Seis truques para exterminar a barriga

Share on facebook
Share on twitter

Fonte: anitricionista.blogs.sapo.pt

Se prestar atenção ao que coloca no prato conseguirá sentir diferença no tamanho da barriguinha. Além da quantidade é preciso ter cuidado com a qualidade dos alimentos.

Fique longe dos refrigerantes
Troque-os por chá verde, mate ou branco. Ricos em substâncias termogénicas e antioxidantes, eles não só aumentam o metabolismo como desintoxicam e desincham.

Evite doces, pães e biscoitos feitos com farinha branca 
Alimentos como estes têm alto índice glicémico favorecendo a acumulação de gordura na barriga. Substitua-os pelos integrais. Ricos em fibras, com índice glicémico baixo ou moderado e têm vitaminas do complexo B, fundamentais para manter o intestino saudável.

Atenção às fibras 
Para o intestino funcionar bem, é necessário consumi-las. Mas se não beber água suficiente para hidratá-las congestionam o intestino, aumentando a produção de gases e provocando cólicas. Então, combine as duas coisas: fibras e água – 1,5 a 2 litros por dia é uma boa medida.

Consuma alimentos que ajudam a combater inflamações 
Os campeões são o alho cru e a cebola (ricos em antioxidantes), amêndoa, castanha-do-pará e azeite extravirgem (com gordura “boa” são essenciais para a absorção dos antioxidantes anti-inflamatórios presentes nas verduras).

Cuidado com o feijão, a couve e o repolho 
Para algumas pessoas, estes alimentos provocam prisão de ventre. No caso do feijão, o truque é deixar o grão de molho e trocar a água várias vezes para eliminar as substâncias que provocam a fermentação. Já as verduras citadas não podem ser totalmente retiradas do menu, pois contêm nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo. Um truque é eliminá-las do prato durante uma semana quando tiver um compromisso e quiser exibir a barriga super seca.

Exercício aeróbico para queimar os excessos 
Correr, pedalar, saltar à corda… Qualquer uma dessas atividades é essencial para conquistar uma barriga lisinha e uma cintura modelada. Afinal, os resultados da aula de abdominal só vão aparecer depois da gordura for exterminada. Além disso, esse tipo de exercício ajuda para afastar o stresse. O que o stresse tem a ver com a barriga? Tudo. Quando está nervoso, o organismo estimula as glândulas supra-renais, que fabricam adrenalina e cortisol (hormonas que nos preparam para enfrentar situações de perigo). O cortisol alia-se à insulina e, juntos, favorecem o depósito de gordura. O ideal é escolher uma modalidade e praticá-la, no mínimo, de 30 a 45 minutos – de 3 a 5 vezes por semana.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Vitamina D, alimentação e sol

Sempre escutamos profissionais da saúde como o Dr. Lair Ribeiro, alertando sobre a importância da Vitamina D para a saúde e bom funcionamento do nosso organismo, não é mesmo?

A vitamina D, também conhecida como vitamina do sol, A Vitamina D é um pró-hormônio produzido a partir da ação do raio ultravioleta B na pele. As duas principais formas são a vitamina D2 (ergocalciferol) e a vitamina D3 (colecalciferol). No fígado, a vitamina D3 é transformada em 25 hidroxi-vitaminaD.

Conheça os benefícios do contato com a natureza para o corpo e mente

Qual foi a última vez que você colocou os pés na terra? Ou parou alguns minutos para observar as árvores e respirar ar puro? Banho de cachoeira então… Faz tempo né? Passamos o dia todo no escritório, entramos no carro, chegamos em casa e aí é jantar, televisão e cama. O contato com a natureza é importantíssimo para a nossa saúde física e mental!