Por que é importante manter os níveis de triglicérides em equilíbrio?

Share on facebook
Share on twitter
triglicérides

Nos exames de rotina, você já deve ter visto o termo triglicerídeos (ou triglicérides) e pode ter ficado em dúvida sobre o que ele realmente significa. O valor alto de triglicerídeos (TG) no sangue podem sobrecarregar a circulação e causar alterações na saúde, por isso é importante ficar atento ao nível contido no seu organismo. (1)

Sabe aquela barriga de chopp, pneuzinhos, culotes e afins que surgem em alguma fase da vida? Os triglicérides em excesso podem estar relacionados ao aparecimento dessas saliências devido a formação de placas que entopem as artérias. (1) Ficou curioso? Na publicação de hoje, você vai descobrir um pouco mais sobre essa substância. Continue a leitura!

O que são os triglicérides?

Triglicérides são as principais moléculas de gordura que circulam pelo corpo e servem como uma reserva de energia. Aqui no blog, já falamos sobre o colesterol – que também é uma gordura -, mas, quando comparamos ao triglicérides, vemos que eles desempenham funções diferentes no organismo. Enquanto o colesterol atua nas membranas celulares e na formação de alguns hormônios, os triglicérides servem para armazenar energia, que é fornecida pela alimentação. (2,3)

Os triglicérides são produzidos pelo próprio fígado e também são obtidos por meio de alimentos ricos em carboidratos e gorduras. Quando comemos, o corpo converte todas as calorias que ele não precisa usar imediatamente em triglicérides, que são armazenadas nas células de gordura. Em seguida, os hormônios liberam triglicérides para que tenhamos energia entre as refeições. Quando consumimos mais calorias do que queimamos, principalmente calorias de carboidratos e gorduras, temos uma maior chance de ter triglicérides elevados. (2,4)

triglicérides

Causas e complicações de triglicérides alto

O valor considerado normal de triglicérides na circulação sanguínea é abaixo de 150mg/dl. Acima dessa quantidade, o valor é tido como alto, podendo contribuir para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e derrame cerebral. (5,6)Em quantidade elevada, os triglicérides provocam o surgimento de radicais livres e processos inflamatórios, dois perigos aos vasos. Sem contar que pode estimular a fabricação exagerada de VLDL (very low density lipoproteins) no fígado, caracterizando a hipertrigliceridemia no sangue, representada pela elevação das lipoproteínas de muito baixa densidade, o que contribui diretamente para o entupimento das artérias. (7,8)

Além da genética, os principais fatores por trás dos níveis elevados de triglicérides são uma dieta rica em carboidratos e gordura e a ingestão de bebida alcoólica. Algumas situações que também podem elevar os níveis de TG são obesidade, estresse agudo, gravidez, estrogenoterapia, terapia de glicocorticóides e doenças como diabetes, pancreatite aguda, síndrome nefrótica, gota e uremia, dentre outras. Níveis aumentados de triglicérides trazem risco de desenvolvimento de aterosclerose e doenças coronarianas. (2,8)

Sem os cuidados adequados, altas taxas de triglicérides podem afetar o sistema cardiovascular como um todo. As complicações contribuem para o entupimento dos vasos sanguíneos, o que pode resultar em infarto e acidente vascular cerebral (AVC) e ainda há uma relação com o aumento da pressão arterial. (2)

Tendo em vista esses efeitos, frisamos a importância de manter os níveis de triglicérides controlados, mas como fazer isso?

triglicérides

Controlando o triglicérides com mudanças de hábitos alimentares

De um modo geral, para a redução dos triglicérides, é essencial evitar alimentos ricos em gordura e açúcar, além da prática de atividades físicas regularmente. (9) A seguir, listamos algumas recomendações para controlar os níveis dessa substância no corpo.

  • Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, o tratamento da hipertrigliceridemia deve incluir uma redução na ingestão de gordura total da dieta; (8)
  • Evitar consumir alimentos ricos em açúcar, como refrigerantes, sucos artificiais, doces em geral, sorvetes cremosos, chocolates, entre outros; (9)
  • Evitar consumir, também, alimentos feitos principalmente com farinhas refinadas, como pães, tortas, bolos e macarrão. Sempre que possível, opte por alimentos integrais e fibras; (9)
  • Uma outra orientação é evitar o consumo de bebidas alcóolicas. (9)

Como vimos, os triglicerídeos são importantes para o bom funcionamento do nosso corpo, mas como tudo em excesso faz mal, nesse caso não seria diferente. Manter níveis controlados de triglicérides no corpo pode evitar diversos problemas, como artrite e pancreatite, além de cuidar melhor do coração e controlar o fígado. (5) Para viver uma vida mais feliz e cheia de energia, uma alimentação nutritiva e balanceada é o melhor caminho para não deixar os triglicerídeos saírem dos trilhos.

Fontes:
  1. O QUE são triglicérides? Veja Saúde, 2013. Disponível em: <https://saude.abril.com.br/bem-estar/o-que-sao-triglicerides/>. Acesso em 27 jun. 2022.
  2. SANTOS, Maria Tereza. Triglicérides: o que é, quais os riscos e como baixar? Veja Saúde, 2021. Disponível em: <https://saude.abril.com.br/medicina/triglicerides-alto-o-que-e-quais-os-riscos-e-como-baixar/>. Acesso em 27 jun. 2022.
  3. RIBEIRO, Maria. O que são é por que é importante controlar os triglicérides? Drauzio Varella, 2022. Disponível em: <https://drauziovarella.uol.com.br/cardiovascular/o-que-sao-e-por-que-e-importante-controlar-os-triglicerides/>. Acesso em 27 jun. 2022.
  4. PFIZER. A importância de controlar os triglicérides. Disponível em: <https://www.pfizer.com.br/noticias/ultimas-noticias/importancia-de-controlar-os-triglicerides>. Acesso em 27 jun. 2022.
  5. TRIGLICERÍDEOS ideal: por que sua taxa deve ser mantida sob controle. Nutritotal, 2021. Disponível em: <https://nutritotal.com.br/publico-geral/material/trigliceridios-ideal-por-que-sua-taxa-deve-ser-mantida-sob-controle/>. Acesso em 27 jun. 2022.
  6. ALBERT EINSTEIN. A importância da alimentação para o controle da dislipidemia. Disponível em: <https://www.einstein.br/noticias/noticia/importancia-alimentacao-para-controle-dislipidemia>. Acesso em 27 jun. 2022.
  7. RUPRECHT, Theo. Como controlar os perigosos triglicérides. Veja Saúde, 2015. Disponível em: <https://saude.abril.com.br/bem-estar/como-controlar-os-perigosos-triglicerides/>. Acesso em 27 jun. 2022.
  8. MARQUES, Camila Garcia. Como ocorre a hipertrigliceridemia e quais devem ser os cuidados dietéticos? Nutritotal Pro, 2005. Disponível em: <https://nutritotal.com.br/pro/como-ocorre-a-hipertrigliceridemia-e-quais-devem-ser-os-cuidados-dieta-ticos/>. Acesso em 27 jun. 2022.
  9. SÃO JOSÉ DOS CAMPOS. Secretaria Municipal de Saúde. Nutrindo sua saúde. Disponível em: <https://servicos2.sjc.sp.gov.br/media/75717/orienta%C3%A7%C3%B5es%20para%20redu%C3%A7%C3%A3o%20do%20colesterol%20e%20triglicerides.pdf>. Acesso em 27 jun. 2022.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Mulher: saiba porque o óleo de borragem é ótimo para você!

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, queremos trazer boas notícias para sua saúde! Afinal, você merece: é mãe, amiga, carinhosa e companheira para todas as horas.

E para dar conta de todos os cuidados com a família, sua saúde deve estar sempre em dia! A boa notícia é que existe um produto natural que pode lhe ajudar a manter o corpo saudável.

Cinco benefícios do óleo de coco que você precisa conhecer!

Você gosta de usar o óleo de coco em sua alimentação e em sua rotina de higiene e beleza, mas fica confuso com as informações divergentes que encontra sobre esta gordura, e ainda tem dúvidas se ela realmente é tão benéfica? Então este artigo é para você, para que saiba, de uma vez por todas, que o óleo de coco não é um vilão, mas sim um superalimento. Veja: