobriram que pessoas mais ativas têm menor probabilidade de sofrer com infecções nas estações mais frias. E mesmo as que ficam doentes, apresentam sintomas mais leves do que as pessoas sedentárias. Além disso, de acordo com a Harvard Medical School, os exercícios fortalecem o sistema imunológico da mesma maneira que uma dieta balanceada. Ou seja, a atividade física melhora a saúde como um todo, o que acaba por fortalecer a resposta imunitária;

outono-chegando-proteja-se-das-alergias-e-reforce-sua-imunidade-3

5 – Tome sol

A deficiência de vitamina D está ligada a distúrbios autoimunes. Ela ajuda a matar vírus, fungos e bactérias. O banho de sol ainda é a melhor fonte de vitamina D, recomenda-se de 20 a 30 minutos por dia de sol direto sobre a pele exposta.

Dica de saúde

Para aumentar ainda mais sua imunidade, você pode fazer uso de suplementos contendo óleos de coco e de orégano prensados a frio, que podem auxiliar a fortalecer o sistema imune graças às ricas propriedades antibacteriana, antifúngica e antiviral que apresentam.

A própolis verde é uma outra excelente alternativa de suplemento para fortalecer o sistema imune, clique aqui para saber mais!

E agora? Já está preparado para passar um outono saudável? Aproveite e passe essas orientações para sua família e amigos, afinal compartilhar saúde é Vital!

 

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Atividade física: remédio para o coração

Fonte: sintaseucoracao.com.br Pesquisas não param de apontar uma relação estreita entre a prática cotidiana de exercícios e a prevenção de males cardiovasculares. Mas quais são os

Vitamina B5: benefícios incríveis para a saúde e beleza do corpo

Você já ouviu falar em ácido pantotênico? E se eu disser Vitamina B5? Talvez agora sim, certo? Na verdade, esses são dois nomes para a mesma substância.

O ácido pantotênico recebe o nome da raiz grega “pantos”, que significa em todos os lugares, porque está disponível em uma variedade muito grande de alimentos.

Como as outras vitaminas B, ela desempenha um papel importante no metabolismo energético, atuando como uma coenzima para reações químicas produtoras de energia. Além disso também atua na síntese de gordura, hormônios e neurotransmissores no cérebro.