Solidariedade em tempos de pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Solidariedade

Desde o início da pandemia, que dura muito mais do que imaginávamos ser possível, fomos colocados a muitas provas. Nossa resiliência e outros valores essenciais para um bom convívio como sociedade foram e estão sendo testados o tempo todo. Existe uma frase bem conhecida, aquela que “estamos todos no mesmo barco”, porém, discordamos dessa afirmação e concordamos com a reflexão de que podemos estar todos no mesmo oceano, mas que os barcos são bem diferentes e, muitos indivíduos, nem barcos possuem. Usamos essa analogia para ilustrar um pouco sobre como existem realidades diferentes e o quanto a pandemia escancarou a necessidade de olharmos para fora, enxergarmos as diferenças e, mais que isso, sermos convidados a praticar nossa solidariedade para amenizar os impactos causados pelo coronavírus na sociedade.

Acreditamos que, mesmo nos momentos mais difíceis, é possível extrair aprendizados que podem nos ajudar a evoluir como seres humanos. Longe de nós querer que você acredite que existem lados bons em uma pandemia, mas é preciso exercitar a observação por outras perspectivas para que, de alguma forma, consigamos aprender lições importantes e deixar isso permear no nosso futuro.

Em tempos de fake news e desavenças políticas e ideológicas, nos deparamos com rupturas em diversas relações e lares. A solidariedade conceituada como responsabilidade recíproca entre membros de uma comunidade ou simplesmente como gestos de amor ao próximo é um dos sentimentos que vem para amenizar as nossas diferenças e nos torna capazes de ver o outro como um indivíduo que, independente das diferenças, compartilha a mesma casa que nós, o planeta Terra, e merece ser feliz levando uma vida digna.

Imagem Ilustrativa

As dificuldades do mundo para enfrentar a pandemia são imensas e, no Brasil, muitas delas são ainda maiores. Com a desigualdade social e a falta de soluções vindas do poder público, muitas pessoas viram sua realidade mudar repentinamente. Várias delas perderam seus empregos, muitas empresas precisaram mudar o funcionamento, crianças deixaram de ir às escolas, pessoas perderam entes queridos e muito mais.

Fomos “abraçados” por sentimentos como o medo, a insegurança, a solidão, a ansiedade muitos outros. Foi aí que vimos a solidariedade brotar no coração de muitas pessoas. Esse gesto potente de doar-se ao outro surgiu com força e nos mostrou que há esperanças. Que podemos, sim, melhorar enquanto sociedade, acolher a causa do outro e lidar com as diferenças.

Distribuição de alimentos, doação de produtos de higiene pessoal, consultas gratuitas, ligações no meio do dia, mensagens de apoio, reconhecer o trabalho de quem atua incansavelmente na linha de frente. Não há uma régua para medir a solidariedade. Qualquer gesto de amor é de valor incalculável!

Alimentar quem tem fome, fazer sorrir quem está triste, compartilhar conhecimento, ouvir quem precisa falar, estar presente mesmo que distante. Existem muitas maneiras de se doar ao outro, e esse outro não são só os mais vulneráveis. É aquele familiar que mora sozinho e não recebe visitas há um bom tempo, é o seu filho que não vê mais os amiguinhos da escola e precisa brincar, é você que está cheio de inseguranças e medos sobre o que pode acontecer no próximo minuto. Ajudar alguém é uma via de mão dupla que beneficia o ajudado e, também, quem ajuda.

Imagem Ilustrativa

Compartilhar amor e doar-se é uma fonte de luz inesgotável em um momento tão escuro como o que estamos vivendo. Perceba o mundo ao seu redor e seja luz para os outros e para você!

Como vai deixar a vida de alguém mais feliz hoje?!

 

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Cozinha Vital – Massa da Horta

Rendimento: 4 a 5 porções Ingredientes: 1 pacote de espaguete (ou espaguete sem glúten) 5 colheres (sopa) de óleo de girassol com sálvia 3 colheres

Osteoporose: 5 meios de fazer a prevenção e o tratamento

Existem diversos fatores que aumentam o nosso risco de ter osteoporose. Apesar de haver vários novos medicamentos no mercado, do aumento da suplementação de cálcio e da prática de exercícios físicos, a osteoporose ainda está aumentando. Isso nos leva a crer que, fora desses métodos de tratamento padrão, existe um elo perdido quando se trata da nossa compreensão e tratamento da osteoporose. Quais são as melhores maneiras de preveni-la e tratá-la?

Sete motivos para usar própolis verde

O Brasil é mundialmente conhecido pelas belezas naturais, mas o que pouca gente sabe, é que apenas aqui é possível produzir a própolis verde, substância que traz inúmeros benefícios para a saúde. Isso porque nosso país é o único lugar onde é encontrada a planta Baccharis dracunculifolia, também conhecida como vassourinha-do-campo, ou alecrim do campo. É através dela que as abelhas produzem essa própolis especial.