Por que o magnésio é importante para as mulheres?

Você já deve ter percebido que a cidade está “rosa”: faixas, cartazes, banners e até na internet, sites e redes sociais também estão exibindo a cor. E é por uma boa causa: o “Outubro Rosa” é uma campanha que alerta para a prevenção do câncer de mama. E nesse mês, em que a saúde da mulher está em evidência, que tal saber um pouco mais dos benefícios do magnésio para elas?
Share on facebook
Share on twitter

Você já deve ter percebido que a cidade está “rosa”: faixas, cartazes, banners e até na internet, sites e redes sociais também estão exibindo a cor. E é por uma boa causa:  o “Outubro Rosa” é uma campanha que alerta para a prevenção do câncer de mama. E nesse mês, em que a saúde da mulher está em evidência, que tal saber um pouco mais dos benefícios do magnésio para elas?

O magnésio é um mineral essencial para homens e mulheres: ele pode ajudar no controle do humor, deixar os ossos mais fortes, prevenir doenças cardíacas, aliviar inflamações e melhorar as funções cardiovasculares e a saúde dos tecidos. Além disso, é essencial na formação da massa muscular magra, dentes e ossos. O magnésio também regula a atividade de outros nutrientes, incluindo cobre, zinco, potássio e vitamina D!

Os adultos têm, em média, 25 g de magnésio armazenado no corpo, e a maior parte está nos ossos. Apenas 1% circula na corrente sanguínea e vários sistemas funcionam para manter este nível constante. Por exemplo: o magnésio é um modulador do receptor NMDA (N-metil-D-aspartato) essencial para a comunicação neural que está na base da memória, da aprendizagem e do pensamento. Além disso, é importante para a produção de energia celular (ATP – Adenosina Tri-Fosfato) e circulação de ácidos graxos e antioxidantes pelo corpo.

Nas mulheres ele é particularmente importante pois está diretamente relacionado à:

por-que-o-magnesio-e-importante-para-as-mulheres3

TPM:  o magnésio pode aliviar os sintomas da tensão pré-menstrual controlando o inchaço, insônia, dor de cabeça, aumento de peso, sensibilidade dos seios e cólicas. A combinação de magnésio com vitamina B6 pode aumentar sua eficácia!

Gravidez: quando tomado durante a gravidez, o magnésio pode prevenir complicações como pré-eclâmpsia e parto prematuro. As mulheres devem ingerir pelo menos 310 mg de magnésio por dia e, durante a gravidez esse número deve ser de 360-400 mg durante a gravidez e 320-360 mg na amamentação.

Depressão: o magnésio demonstrou ser um nutriente eficaz para o combate à depressão, pois regula a função dos neurônios através do fluxo de cálcio dentro e fora das células. Além disso, tem ação importante nas funções da tireoide que, se estiver desregulada, pode desencadear uma depressão.

Osteoporose: recentemente, um estudo publicado no Journal of Applied Nutrition, mostrou uma relação entre o cálcio e o magnésio. Segundo o estudo, o magnésio auxilia na absorção do cálcio pelo organismo, prevenindo a osteoporose. Além disso, a ingestão adequada de cálcio é especialmente importante para atletas do sexo feminino que se exercitam sete horas por semana ou mais. Isso porque, principalmente na puberdade, esse nível de esforço físico pode causar declínios hormonais e comprometer a formação óssea, podendo levar à osteoporose prematura.

por-que-o-magnesio-e-importante-para-as-mulheres4

Endometriose: magnésio, vitaminas do Complexo B, e a suplementação de ômega 3, têm a capacidade de potencializar a função anti-inflamatória em pacientes com endometriose, ou seja, proporcionar uma melhora dos sintomas da doença, já que mulheres que possuem esta doença apresentam inflamação nos locais onde há tecido do endométrio fora da cavidade uterina.

Energia: como o magnésio ajuda a manter as funções nervosa e enzimática saudáveis, esse nutriente essencial também é ótimo para manter os níveis de energia elevados e manter o foco ao longo do dia.

por-que-o-magnesio-e-importante-para-as-mulheres1

O magnésio pode ser ingerido como suplemento ou encontrado principalmente em vegetais de folhas verdes escuras como agrião, rúcula, espinafre, escarola, chicória, almeirão, brócolis, couve-de-bruxelas, couve manteiga, alimentos integrais (gérmen de trigo, arroz, aveia, centeio, cevada, milho, quinoa, amaranto), sementes de girassol, castanhas e tofu.

Para ajudar seu corpo a manter os níveis de magnésio no corpo você deve:

– Evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e refrigerantes;

– Evitar o consumo de alimentos com muito açúcar como bolos, doces e outros alimentos com muito açúcar refinado;

– Ter uma vida mais tranquila, com o mínimo de estresse possível;

– Moderar o consumo de chá e café;

– Acompanhar, junto ao seu médico, a ingestão de pílulas anticoncepcionais ou medicamentos para reposição hormonal, bem como remédio para coração ou asma.

Viu como o magnésio é importante para sua saúde? Procure manter uma dieta equilibrada e suplementar sempre que necessário!

Nós da Vital Âtman nos preocupamos com a sua saúde! Neste mês de Outubro, apoiamos a conscientização da luta contra o câncer de mama. O primeiro passo é a prevenção, por isso cuide-se, faça o autoexame e incentive suas amigas e as mulheres da sua família a fazerem o mesmo!

Se gostou dessas informações, compartilhe, passe para frente 🙂 Compartilhar saúde é Vital!

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Porque escolher ômega 3 com Vitamina E?

Quando você vai comprar um suplemento de ômega 3, o que mais te convence? O preço, a embalagem ou a recomendação de algum amigo?

É claro que estes fatores podem ser levados em conta, mas é importante que você fique atento é ao rótulo.

Lá estão todas as informações sobre o produto e um nutriente que não pode ficar de fora é a Vitamina E.

Acidez x Alcalinidade – você sabe como equilibrar a sua alimentação?

Você acha que o limão irá tornar o seu corpo mais ácido? Está enganado! Surpreenda-se com os alimentos que podem te ajudar a ter uma dieta alcalina.

Você se lembra de quando estudou sobre acidez e alcalinidade na escola? Então você deve saber que o fator que mede se um elemento ou composto é ácido ou básico (alcalino) é o pH. O pH vai de 0,0 (mais ácido) até 14,0 (mais alcalino), sendo que o pH 7,0 é neutro.

Produção sustentável de ômega 3: será que isso é possível?

Produção sustentável de ômega 3: será que isso é possível?

Por diversas vezes, quando abordamos o esse tipo de ácido graxo poli-insturado aqui no blog, deixamos claro que as principais fontes de DHA, um tipo de ômega-3, são os óleos de peixe. Será que é possível continuar produzindo esse tipo de alimento/suplemento em larga escala, de maneira sustentável