reeducação alimentar

Alimentos anti-inflamatórios

Os médicos estão aprendendo que uma das melhores formas para dominar a inflamação não está no armário de remédios, mas na geladeira. Seu sistema imunológico ataca qualquer coisa em seu corpo que reconhece como estranho, como um micro-organismo invasor, pólen de plantas ou químicas, e este processo é chamado de inflamação. Impulsos intermitentes de inflamação são dirigidos aos invasores verdadeiramente ameaçadores para proteger a sua saúde. No entanto, por vezes a inflamação persiste dia após dia, mesmo quando você não está sendo ameaçado por um micro-organismo estranho. É nessa hora que a inflamação pode se tornar sua inimiga. Muitas doenças graves que nos afligem, incluindo câncer, doenças cardíacas, diabetes, artrite, depressão e Alzheimer têm sido associadas a inflamação crônica. Uma das ferramentas mais poderosas para combater a inflamação não vem da farmácia, mas da mercearia. “Muitos estudos experimentais têm mostrado que alguns componentes de alimentos ou bebidas podem ter efeitos anti-inflamatórios,” diz o Dr. Frank Hu, professor de nutrição e epidemiologia do Departamento de Nutrição de Harvard. Escolha os alimentos certos, e você será capaz de reduzir os riscos de doença, assim como se escolher os errados, você poderá acelerar o processo inflamatório. Alimentos promotores de Inflamação Tente evitar ou limitar esses alimentos, tanto quanto possível: carboidratos refinados, como pão branco e doces batatas fritas e outros alimentos fritos refrigerantes e outras bebidas adoçadas com açúcar carne vermelha (hambúrgueres, carnes) e carne processada (linguiça, salsicha) margarina, gordura e banha de porco Não surpreendentes, os mesmos alimentos que contribuem para a inflamação são geralmente considerados ruins

LER MAIS

Remediar, não. Prevenir é a solução!

“Os sábios da antiguidade não tratavam aqueles que já estavam doentes e sim aqueles que não estavam… Esperar uma doença se manifestar para então ser tratada, não seria tão tarde quanto começar a abrir um poço depois de ter sede, ou começar a fundir armas depois de já terem se lançado na batalha? Não chegarão estas ações tarde demais?” (Nei Jing) Estas palavras, de um texto médico chinês clássico escritas há 4601 anos, expressam a importância primordial da Medicina Preventiva. Elas são a prova de que a medicina chinesa tem valorizado a Medicina Preventiva acima de intervenções de emergência para as doenças. Historicamente na China, cada aldeia estava sob os cuidados de um médico. Em troca, eles cuidavam dele (alimentação, vestimenta, etc.). O trabalho do médico tradicional chinês era manter a aldeia livre de doenças em primeiro lugar. Depois que as pessoas ficavam doentes, elas eram incapazes de suportar o médico. Fazia mais sentido para ele mantê-los bem do que esperar até que ficassem doentes. A posição mais prestigiosa para um médico chinês era se tornar o médico pessoal do Imperador. No entanto, se o Imperador ficasse doente, o médico poderia acabar executado. O médico na China foi abençoado e amaldiçoado; para ele, a medicina preventiva era uma questão de vida ou morte! Os médicos tradicionais chineses eram recompensados ​​por prevenir as doenças e punidos por permitir que seus pacientes ficassem doentes. O que é tão diferente na troca que vemos na saúde moderna? Na Medicina Ocidental, os médicos só são recompensados quando existem pacientes

LER MAIS

Receita de tender light para o Natal

Um tender desses deixaria qualquer mesa de Natal ainda mais bonita, não é mesmo?! E o melhor: é ligth e combina muito bem com óleos naturais! A receita foi tirada do livro “Trocas Inteligentes“, escrito pela nutricionista Sonja Salles, com apoio do Vital Âtman. Então, vamos aprender a receita? Tender light com purê de castanha e cenoura   Ingredientes 1 tender bolinha 1 colher (chá) de cravos ½ xícara (chá) geleia diet de damasco 1 xícara (chá) de suco de laranja-seleta Noz-moscada a gosto Para o purê de castanha e cenoura 15 castanhas portuguesas 3 cenouras cruas cortadas em rodelas Sal a gosto 1 cebola ralada 2 colheres (sopa) de requeijão light 1 colher (chá) de adoçante para forno e fogão Preparo Tender Em uma assadeira, coloque o tender e leve ao forno para assar em fogo baixo por meia hora. Tire do forno e, com uma faca, trace diagonais na superfície do tender. Enfeite com os cravos, espetando-os. Em uma tigela, misture a geleia com o suco de laranja e a noz-moscada. Derrame lentamente metade desse molho sobre o tender e leve-o para assar novamente em forno médio por 40 minutos. Vá regando com o restante do molho. Após esfriar, corte em fatias e despeje o molho que ficou na assadeira. Purê de castanha e cenoura Cozinhe as castanhas portuguesas na panela de pressão. Retire a casca e reserve-as. Em outra panela, cozinhe as cenouras. No liquidificador, coloque as castanhas e as cenouras cozidas e bata até obter uma mistura homogênea. Retire e ponha

LER MAIS

Entenda o processo de extração a frio

Pureza é a palavra de ordem na fabricação de óleos funcionais extraídos de sementes oleaginosas. Por isso, para garantir óleos 100% puros, não se pode adicionar qualquer solvente químico ou elevar a temperaturas da extração, resultando a pureza e a manutenção das propriedades funcionais das sementes. Quer conhecer a forma Vital de extração dos óleos? Então, confira o passo dessa legítima extração a frio: 1)      Controle de qualidade das sementes: O primeiro passo é a certificação de que as sementes que serão prensadas apresentam bom rendimento para a extração. “Sementes de bom rendimento são a garantia da qualidade final do óleo”, explica Cristina Prates, gerente de produção da Vital Âtman, indústria pioneira na extração a frio de óleos naturais . “Pedimos sempre 5 kg de cada semente para verificar, por meio de análises químicas em laboratório, o rendimento e a qualidade. Se passarem nesse primeiro teste, pedimos mais sementes que serão usadas na fabricação dos óleos”. 2)      Prensagem: Em seguida, as sementes certificadas passam pelas máquinas de extração a frio, que prensam morosamente a matéria-prima, extraindo o óleo e as tortas, que são uma espécie de bagaço do que sobra das sementes. Segundo a gerente, é preciso 5 kg de sementes para produzir 1 litro de óleo: “A prensagem a frio é um processo moroso, lento, já que o óleo demora dias para ficar pronto. Porém, o resultado final é um produto que preserva todas as características naturais das matérias-primas”. 3)      Cuidados diários: A Vital Âtman tem um cuidado especial e diário com suas máquinas:

LER MAIS

Dicas para uma vida bem melhor

Para ter uma vida saudável não é preciso uma mudança radical, já que a simplicidade da vida é o que há de mais saudável e sustentável. Por isso, o segredo é ver o mundo com outros “óleos” e buscar a integração espírito-corpo. Quer ver como é fácil? Confira as dicas: 1)      Durma cedo e acorde cedo. Para aproveitar bem cada momento do dia, é preciso ter disposição e ânimo. Para isso, nada melhor do que uma noite bem dormida. Porém, se você é daqueles que não conseguem dormir cedo, experimente programar seu relógio para despertar mais cedo e procure acordar todos os dias no mesmo horário, inclusive nos fins de semana. No começo, isso pode parecer difícil, mas assim que o corpo começar entrar na rotina, logo vêm os benefícios de noites bem dormidas 2)      Tenha uma alimentação equilibrada e mastigue bem os alimentos. A verdadeira saúde e felicidade vêm de dentro para fora. Sabe aquele ditado “você é o que você come”? Pois é! Ele funciona, já que é dos alimentos que ingerimos que provêm os nutrientes para fazer do nosso corpo uma máquina perfeita. Por isso, organize e planeje sua alimentação , mastigue bem os alimentos e encha seu prato de nutrientes que vão trazer toda a saúde que você precisa para ser feliz. 3)      Não fique parado! Pratique esportes, afinal nosso corpo foi feito para se mexer! Segundo o médico americano Michael Joyner*, da Clínica Mayo, a “inatividade é o diagnóstico primário de várias enfermidades, entre elas obesidade, lesões articulares, fibromialgia, hipertensão e

LER MAIS

Gorduras: vilãs X mocinhas

Falou em gordura, falou em mal à saúde? Saiba que a lógica não é bem assim! Existem, sim, aquelas que prejudicam nosso organismo, como, por exemplo, as saturadas de origem animal, ou então aquelas modificadas industrialmente, conhecidas como gorduras trans, que podem levar ao entupimento de artérias. De contrapartida, existem também gorduras boas que devem fazer parte de uma dieta saudável, sendo que algumas dessas são essenciais, ou seja, precisam estar presentes em nossas células para o bom funcionamento de nosso organismo. As gorduras “boas” são aquelas conhecidas como insaturadas. Entre os vários benefícios que essas gorduras proporcionam à saúde, podemos citar, por exemplo, o combate ao colesterol ruim. Além disso, quando se tem uma dieta equilibrada e rica em gorduras boas, simples resultados como boa aparência em nossa pele e cabelos são perceptíveis em nosso corpo. As gorduras insaturadas podem ser encontradas em diversos tipos de alimentos, como o abacate, o azeite de oliva, óleos vegetais, azeitonas, nozes, soja e seus derivados e até em óleos de peixes, ricos em ômega 3. Esse tipo de gordura apresenta forma líquida e deve ser consumida em temperatura ambiente para não perder suas características primordiais. Por isso, uma boa dica é utilizar óleos ricos em gorduras insaturadas para finalizar as refeições, como, por exemplo, o azeite de oliva, o óleo de amêndoa doce e o óleo de noz de macadâmia que, além de serem extremamente saudáveis, também adicionam um delicioso sabor aos alimentos. Portanto, para uma dieta nutritiva e cheia de saúde, é essencial que saibamos escolher

LER MAIS

Alimentação e organização: tudo a ver!

Em sua opinião, boa alimentação é sinônimo de cortar radicalmente todas as gorduras e nunca mais comer um docinho? Então, está na hora de rever alguns conceitos! Bons hábitos alimentares têm tudo a ver com organização. Por isso, um cardápio consciente e rico em nutrientes é aquele que mais faz bem ao nosso corpo. Mas você sabe qual é a melhor maneira para organizar sua alimentação? Fique atento às dicas e saiba que é possível ser saudável mesmo com a correria do dia a dia: 1)      Planeje-se: para manter uma dieta saudável, a palavra de ordem é “organização”. Segundo a nutricionista da Vital Âtman Larissa Marin, é importante ter o cardápio da semana sempre programado: “Quando planejamos as principais refeições da semana, fica mais fácil organizar os nutrientes que serão ingeridos, principalmente na correria do dia-a-dia, já que podemos pensar com calma no valor nutricional dos alimentos e fazer escolhas conscientes”, explica a especialista. Isso sem contar que essa organização alimentar pode oferecer uma economia de tempo e de dinheiro! Um benefício atrás do outro! 2)      Priorize o valor nutricional dos alimentos, não o valor calórico. Essa dica é importante porque nem sempre temos disponível o melhor alimento. Por isso, Larissa destaca: “É preciso sempre fazer escolhas conscientes com o que temos, priorizando o que o alimento tem de bom, já que nosso corpo precisa de vitaminas para se manter saudável”. 3)      “Prevenir é melhor do que remediar”. A nutricionista afirma que o melhor caminho para a saúde é manter hábitos alimentares saudáveis acompanhados de

LER MAIS