inflamação

EPA: um poderoso aliado contra inflamações

Se você acompanha o nosso blog, com certeza já ouviu falar do EPA por aqui. Mas, caso precise resfriar a memória, temos o maior prazer de compartilhar conhecimento com você! EPA é o ácido eicosapentaenoico, um ácido graxo poli-insaturado pertencente ao grupo ômega 3. Ele pode ser encontrado tanto em animais, quanto em vegetais. Mas, se procurar nos peixes de águas frias e profundas, você vai encontrar em abundância. (1) Se não quiser ter todo esse trabalho, a suplementação dessa substância é uma excelente alternativa. Junto com o DHA, formam uma dupla de ácidos graxos muito importantes e imprescindíveis para o bom funcionamento do organismo humano, além de contribuírem no auxílio de tratamento de doenças crônicas e redução de riscos para o desenvolvimento de problemas cardiovasculares. (1) O EPA tem várias funções e benefícios, como estes que citamos nesta publicação, mas hoje vamos falar sobre uma ação específica: o combate às inflamações. O que é inflamação e como o EPA age diante disso? É possível que, em algum momento da vida, você já tenha tido uma inflamação, seja de garganta, ouvido ou em ferimentos. Apesar de ser uma condição bastante incômoda e dolorosa, ela é necessária, pois é a forma como o nosso corpo reage quando ocorre uma violação da integridade física do organismo. Então, a resposta inflamatória entra em ação na tentativa de remover os danos sofridos e recuperar o estado saudável do organismo. (2) Nesse cenário, o papel dos ácidos graxos presentes no ômega 3, sobretudo o EPA, é bem interessante. Assim como

LER MAIS
gorduras

Conheça os diferentes tipos de gordura presentes nos alimentos

Se certas gorduras fossem “gente”, talvez iriam tentar limpar sua imagem na sociedade. Afinal, nem todos os tipos de gorduras são prejudiciais ao nosso organismo, mas, na boca do povo elas são verdadeiras vilãs de novela, ou melhor, as inimigas nº 1 da alimentação saudável. No entanto, o caminho não é por aí. As gorduras são nutrientes importantes para várias funções do nosso corpo, como o fornecimento de energia, produção de hormônios e absorção de vitaminas. Inclusive, existem funções que dependem da presença de gordura para que sejam realizadas de maneira adequada e trazer benefícios à nossa saúde. (1,2) Se você ficou curioso(a) para saber mais sobre este assunto, não tire os olhos deste conteúdo. O que é gordura?  Os alimentos que consumimos no dia a dia são formados por diferentes nutrientes e a gordura é um deles. Também conhecida como lipídio, está presente em produtos de origem animal e vegetal. (2) Para compreender a importância das gorduras no corpo, podemos começar pelo fato de que ele é capaz de produzi-las, uma vez que nossas células são revestidas por membranas formadas basicamente de lipídios. Então, fica fácil entender por que o organismo pede a sua dose de gordura, sem contar que elas também participam do transporte de nutrientes, como a vitamina A, D, E e K. (3,4) Quando ingerida, a gordura passa pelo processo de digestão, sendo quebrada em partes bem pequenas, formando os famosos ácidos graxos, que são essenciais para diversas atividades do organismo. (2) Inclusive, se você quiser saber mais sobre essas substâncias

LER MAIS
magnésio

A diferença entre o magnésio dimalato e o bisglicinato

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a população brasileira tem carência de magnésio. Essa insuficiência pode gerar uma série de manifestações, como a dificuldade de memória, cãibras, fraqueza muscular, tremores, irritabilidade neuromuscular, entre outros. (1,2) Muitas vezes, quando esses transtornos aparecem, costumamos desconfiar de diversos outros fatores e nos esquecemos de considerar que a razão pode estar na falta de magnésio no organismo. Na publicação de hoje, você vai descobrir um pouco mais sobre esse elemento e compreender a diferença entre as duas principais classificações que encontramos no mercado desse mineral. O que é o Magnésio? O magnésio é um eletrólito essencial utilizado na síntese de proteínas e no transporte de energia no organismo. Considerado o mineral maestro do nosso corpo, ele participa em mais de 350 reações bioquímicas, sendo assim, dezenas de enzimas dependem dele para realizarem suas funções corretamente. (1,3) Além de estar envolvido no metabolismo de carboidratos e também de proteínas, o magnésio atua na ativação da vitamina B1 e no metabolismo do fósforo, zinco, cobre, ferro, chumbo, cadmio, acetilcolina e óxido nítrico. (2) Como já citamos brevemente, o magnésio também atua no transporte de energia, facilitando a transmissão dos impulsos nervosos e regularizando as contrações musculares.(1) Um mineral com muitas funções Ainda sobre esse mineral vital para o nosso organismo, não podemos deixar de citar a sua importância para o funcionamento adequado dos nervos e dos músculos, além de ser fundamental para converter o açúcar do sangue em energia, minimizar a tensão nervosa e a depressão, promover a saúde

LER MAIS
dieta mediterrânea

Saiba como a Dieta Mediterrânea pode beneficiar a saúde

Quando falamos em um padrão alimentar para melhorar a qualidade de vida e alcançar a longevidade, a dieta mediterrânea não pode ficar de fora. Ela se baseia em um estilo alimentar dos habitantes de países banhados pelo Mar Mediterrâneo. Opa, se perdeu na geografia? Calma, estamos falando de países europeus, como a Grécia, Espanha, Itália, Portugal, Marrocos, França e os demais ali localizados. (1,2) O estilo alimentar dessa população pode incluir mais vegetais e frutas, além de peixes e de azeite de oliva no dia a dia. (3) Essa dieta, que inclusive é premiadíssima, é considerada a mais saudável do ano de 2021, de acordo com avaliações anunciadas pela revista U.S. News & World Report. (3,4) Como notamos, a região do Mediterrâneo nos reserva muito mais surpresas além de paisagens repletas de belezas naturais e um clima agradável. (3) Nesta publicação, vamos conhecer um pouco mais sobre a dieta mediterrânea. O que é a dieta mediterrânea? A dieta mediterrânea é um padrão alimentar que foi definido no início da década de 1960 e, em 2010, reconhecido como patrimônio cultural e imaterial da Unesco (Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura). Vale ressaltar que a dieta mediterrânea não é apenas um padrão, mas também uma coleção de hábitos saudáveis tradicionalmente seguidos pelas populações dos países da região mediterrânea. (2) Portanto, ela pode ser definida como um conjunto de práticas em que os alimentos representam apenas um dos componentes culturais relevantes. A intensa atividade física dos moradores da região, as técnicas de

LER MAIS
triglicérides

Por que é importante manter os níveis de triglicérides em equilíbrio?

Nos exames de rotina, você já deve ter visto o termo triglicerídeos (ou triglicérides) e pode ter ficado em dúvida sobre o que ele realmente significa. O valor alto de triglicerídeos (TG) no sangue podem sobrecarregar a circulação e causar alterações na saúde, por isso é importante ficar atento ao nível contido no seu organismo. (1) Sabe aquela barriga de chopp, pneuzinhos, culotes e afins que surgem em alguma fase da vida? Os triglicérides em excesso podem estar relacionados ao aparecimento dessas saliências devido a formação de placas que entopem as artérias. (1) Ficou curioso? Na publicação de hoje, você vai descobrir um pouco mais sobre essa substância. Continue a leitura! O que são os triglicérides? Triglicérides são as principais moléculas de gordura que circulam pelo corpo e servem como uma reserva de energia. Aqui no blog, já falamos sobre o colesterol – que também é uma gordura -, mas, quando comparamos ao triglicérides, vemos que eles desempenham funções diferentes no organismo. Enquanto o colesterol atua nas membranas celulares e na formação de alguns hormônios, os triglicérides servem para armazenar energia, que é fornecida pela alimentação. (2,3) Os triglicérides são produzidos pelo próprio fígado e também são obtidos por meio de alimentos ricos em carboidratos e gorduras. Quando comemos, o corpo converte todas as calorias que ele não precisa usar imediatamente em triglicérides, que são armazenadas nas células de gordura. Em seguida, os hormônios liberam triglicérides para que tenhamos energia entre as refeições. Quando consumimos mais calorias do que queimamos, principalmente calorias de carboidratos e

LER MAIS
glicose

Como manter os níveis de açúcar no sangue em equilíbrio?

Quando criança, você já deve ter ouvido dos seus pais, avós ou tios: “não exagere nos doces!”. Receber esse conselho pode ter soado como uma repreensão e você talvez tenha ficado irritado, afinal de contas, doces são tão deliciosos, sedutores e, à primeira vista, não fazem mal a ninguém. Então, por que a moderação, né? Um pouco mais tarde é que vem a descoberta: o consumo excessivo de açúcar pode provocar diversos problemas, como a diabetes, uma doença crônica que afeta cerca de 250 milhões de pessoas em todo o mundo. Mas isso não quer dizer que você deve abominar o açúcar da sua vida, pois o que realmente vale é manter o equilíbrio, evitando exageros. Um agrado de vez em quando é bem-vindo, só não pode achar que está na Fantástica Fábrica de Chocolates, hein!? (1) De todo modo, os altos níveis de açúcar no sangue podem oferecer riscos graves à sua saúde e é por essa razão que você deve saber como prevenir tais consequências indesejáveis, começando por um estilo de vida saudável, pois esse é um dos fatores que mais contribuem para o seu bem-estar. (1) Neste texto, vamos falar sobre as estratégias que podem nos ajudar a mantermos bons níveis de açúcar no sangue. Continue a leitura! A glicose e o funcionamento do nosso organismo Sendo um composto orgânico muito comum na natureza, a glicose é uma forma de açúcar formada por grandes moléculas que se transformam em moléculas menores e mais simples. Esse processo se chama oxidação catabólica e é

LER MAIS
colesterol

Vilão ou mocinho: saiba mitos e verdades sobre o colesterol

Um dos principais direcionamentos que recebemos quando decidimos cuidar melhor da nossa saúde é: fique de olho no colesterol! Mas, com o grande volume de informações sobre o tema, pode ser complicado compreender o que realmente é válido e o que não é. Se tratando da saúde, é importante estar cercado de boas fontes que tenham embasamento científico, para evitar complicações sérias. (1) Se você acredita que o colesterol é uma substância maléfica, já comece a desconstruir esse pensamento e tenha em mente que ele é primordial para o funcionamento do corpo humano. Para isso, no entanto, seus níveis devem estar sempre controlados. (2) Por isso, hoje trouxemos alguns mitos e verdades sobre o colesterol. O que é colesterol? O colesterol é um tipo de gordura essencial para o funcionamento normal do organismo e tem a textura e a aparência de uma cera gordurosa. Apesar da péssima fama, ele é um componente estrutural das membranas celulares em nosso corpo e está presente no coração, cérebro, fígado, intestinos, músculos, nervos e pele. (3,4) Aproximadamente 70% do colesterol é produzido pelo nosso próprio organismo, no fígado, enquanto que os outros 30% são provenientes da alimentação. (3) Por se tratar de uma substância gordurosa, o colesterol não consegue se dissolver no sangue. Sendo assim, para ser transportado através da corrente sanguínea e alcançar os tecidos periféricos, ele precisa de um carregador: essa função cabe às lipoproteínas, produzidas no fígado, que são medidas e expressas por sua densidade. (1,3) Podemos classificar o colesterol em dois tipos: LDL e HDL.

LER MAIS
obesidade

Vamos falar de obesidade!

A obesidade é um dos mais graves problemas de saúde que temos que enfrentar, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Considerada uma doença crônica, ela é caracterizada principalmente pelo acúmulo de gordura corporal em uma quantidade que pode acarretar prejuízos à saúde. (1,2,3) Um dos grandes riscos da obesidade é que ela pode aumentar as chances de desenvolvimento de diversas enfermidades, como a hipertensão arterial, diabetes, apneia do sono, complicações cardiovasculares, entre outros. (4) Tendo em vista a relevância desse tema para a sociedade, hoje vamos falar sobre esse problema que você precisa ficar de olho. Continue acompanhando a leitura! O mapa da obesidade Mais de um bilhão de adultos em todo o mundo estão acima do peso — destes, 500 milhões são considerados obesos. No Brasil, a situação também é preocupante: a pesquisa “Vigitel 2021” realizada pelo Ministério da Saúde constatou que o índice de obesidade entre os brasileiros ficou em 22,35%, um desempenho maior comparado ao ano anterior, de 21,55%. (3,5) Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Brasil tem cerca de 27 milhões de pessoas consideradas obesas. Somando o total de indivíduos acima do peso, o resultado chega a quase 75 milhões. (6) De fato, é um problema que precisa de atenção. Sobrepeso ou Obesidade  Até aqui, falamos sobre o sobrepeso e a obesidade, mas você saberia indicar a diferença entre um e outro? Para avaliação de sobrepeso e obesidade, o padrão utilizado internacionalmente e que serve de base para estudos e pesquisas é o IMC (índice

LER MAIS
detox digital

Detox digital: conheça os benefícios de se afastar um pouco da tecnologia

Estamos tão habituados a passar o dia inteiro checando as notificações em nossos celulares ou com os olhos vidrados em nossos computadores, tablets e notebooks que, muitas vezes, não notamos o tempo que passamos em frente às telas. De acordo com o relatório intitulado State of Mobile 2021, os brasileiros gastam, em média, 4,8 horas em seus smartphones. Em escala global, ficamos atrás apenas da Indonésia! (1) Ficar com o celular na mão até a hora de dormir, dificuldade de concentração, alterações no sono, estresse, sentir ansiedade quando está sem bateria no celular, não conseguir se desconectar nos momentos de lazer com familiares ou amigos, fazer as refeições ao mesmo tempo que utiliza o celular ou sentir que precisa responder todas as mensagens com urgência são alguns sinais de que está na hora de fazer um detox digital.(1,2,3) O que é detox digital? Fazer um detox digital significa se desconectar das redes sociais e demais mídias por um determinado período de tempo. O conceito “detox” se tornou muito popular em referência a uma estratégia alimentar de consumir certos alimentos para desintoxicar o organismo. Quem aí nunca ouviu falar em suco detox ou dieta detox? Muito comum nas épocas de exageros gastronômicos, como as festas de fim de ano e carnaval, o intuito do detox é, basicamente, proporcionar uma melhora no funcionamento do organismo. (4) A ideia do detox digital é praticamente a mesma: dar um tempo para que a mente descanse e se livre das urgências geradas pela hiperconectividade. (4) Isso não quer dizer que

LER MAIS
olho

Saiba quais são os nutrientes para uma boa saúde ocular

Os olhos são os responsáveis por proporcionar o sentido da visão, uma das formas que temos de perceber todo o ambiente ao nosso redor. É através deles que enxergamos o que, de fato, é vital em nossas vidas e, por isso, precisamos estar cada vez mais atentos à saúde ocular. Por isso, para manter o bom funcionamento dos olhos e da visão, é necessário manter uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes, como vitaminas, minerais, antioxidantes e ácidos graxos. (1) Neste texto, vamos falar sobre os principais componentes benéficos que são importantes para o desempenho adequado dos olhos. Fique de olho nos problemas oculares mais comuns Em 2019, a Organização Mundial da Saúde apontou que mais de 280 milhões de pessoas no mundo estavam com a visão prejudicada, sendo que, em território brasileiro, o Ministério da Saúde constatou que as enfermidades oculares mais comuns são miopia, hipermetropia, astigmatismo, presbiopia, catarata e o glaucoma. (2) Ainda, a principal causa de cegueira em adultos está relacionada às doenças de catarata, glaucoma e degeneração macular relacionada à idade (DMRI). (3) A estimativa aponta que apenas o glaucoma atinge cerca de um milhão de pessoas no país e, quando não tratado e diagnosticado a tempo, pode levar à cegueira irreversível. Já a catarata, que ocorre quando a lente do olho começa a ficar opaca, é responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo e, segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO), surgem cerca de 550 mil novos casos de catarata por ano no Brasil. A DRMI, por sua

LER MAIS
rótulo

Como ler rótulos de alimentos?

Você chegou ao mercado, se deparou com aquela infinidade de produtos na prateleira e não soube identificar qual a melhor escolha por que não entendia o que estava no rótulo dos alimentos? Calma! Isso é muito mais comum do que você imagina! A verdade é que, a maioria de nós, brasileiros, não têm o hábito de checar muitas informações contidas nos rótulos dos alimentos além da data de fabricação e do prazo de validade. E, quem já tem esse hábito, acaba encontrando dificuldades para entender o que está escrito ali. Por isso, vamos te ajudar a entender tudo, assim, a partir da próxima compra, você já poderá fazer melhores escolhas! Afinal, quais itens são obrigatórios nos rótulos de alimentos? Essas normas foram criadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, segundo ela, os itens nutricionais obrigatórios nos rótulos dos alimentos são: (1) Porção, ou seja, a quantidade média consumida do alimento; Medida caseira, que indica uma medida comumente utilizada pelas pessoas em casa, como fatias, xícaras, copos, colheres de sopa etc; %VD, que são os percentuais diários, ou seja, mostra quanto aquele produto representa de energia e nutriente em uma dieta de 2.000 kcal (o recomenda para adultos saudáveis). Neste item estão inclusos: valor energético, carboidratos, proteínas, fibra alimentar, gorduras totais, gorduras trans, gorduras saturadas e só Os rótulos também devem conter a lista de ingredientes dos produtos, mostrando todos os ingredientes que aquele alimento contém. Eles são sempre listados em ordem de peso, do maior para o menor; portanto, o primeiro item da

LER MAIS
insônia

Tudo o que você precisa saber sobre a Insônia e como evitá-la

Quando foi a última vez que você teve uma boa noite de sono? Se a resposta foi “faz tanto tempo que eu nem me lembro”, pode ser que você sofra de insônia, um mal que atinge cerca de 30% a 50% dos brasileiros. (1) O que fazer quando quando contar 1, 2, 3, 10, 20 ou 100 carneirinhos não funciona? É o que vamos te contar neste texto. Um sono ideal Existem duas funções principais do sono: descansar o organismo e preparar o corpo para o dia seguinte. Dormir bem é necessário para sobrevivermos e desenvolvermos uma boa saúde biopsicossocial. Um sono de qualidade melhora o equilíbrio físico, mental e emocional do ser humano, sabia? (2,3) É nesse momento que ocorre a limpeza de toxinas que são acumuladas durante o dia e o cérebro passa por um reparo para que, quando você acordar, ele esteja pronto para uso. Quando dormimos mal, a defesa do organismo é prejudicada e isso pode aumentar o risco de doenças, principalmente as que atingem o coração, como a hipertensão arterial, pressão alta, infarto, derrame cerebral e doenças metabólicas, como obesidade e diabetes. Uma boa noite de sono pode fortalecer o sistema imunológico, prevenir doenças e auxiliar no bom funcionamento do cérebro. (2) Diferentemente do que as pessoas pensam, dormir 8 horas por dia não é uma regra que vale para todos. Cada pessoa tem as suas necessidades individuais e a quantidade de horas de sono varia de indivíduo para indivíduo. Algumas pessoas podem dormir 6 horas e se sentirem bem

LER MAIS