Quais os cuidados com a saúde o verão exige?

Share on facebook
Share on twitter
verão

Os cuidados com a saúde devem acontecer o ano inteiro, claro. Mas quando as estações do ano vêm com temperaturas muito mais altas ou muito mais baixas, devemos tomar cuidados especiais

Agora, com a aproximação do verão, já estamos vivendo dias de temperaturas mais quentes. É normal que fiquemos um pouco perdidos sobre a melhor decisão a ser tomada quando falamos de aproveitar o verão de forma consciente. Por isso, preparamos um conteúdo super especial para tirar as dúvidas que mais surgem nesse período, para você aproveitar cada momento sem ameaçar a saúde. Vamos lá?

É possível morrer de calor?

De vez em quando, ouvimos e reproduzimos essa expressão tão comum no cotidiano do brasileiro que vivencia as nuances de um clima tropical. Estamos falando da famosa frase “vou morrer de calor!”. À propósito, você sabia que isso realmente pode acontecer? Primeiro, é preciso que você entenda os riscos que acompanham a chegada do verão, para que, então, possa se proteger adequadamente e curtir essa estação do ano sem perigos.

Estudos apontam que, durante as ondas de calor que acontecem especialmente no verão, há um aumento na taxa de mortalidade de alguns grupos, sobretudo os de pessoas idosas e bebês, que, muitas vezes, dependem de cuidados de terceiros para se protegerem, além de possuírem menor capacidade de adaptação. (1)

Quando está calor, o suor aparece como uma forma de regular a temperatura do corpo. O cérebro envia os comandos para que a temperatura da pele caia, o que influencia também na temperatura do sangue circulando pelos vasos. Sendo assim, o sangue refrescado se movimenta pelo corpo, diminuindo a temperatura do organismo. Porém, quando está muito quente, suamos bastante, fazendo com que haja mais vasos de regulação térmica abertos no corpo, o que pode levar à desidratação. (1)

Desta maneira, uma coisa leva à outra: com esses vasos dilatados por muito tempo, a pressão sanguínea cai, ocasionando tonturas e vertigem, por exemplo. Com a pressão baixa, o coração pode começar a bater mais rápido, com a intenção de elevar a pressão e equilibrar o organismo. Essa sobrecarga, juntamente com a menor quantidade de líquidos circulando, acaba deixando o sangue mais denso, aumentando as chances de ocorrer obstruções e até paradas cardíacas. (1)

Nesse contexto, é necessário se atentar a um fato: o grande problema está quando, ao longo de pelo menos três dias consecutivos, a temperatura máxima ultrapassa os 36ºC e a mínima não fica abaixo de 21ºC. Sendo assim, esse superaquecimento faz com que o corpo não consiga se resfriar de forma apropriada, aumentando o risco de paradas cardíacas, como já citamos, como também de derrames. (1) 

Problemas de saúde motivados pelo calor

Além do risco de sofrer paradas cardíacas e derrames, existem outros problemas que podem ser uma consequência do calor excessivo do verão. O estresse por calor é um deles. (2)

Já foi citado que, quando estamos expostos a temperaturas elevadas, o corpo sente dificuldades para se adaptar, então, ele realiza algumas alterações para conseguir se defender, como a liberação de mais suor, que pode resultar na desidratação e na perda de sais minerais. (2)

Se o indivíduo continuar exposto ao sol, a situação pode ficar mais grave e a chamada “insolação” dá as caras. Um fato interessante é que o nosso corpo não pode, de jeito nenhum, chegar a 40ºC. Caso isso aconteça, alguns órgãos param de funcionar, levando ao coma e até a morte. Viu só? Não é brincadeira não! (2)

Um outro problema que também surge em época de muito calor é o aumento de mosquitos transmissores de doenças. Já notou que é no verão onde emergem mais casos de Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela por exemplo? Todas essas patologias são causadas por mosquitos vetores que gostam muito de calor. No caso deles, quanto mais quente, melhor. E, para complicar ainda mais, temos os fatores que envolvem questões ecológicas, como o desmatamento, urbanização desordenada e falta de saneamento que também contribuem para o desenvolvimento desse problema. (2)

E as alergias? Jamais poderiam deixar de ser citadas neste texto. É nesse período de maior calor que nos deparamos com diversos tipos de alergias e erisipela, uma infecção na derme e no tecido subcutâneo, provocada pela proliferação de bactérias e que pode provocar alterações nos vasos linfáticos (aqueles que ajudam na drenagem dos membros inferiores). (2)

Um outro alerta é em relação ao câncer de pele, doença que representa um terço de todos os diagnósticos de câncer no Brasil. (2) 

verão

Quais os cuidados que devo tomar no verão?

Tendo em vista todos esses problemas que o calor pode causar, trouxemos algumas dicas de cuidados para que o verão seja uma estação feliz para que você possa viver boas histórias. Vamos lá:

1- A primeira recomendação é: use protetor solar!

Durante o verão, há uma intensidade maior de raios ultravioletas, tornando a exposição solar ainda mais perigosa. Pouco tempo no sol forte e sem proteção já é o suficiente para sentirmos os efeitos. (2)

A Sociedade Brasileira de Dermatologia recomenda que, para evitar queimaduras e uma exposição prolongada ao sol, principalmente entre às 10h e às 16h, o ideal é utilizar filtro solar fator 30 (no mínimo) diariamente. O correto também é optar por horários mais leves para se expor ao sol, como o das 6h às 10h e após às 16h. (3,4)

2- Cuide da alimentação!

No verão, buscamos instintivamente consumir alimentos mais frescos e refrescantes para combater o calorão. Manter o organismo hidratado é fundamental, uma vez que estamos propensos a perder mais água do corpo nesse período. (3,5,6)

Então, frutas ricas em líquidos, como a melancia e o abacaxi, sucos naturais sem açúcar e água de coco podem ajudar na hidratação e na reposição dos sais minerais perdidos com a transpiração. (3,5,6)

Por outro lado, alimentos gordurosos ou com muito sal podem aumentar a desidratação e deixar a digestão mais lenta, piorando sintomas de cansaço mal-estar e fadiga. Além disso, frutas, verduras e legumes são ótimas fontes de vitaminas, minerais e fibras. O ideal é consumir cerca de 4 a 5 porções por dia. (3,5,6)

3- Água, água e mais água!

Você já sabe que a desidratação é um dos principais problemas que podem ocorrer ao longo desta estação do ano. Você pode não só tomar a água em si, direto do filtro, como também pode aproveitar a presença dela nas frutas, fato citado na dica anterior. Laranja, limão, melão e pêssego são ótimas opções. (3,5)

Ah, além disso, é importante que você saiba que, no geral, são recomendados, no mínimo, 2 litros de água por dia, mas essa necessidade pode variar, dependendo de fatores como peso, idade, entre outros. (3,5)

Dica bônus: mexa-se! Em dias de muito calor, já nos sentimos naturalmente cansados. Talvez, tenhamos pouca vontade de sair debaixo do ventilador, mas, é preciso, pois quando ficamos parados o sangue pode se acumular em uma região e causar inchaços. E tudo isso é intensificado no calor! Uma caminhada já ajuda bastante. (6)

Quem vai curtir o verão com mais saúde depois dessas dicas?

Fontes:
  1. É POSSÏVEL morrer de calor? Como se proteger dos riscos de um verão extermo. BBC News Brasil, 2015. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/12/151221_verao_calor_saude_rj>. Acesso em 30 nov. 2021.
  2. TURBIANI, Renata. Verão 2019: Como o calor forte ameaça a saúde. BBC News Brasil, 2018. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/geral-46600456>. Acesso em 30 nov. 2021.
  3. LIMA, Thaís Guimarães de. Verão com saúde. Unimed, 2018. Disponível em: <https://www.centralnacionalunimed.com.br/viver-bem/saude-em-pauta/verao-com-saude>. Acesso em 30 nov. 2021.
  4. CORRÊA, Marjourie. Ãs vésperas do verão, corpo exige cuidados especiais. Folha de Pernambuco, 2020. Disponível em: <https://www.folhape.com.br/noticias/as-vesperas-do-verao-corpo-exige-cuidados-especiais/165493/>. Acesso em 30 nov. 2021.
  5. 5 DICAS: saiba como se alimentar de forma saudável no verão. PUCRS, 2020. Disponível em: <https://www.pucrs.br/blog/5-dicas-saiba-como-se-alimentar-de-forma-saudavel-no-verao/>. Acesso em 30 nov. 2021.
  6. CAIAFA, Ricarda. #TOP5: Como cuidar da saúde na estação mais quente do ano. Blog da Saúde – Secretaria do Estado de Saúde de Minas Gerais, 2017. Disponível em: <http://blog.saude.mg.gov.br/2017/12/21/top5-como-cuidar-da-saude-na-estacao-mais-quente-do-ano/>. Acesso em 30 nov. 2021.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM