Óleo de semente de abóbora e calvície: entenda essa relação.

Share on facebook
Share on twitter
óleo de abóbora

O óleo de semente de abóbora é um velho conhecido pelos leitores do nosso blog. Por aqui, já falamos sobre seus benefícios para o corpo, principalmente no tratamento de infecção urinária e prevenção do câncer de próstata.

Hoje, vamos conversar sobre a relação do óleo de abóbora com a queda de cabelo, que talvez você nem sabia que existia. Inclusive, ele até pode ajudar em casos de alopecia, auxiliando no crescimento dos fios. Mais uma vantagem incrível para incluir esse alimento nutritivo na dieta. (1,2)

Quer saber mais? Continue a leitura.

O óleo de semente de abóbora é rico em nutrientes

Você sabia que as sementes de abóbora são ricas em óleo e proteína? Ao ter consciência disso só temos a ganhar, pois evitamos o desperdício de alimentos e proporcionamos benefícios para a nossa saúde. Então, nada de jogar as sementes fora depois de preparar alguma receita com esse ingrediente, combinado? (3)

Estudos demonstraram que as sementes de abóbora são fontes de macronutrientes, como lipídios, fibras e proteínas. Além disso, também são ricas em ácidos graxos mono e poli-insaturados, vitaminas E e do complexo B. Essas sementes apresentam baixos teores de açúcares e grandes quantidades de minerais, como magnésio, potássio, zinco e ferro. (3)

Na versão em óleo, a semente de abóbora se destaca pelas propriedades terapêuticas que apresenta. Nos deparamos com uma excelente fonte de antioxidantes como polifenóis, tocoferóis, carotenóides e ácidos graxos poli-insaturados. Com isso, o óleo pode contribuir com a prevenção de doenças e promoção da saúde, sem contar que os ácidos graxos presentes são de grande importância para o crescimento e desenvolvimento no sistema nervoso central e do sistema cardiovascular. (3)

Citando outros benefícios da semente de abóbora, podemos incluir o efeito antibacteriano, antioxidante, antiviral, anti-inflamatório, além de contribuir para o tratamento de hiperplasia benigna da próstata, hipertensão e diabetes. (4)

óleo de abóbora

Já ouviu falar em Alopecia Androgenética (AAG)?

Utilizamos o termo “alopecia” para designar a perda parcial ou total, senil ou prematura, temporária ou definitiva, dos pelos ou cabelos. Trazendo para o dicionário popular, chamaremos de: calvície. (3,5)

Trata-se de uma doença dermatológica inflamatória crônica comum que afeta os folículos pilosos e as causas podem ser provenientes de fatores genéticos e ambientais. Apesar de não ser dolorosa, ela pode trazer consequências psicológicas negativas, incluindo altos níveis de ansiedade e até mesmo depressão. (3,5)

Existem diversas classificações da alopecia, mas a mais conhecida é a AAG que é caracterizada por uma perda progressiva do diâmetro, comprimento e pigmentação do cabelo. O próprio nome “androgenética” já denuncia os dois principais fatores que causam esse distúrbio: androgénios e fatores genéticos. Essa é uma das formas mais comuns de perda de cabelo em ambos os sexos, embora seja mais comum em homens. (5)

Quando não tratada, a AAG se torna uma condição progressiva, tendo uma taxa de redução do número de cabelos de 5% por ano. Então, para retardar essa perda, existem algumas estratégias terapêuticas para controlar essa disfunção. O tratamento tópico do óleo de semente de abóbora é um deles. (5)

Vamos falar mais sobre isso!

óleo de abóbora

O papel do óleo de semente abóbora no tratamento de calvície

Estudos comprovam que, tanto em homens quanto mulheres, o uso tópico do óleo de semente de abóbora contribui para o crescimento de cabelos em pessoas que convivem com a condição de alopecia androgenética. Pesquisas apontam que o óleo oferece propriedades anti-androgênicas em animais, mas ainda há muito o que ser explorado. (1,6)

Apesar dos efeitos do óleo ainda não estarem totalmente especificados para o tratamento de AAG, ainda vale ressaltar que o uso dessa substância em cápsulas, ao invés de tópico, também apresentou bons resultados em homens com grau leve a moderado de calvície. (6)

Um estudo verificou um aumento de 40% no número de cabelos em relação ao placebo ofertado, pelo período de 2 anos, com uma dose diária de 400mg. Esse efeito, provavelmente, está relacionado à presença de fitoesteróis no óleo de semente de abóbora, que pode inibir uma das enzimas que atuam diretamente na concentração do hormônio androgênico di-hidrotestosterona (DHT) nas células. (2,6,7)

Como vimos, o óleo de semente de abóbora exerce diversas funções benéficas no organismo e a sua habilidade de atuar no crescimento de cabelos, apesar de não ser amplamente discutida e conhecida por todos, é fator que torna esse nutriente ainda mais especial.

Tanto o uso tópico quanto o em cápsulas pode apresentar bons resultados no tratamento de alopecia androgenética. No entanto, recomendamos que visite um especialista para receber as melhores orientações para cuidar dessa disfunção. Quem ama, se cuida!

Fontes:
  1. COSTA, Diana Maria Oliveira. Plantas Medicinais no Tratamento da Queda do Cabelo. 2021. 57 f. Prestação de provas públicas (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) – Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra, Coimbra, 2021. Disponível em: <https://estudogeral.sib.uc.pt/bitstream/10316/98967/1/Diana%20Costa%20Documento%20unico.pdf>. Acesso em 28 abr. 2022.
  2. QUAIS são os benefícios do consumo do óleo de semente de abóbora para a saúde? Nutritotal Pro, 2021. Disponível em: <https://nutritotal.com.br/pro/quais-sao-os-beneficios-do-consumo-oleo-de-semente-de-abobora-para-saude/>. Acesso em 28 abr. 2022.
  3. DANTAS, Rebeca de Lima. 2019. 124 f. Estudo do processamento das sementes de abóbora: qualidade físico-química e estabilidade oxidativa do óleo. Tese (Pós-Graduação em Engenharia de Processos) – Centro de Ciência e Tecnologia, Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, 2019. Disponível em: <http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/xmlui/bitstream/handle/riufcg/12640/REBECA%20DE%20LIMA%20DANTAS%20-%20TESE%20%28PPGEP%29%202019.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em 28 abr. 2022.
  4. DARIWHALA, Maria Yusuf; RAVIKUMAR, Padmini. An overview of herbal alternatives in androgenetic alopecia. J Cosmet Dermatol., v. 18 p. 966–975, 2019. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/332400933_An_overview_of_herbal_alternatives_in_androgenetic_alopecia>. Acesso em 28 abr. 2022.
  5. REBELO, Ana Santos. Novas estratégias para o tratamento de alopécia. 2015. 41 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias/Escola de Ciências e Tecnologias da Saúde, Lisboa, 2015. Disponível em: <https://recil.ensinolusofona.pt/bitstream/10437/6180/1/TESE%20FINAL.pdf>. Acesso em 28 abr. 2022.
  6. FERREIRA, Ana Rita Marques. Plantas e Produtos Vegetais no tratamento da Alopécia. 2019. 46 f. Monografia (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) – Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2015. Disponível em: <https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/43470/2/MICF_Ana_Rita_Marques_Ferreira.pd>. Acesso em 28 abr. 2022.
  7. FERRAZ, Lucio Fabio Caldas. Estudo das enzimas 5 ‘alfa’-redutase tipo 2 e 3 ‘beta’-hidroxi-esteroide desidrogenase tipo 2 na ambiguidade genital e no câncer de próstata. 2006. 172p. Tese (doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, 2006. Disponível em: <http://libdigi.unicamp.br/document/?code=000412612>. Acesso em 28 abr. 2022.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Celebrar a Vida

Na rotina de hospitais encontram-se pessoas com adversidades, doenças, vítimas de tragédias em seu mundo físico e mental, com dor, sofrimento e alguns terminam em morte.

É possível constatar como a vida é efêmera. Alguns segundos ou minutos são suficientes para mudar a história do destino de uma pessoa. Através da observação e da intuição constata-se que no decorrer de suas vidas elas perdem oportunidades de se reconciliarem com o seu seres interiores, com suas essências e despertarem suas consciências.

Na interação com pacientes hospitalizados e familiares, percebe-se em seus semblantes frustração, decepção, desespero, tristeza, medo, angústia, remorso, ressentimento e rejeição.