IMAGEM ILUSTRATIVA

Alimentos e hábitos saudáveis que contribuem para a perda de peso

Cada vez mais abordado na mídia, o assunto alimentação, saúde e perda de peso exige um pouco mais de compreensão e conhecimentos para que as pessoas não acreditem em tudo o que veem por aí. Dietas mirabolantes e alimentos milagrosos aparecem com frequência prometendo resultados visíveis e rápidos. Induzidas por modismos e padrões, muitas pessoas, ao seguirem essas promessas colocam sua saúde em risco. Visto tudo isso, nesta publicação, vamos abordar mitos e verdades sobre os alimentos que, de fato, podem contribuir para uma perda de peso saudável. Antes de mais nada… É imprescindível dizer que, para fazer qualquer mudança ou adotar alguma dieta, é essencial que tenha o acompanhamento de profissionais dessa área. Cada indivíduo possui um organismo e a alimentação deve ser definida de acordo com suas individualidades. Não existe um alimento que será responsável por atingir os seus objetivos! Existem alimentos que apresentam excelentes propriedades e que contribuem para a promoção da saúde, porém, nenhum deles sozinho é capaz de fornecer tudo o que necessitamos para uma vida saudável e, mais que isso, nenhum alimento por si só é capaz de nos fazer emagrecer. (1) A chave para ser mais saudável e conseguir perder pesoestá em uma alimentação variada, baseada em alimentos in natura e minimamente processados, tendo em vista a quantidade, qualidade e a distribuição desses alimentos durante o dia. (1) Por que as dietas da moda não funcionam a longo prazo? Porque, por constituírem padrões de comportamento alimentar não usuais adotados entusiasticamente, a adesão tende a ser temporária, resultando no

LER MAIS
Consumo Consciente

8 dicas para adotar um consumo mais consciente e sustentável

Será que é possível viver e ser mais feliz com menos e ser mais desapegado dos bens materiais? Não só acreditamos que sim, como também incentivamos uma reflexão sobre a maneira que nos relacionamos com as coisas e como escolhemos o que ter e consumir nessa vida. Ser mais consciente sobre o que realmente importa é necessário, pode resultar em mais qualidade de vida e, ainda, contribuir para um mundo mais saudável e sustentável para todos! É preciso buscar a harmonia entre a satisfação, preservação do meio ambiente e o bem-estar social! (1) Ações individuais refletem na coletividade e, por isso, fazer boas escolhas é olhar para si e para o outro. Se não mudarmos nossos comportamentos em relação ao consumo, futuras gerações sofrerão com a escassez. (1) Consumir de maneira consciente coloca em cima da mesa fatores além do preço e da marca. É preciso levar em consideração o meio ambiente, a saúde humana e animal e as relações justas de trabalho. (2) Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e do portal de Educação Financeira “Meu Bolso Feliz” apontou que 17% das pessoas não sabem “muito bem o que fazer” para praticar o consumo consciente. (2) Levando em conta esse dado e a necessidade quase que urgente de uma mudança significativa da nossa relação com o consumo, separamos algumas dicas que podem nos tornar mais conscientes na hora de consumir! Veja: 01: Pensar antes de comprar e escolher bem a empresa de onde vai comprar. Realmente é preciso adquirir

LER MAIS
Oleaginosas: quais escolher para mais qualidade de vida e longevidade?

Oleaginosas: qual sua escolha para mais qualidade de vida?

É incontestável que, com o passar dos anos, muita gente começou a aderir a hábitos de vida saudáveis, como exercícios físicos e uma boa alimentação. E por falar em alimentação, estudos comprovaram que consumir oleaginosas melhora a qualidade de vida e a longevidade, e é sobre isso que falaremos nesse texto. Oleaginosas: um bem necessário Uma busca incansável por estratégias que visam o tratamento e a prevenção de doenças crônicas não transmissíveis – até mesmo a síndrome metabólica e a obesidade – tem feito com que pesquisadores avaliem o efeito da ingestão de alimentos específicos no controle metabólico e no peso corporal. (1) Os estudos levam a crer que, quando as oleaginosas são incluídas na dieta, elas conseguem contribuir para uma melhora no perfil lipídico e de antioxidantes, como resultado, melhora também o perfil lipídico sanguíneo e os marcadores de estresse oxidativo e de inflamação. (1) Ainda segundo estudos, se uma pessoa comer cerca de 30 gramas por dia de oleaginosas, as chances de uma mortalidade precoce são reduzidas em até 22%. Esse efeito positivo foi demonstrado em diversas doenças, de câncer a problemas cardíacos.(2) Quais oleaginosas consumir? Listamos aqui alguns exemplos: (2) – Pistache; – Avelã; – Castanha de caju; – Castanha-do-pará; – Noz; – Amendoim; – Amêndoa; – Macadâmia. A mortalidade em decorrência por diversos problemas, como derrame, diabetes, Alzheimer, doenças cardiovasculares e respiratórias, infecções, câncer e até problemas renais pode ser diminuída com a inclusão de algumas dessas oleaginosas na dieta.  .(2) E como as oleaginosas podem nos ajudar? Simples! As oleaginosas

LER MAIS
Conheça 8 alimentos ótimos para a memória e a saúde do cérebro

Memória e saúde do cérebro: conheça oito alimentos benéficos

Você sabia que a nossa alimentação também pode afetar a memória? Uma dieta pobre em vitaminas e nutrientes pode prejudicar a saúde do cérebro e, consequentemente, a memória. Nesse texto, falaremos um pouco sobre isso, além de apresentar alimentos que podem melhorar a memória e a saúde cerebral. A saúde do cérebro começa no prato Ter uma dieta rica em magnésio, ômega-3, zinco, vitaminas B1 e B6 e colina auxilia na saúde do cérebro. E sabe o que é positivo? Podemos consumir tudo isso apenas com alimentação. Alimentos que já fazem parte do nosso dia a dia, como folhas verde-escuras, feijão e carne são grandes aliados quando se trata de fortalecimento de neurônios e prevenção do mal de Alzheimer. (1) Vale lembrar que, da mesma forma que uma alimentação saudável pode auxiliar na saúde, uma má alimentação pode prejudicar o funcionamento cerebral. Os alimentos que podem fazer mal são: embutidos, enlatados, ultra processados, refrigerantes, frituras e doces. O que acontece é que, ao incluí-los na dieta, acabamos deixando de ingerir os alimentos saudáveis, perdendo, assim, substâncias importantes para o bom funcionamento do nosso cérebro. (1) Mas afinal, quais são os alimentos que podem auxiliar na memória e na saúde do cérebro? 1 – Peixe Sardinha, salmão, atum, cavalinha e arenque. Esses são os peixes que precisam ser incluídos na dieta. Isso porque eles são ricos em ômega-3, responsável por fazer a conexão entre os neurônios, contribuindo para a plasticidade sináptica. (2) Fora isso, o peixe pode proteger o cérebro contra doenças neurodegenerativas e ajudar a

LER MAIS
Glutamina e seus benefícios para saúde.

Glutamina e seus benefícios para saúde.

A glutamina é um aminoácido considerado parcialmente essencial que  age na renovação das células, auxilia na imunidade é uma ótima aliada à saúde gastrointestinal. Leia mais para conhecer seus benefícios. O que são aminoácidos? Antes de falarmos sobre a glutamina, precisamos entender melhor o que são os aminoácidos essenciais e os não-essenciais. Os aminoácidos são nutrientes que se juntam para formar proteínas. Eles são responsáveis por ajudar nosso corpo a realizar funções vitais, como se desenvolver, reparar tecidos, melhorar a saúde do sistema cardíaco e a função neurológica, entre outros. (1) Aminoácidos essenciais são aqueles que não produzimos em nosso corpo, mas que podemos obter por meio de alimentos. Aminoácidos não-essenciais são aqueles que conseguimos por meio do consumo de outros aminoácidos sem ser necessário que sejam obtidos por meio da alimentação. (1) O que é a glutamina? A glutamina é um aminoácido não-essencial que age na renovação das células e auxilia na imunidade do organismo. (1,2) Porém, a classificação da glutamina como um aminoácido não essencial tem sido questionada, pois, em algumas situações críticas, como cirurgias, traumas e exercícios físicos exaustivos, a produção de glutamina não supre a demanda exigida pelo organismo, fazendo com que seja necessária uma complementação com ingestão dietética. Ela também é o aminoácido de maior quantidade no plasma e no músculo esquelético, podendo ser usada para sintetizar outras proteínas, aminoácidos, moléculas biológicas e nucleotídeos. (3) A glutamina pode ser uma importante aliada para a saúde intestinal – especialmente em casos de esofagite, gastrite, doença de Chron, síndrome do intestino irritável,

LER MAIS
Conheça 8 benefícios incríveis da spirulina para a saúde

Spirulina: conheça 8 benefícios incríveis para a saúde

Já ouviu falar em spirulina? O nome é complicado, mas os benefícios desse alimento são inúmeros, desde prevenir algumas doenças até ajudar no emagrecimento. Apesar de ser conhecida como alga azul, ela é, na verdade, uma cianobactéria. Nesse texto, falaremos um pouco mais sobre ela e vamos entender porque ela foi eleita pela OMS como o alimento do milênio. Spirulina: o que é e qual a sua composição? Como dissemos acima, a spirulina já foi considerada uma alga, mas notou-se que ela não tem nenhuma relação filogenética com esse grupo. Hoje em dia, já se sabe que ela, na verdade, é uma cianobactéria, que são organismos procariotos fotossintetizantes. (1) Um grande número de compostos que fazem parte das cianobactérias tem um valor comercial alto. Isso acontece porque esses compostos são usados para diversos fins e atividades, como: biopigmentos e antioxidantes, fármacos, exopolissacarídeos, marcadores fluorescentes, enzimas e outros nutrientes, como proteínas e vitaminas, e alguns minerais, carboidratos e lipídios. (1) A spirulina é uma fonte rica em proteínas (cerca de 70% da sua composição) e, por isso, é uma ótima opção para quem tem uma dieta restrita quando se trata de produtos de origem animal. (1,2) Fora a proteína, ela é composta por antioxidantes que auxiliam no combate aos radicais livres, também possui vitaminas como B1, A e E, além de minerais como magnésio, betacaroteno, manganês e ferro – esses minerais são encontrados em menos quantidade em legumes e frutas. (2) – Combate à anemia: Segundo estudos, os pacientes que incluíram spirulina na dieta tiveram um

LER MAIS
Chlorella: o que é e quais os benefícios para a saúde?

Chlorella: o que é e quais os benefícios para a saúde?

Você já ouviu falar da chlorella? Conhece os benefícios da chlorella? Ela é uma microalga rica em nutrientes, especialmente a vitamina B12. A vitamina B12, quando se trata de alimentação, está presente em ovos, carnes e queijos. Sendo assim, a chlorella pode ser um ótimo alimento para prover essa vitamina tão importante para o nosso organismo. Porém, é importante dizer que só ela pode não ser suficiente para proporcionar tudo o que o corpo precisa, principalmente para aqueles que estão com deficiência da vitamina B12. Por isso, é essencial sempre estar em dia com os exames médicos. (1,3) Chrorella: de onde vem e qual a sua composição Encontrada na água doce e na água salgada, a chlorella é muito usada como suplemento alimentar por conter quantidades significativas de proteínas, tendo também aminoácidos essenciais, ácidos gordos poli-insaturados, vitaminas e minerais. A  chlorella também possui compostos fenólicos, pigmentos e tocoferol. (2) Fora isso, estudos relataram que essa microalga tem propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, antifúngicas, antimicrobianas etc. (2) A chlorella tem demonstrado excelentes resultados contra a hipertensão, na diminuição dos níveis de colesterol ruim do corpo e, também, no bom funcionamento do organismo. (2) Benefícios da chlorella para a saúde Os benefícios para a saúde são muitos. Um deles é a ação antioxidante que auxilia no combate aos radicais livres por conta da presença de compostos como o ácido fenólico, betacaroteno e tocoferóis. (2) Ela também ajuda a prevenir e até curar doenças crônicas como a hipertensão, a hipercolesterolemia e a diabetes. (2) No começo do texto falamos sobre

LER MAIS
Óleo de coco: conheça os benefícios para mulher

Óleo de coco: conheça os benefícios para mulher

O coco é um fruto é poderoso na saúde e na beleza da mulher. A água do coco é rica em cálcio, potássio, ferro, magnésio, cobre e zinco, e pode ser usada para hidratar o corpo. (1) Já a polpa do coco contém uma espécie de gordura saturada, chamada de triglicerídeos de cadeia média (TCM), que é facilmente absorvida pelo corpo, gerando energia para o fígado. Além disso, esse tipo de gordura contida no coco ajuda na diminuição da absorção de gorduras ruins, estimula o intestino e ainda consegue combater vírus, bactérias e fungos – por esse motivo ele é usado muitas vezes para o tratamento de inflamações no intestino e da candidíase. (1) Cultivado em mais de 90 países, 100% dele pode ser aproveitado e uma das suas derivações, o óleo de coco, é muito utilizado para variados fins. Visado por diversos segmentos, consegue suprir necessidades que você nem imagina – e é sobre isso que falaremos nesse texto. (2) O óleo de coco É extraído da polpa do coco fresco, conhecido também como coco da Bahia ou coco branco. O óleo é de origem vegetal e é 100% natural. (3) Em sua composição, possui 90% de ácidos graxos saturados, como os ácidos capróico, caprílico, cáprico, láurico, mirístico, palmítico, esteárico e araquídico. Também possui ácidos graxos insaturados, mas em uma quantia menor. Essa gorduras auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico, ajuda na digestão e na absorção dos nutrientes dos alimentos. Também é possível encontrar glicerol no óleo de coco, substância muito importante no organismo

LER MAIS
Empatia: saiba como ela pode transformar o mundo em que vivemos

Empatia: como ela transforma o mundo em vivemos

Se colocar no lugar do outro pode ser a chave que precisamos para viver no mundo que queremos e transformá-lo naquele que desejamos deixar para quem chegar depois de nós. Nunca se usou tanto a palavra empatia como algo tão necessário. E chega a parecer um tanto quanto irônico isso acontecer na era em que mais temos acesso ao outro. A internet, junto com a ascensão das redes sociais, promovem, com facilidade, a comunicação entre pessoas de todo o mundo instantaneamente. Acessar notícias globais e saber o que está acontecendo ao redor da Terra é algo corriqueiro na nossa rotina e, mesmo assim, nunca foi tão preciso discutir o quanto precisamos olhar a realidade alheia por outra perspectiva. Temos conectividade, mas nos falta conexão com as pessoas que amamos, com os desconhecidos, com a natureza e com nós mesmos! Para praticar a empatia, não é preciso mudar quem você é para ser como o outro. É compreender e respeitar que as escolhas são individuais e que, mesmo que não sejamos ou pensemos de maneira semelhante, todos nós devemos fortalecer a nossa humanidade através da cooperação em sociedade. Ser mais empático é ter consciência de que todos nós viemos de contextos diferentes e que cada um tem travado suas próprias batalhas e seguido uma jornada diferente da nossa. É preciso olhar mais o lado do outro para entender o que se passa do lado de lá e oferecer mais compreensão e tolerância. Se até os animais são empáticos…  A empatia não é uma habilidade exclusiva humana.

LER MAIS
Ceia saudável: 9 oleaginosas para turbinar as festas de fim de ano

Ceia saudável: 9 oleaginosas para turbinar as festas de fim de ano

Se você quer deixar as suas ceias de Natal e Ano novo mais saudáveis, esse texto é pra você. Com dicas simples e somente acrescentando algumas castanhas, nozes e oleaginosas, as festas podem ter muito mais saúde. A gente já sabe que, com a chegada do fim do ano, as receitas típicas e deliciosas, que são a cara do Natal, são presença confirmada na mesa! E é de uma época em que manter o equilíbrio pode se tornar um desafio devido aos pratos fartos e as sobremesas que não fazem parte da nossa rotina em outros meses do ano. Porém, é possível conciliar sabor e saúde com alguns ingredientes que também são característicos dessa época do ano. Por isso, neste texto, vamos listar as castanhas e outras oleaginosas que não podem faltar nas suas festas de fim de ano, mesmo que neste ano as comemorações tenham que acontecer de forma responsável e intimista,  e vamos explicar o porquê de cada uma. Por que é interessante incluir oleaginosas alimentação? Além de fáceis de armazenar, super práticas, porque conseguimos levá-las para onde precisarmos, e muito saborosas, apesar de pequenininhas, elas contêm inúmeros benefícios para a nossa saúde, pois são fontes de minerais, vitaminas, fibras e gorduras saudáveis! (1) O assunto dessa publicação está relacionado às festas do final do ano, porém, é importante dizer que o ideal é que as castanhas e oleaginosas façam parte da alimentação no dia a dia, em qualquer época do ano. Os principais benefícios das oleaginosas para a saúde: Um estudo realizado

LER MAIS

Os benefícios da água para a sua saúde.

Os benefícios da água para os seres humanos são diversos. Beber água é essencial para a vida. Todos os seres humanos bebem água diariamente – quando há condições ideais para se viver. Mas você sabia que é muito importante tomar a quantidade correta por dia? Você sabe o que a água faz em nosso organismo? Nesse texto, falaremos um pouco sobre isso. Afinal, qual é a função da água em nosso organismo? Nosso corpo é composto por 70% de água e ela é um componente indispensável para todas as nossas células. (1) A água age em nosso organismo das seguintes formas:(1) – Auxilia a regular a temperatura do corpo e o funcionamento dos órgãos; – Elimina as toxinas; – Auxilia na lubrificação de mucosas; – Transporta nutrientes. Para que tudo isso ocorra de forma adequada, o importante é tomar, no mínimo, dois litros de líquidos por dia. Vale lembrar que chás, frutas, água de coco e sucos podem entrar nessa contagem, porém, quando for consumi-los, é importante optar bebidas que sejam naturais e não contenham adição de açúcares ou qualquer outra substância, afinal, isso seria prejudicial para o nosso organismo. O ideal mesmo é priorizar a água pura, pois ela não tem nenhum componente artificial que irá interferir na nossa saúde. (1) Além disso, bebidas com açúcares e industrializadas (como suco artificial e refrigerantes) fazem com que o nosso organismo perca líquido ao invés de repor. (2) Se ingerirmos a quantidade recomendada de água por dia, além de prevenir a desidratação, também contribuímos para mais

LER MAIS

Antioxidantes e sua ação no combate aos radicais livres

Envelhecer é um processo natural do corpo, mas, quando esse processo é acelerado, a preocupação começa a acontecer. Em uma das teorias a respeito do envelhecimento, os radicais livres são citados como os principais causadores de um envelhecimento precoce. Antes de falar sobre a ação dos antioxidantes no combate aos radicais livres, é preciso entender o que são os radicais livres, certo? Então, vamos começar por eles. Afinal, o que são radicais livres? Os radicais livres são moléculas que não possuem estabilidade porque possuem um número ímpar de elétrons. E ao buscar estabilidade, estas moléculas acabam reagindo contra tudo o que encontram pela frente com o objetivo de pegar o elétron que ela necessita. Isso cria uma reação em cadeia que levará a destruição celular porque, ao retirar um elétron de uma célula estável, ela acaba ficando desestabilizada e se tornando um radical livre também. (1) É bom entender que diversos fatores contribuem para a formação de radicais livres. Alguns são:(1,2) – Poluição; – Estresse; – Radiação ultravioleta; – Poucas horas de sono; – Substâncias presentes em alimentos e bebidas (aditivos químicos, hormônios, etc). O preocupante é que a membrana celular é uma das áreas do corpo humano mais vulneráveis e, quando os radicais livres causam danos nela, ela acaba perdendo sua integridade, fazendo com que ocorra um comprometimento na entrada e saída de fluídos e nutrientes da célula. Como os radicais livres afetam muitas macromoléculas, elas acabam tendo alterações que resultam em doenças degenerativas como artrite, câncer, entre outras. (1) Muitas teorias apontam que

LER MAIS