Isso é Vital

plástico

Motivos para diminuir o consumo de plástico

Muitas pessoas, há algum tempo, começaram a se questionar sobre os riscos e o impacto que o descarte errado do lixo, incluindo o plástico, pode causar no mundo. Mas foi em 2015 que o mundo se chocou com um vídeo que mostrava uma tartaruga resgatada agonizando com um canudo enfiado no nariz. Depois dessa cena, que é realmente chocante, esse questionamento passou a ser ainda maior. E, a partir deste fato, inúmeras empresas e instituições de administração pública baniram os canudos. Isso mostra que estamos dispostos a mudar nossos hábitos em prol do meio ambiente, porém, estamos apenas no começo dessa jornada. É preciso fazer muito mais para que os danos causados pelo uso excessivo do plástico, por exemplo, sejam eliminados da nossa rotina. Por isso, nesse texto, daremos informações e motivos reais para que você questione o uso desse material na sua rotina. (1) A quantidade de plástico no oceano Atlântico pode ser até 10x maior do que imaginávamos! E pasme, a estimativa era de 200 milhões de toneladas de plástico somente nesse oceano. Eles vão parar lá devido o nosso descarte excessivo e inadequado de lixo. O grande “x” da questão que coloca o plástico como um vilão do nosso ecossistema se dá, principalmente, ao fato da sua degradação super lenta. Outro ponto extremamente importante é que ele se quebra em pedaços menores e até microscópicos, os microplásticos, que são consumidos por peixes e outros animais marinhos e que, além de colocar a vida deles em risco, coloca a nossa, já que grande

LER MAIS
Chlorella e Spirulina

Chlorella e Spirulina são a mesma coisa? Descubra agora

Devido à crescente adesão ao consumo de ingredientes naturais associado a um estilo de vida mais saudável e solidário ao meio ambiente, o interesse no poder nutritivo dos componentes Chlorella e Spirulina, frequentemente usadas como suplemento alimentar, tem aumentado cada vez mais. Sendo a primeira uma microalga, enquanto a outra é pertencente à categoria de cianobactéria (1), essas denominações revelam o primeiro ponto que as distinguem, já que muitos acreditam ser a mesma coisa. Neste texto, entenderemos um pouco mais sobre a diferença entre a Chlorella e a Spirulina, os benefícios e suas respectivas funções, além de como incluí-las na dieta do dia a dia. Vamos lá? A importância da Chlorella e a Spirulina na alimentação A Chlorella e a Spirulina, ambas de água doce (2), são ricas em proteínas, vitaminas, polissacarídeos, ácidos graxos e minerais primordiais para a saúde. Podem contribuir com o controle das taxas de colesterol e triglicérides, como também atuar no estímulo do sistema imunológico. (3) E tem mais: tanto a Chlorella, quanto a Spirulina destacam-se pela alta concentração da vitamina B12, um micronutriente excelente para o metabolismo energético e sistema nervoso (4), presente em carnes, leite, queijos e ovos. (1)      Chlorella e o poder da detoxificação  A Chlorella é uma microalga que pode ser cultivada até no espaço! (4) Por abranger um alto conteúdo proteico de fácil absorção, se torna ainda mais relevante para quem não come carne. (1) Sem dúvidas, a propriedade marcante da Chlorella é a capacidade de detoxificação e melhora da imunidade. (2) Estudos recentes apontam

LER MAIS
meio ambiente

10 atitudes para cuidar do planeta!

Como você atua diretamente para preservar o meio ambiente e cuidar dessa “casa” que compartilha com todos os outros seres existentes chamada planeta Terra? Cada dia que passa sem cuidarmos do nosso lar é uma derrota nessa batalha tão dura que devemos travar contra toda a exploração acumulada por milhares de anos e causada, principalmente, por nós, homens! Hoje, sentimos na pele o peso de tanto descaso e desrespeito pelo meio ambiente através de vários indicadores, como espécies em extinção, queimadas, seca, excesso de poluição, escassez de recursos naturais, aquecimento global, buraco na camada de ozônio e diversos outros. Em busca do poder e da lucratividade a qualquer custo, o homem provocou impactos imensuráveis e, sem dúvida alguma, é preciso mudar radicalmente nossos hábitos e a maneira que vivemos hoje para deixarmos um planeta melhor para quem chegará no futuro: nossos filhos, netos, bisnetos e as gerações seguintes… Claramente, é preciso convocar uma união entre diversos poderes públicos e empresas nessa luta, porém, cada pequena mudança que adotarmos no nosso dia a dia, já é capaz de fomentar e conscientizar mais e mais pessoas a fazerem o mesmo! Muitos pesquisadores relacionam o surgimento de doenças virais com a degradação ambiental, a falta de práticas sanitárias e a destruição de ecossistemas naturais. De acordo com o sistema Deter-B, do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), em abril de 2020, o número de desmatamento da Amazônia subiu 63,75% se comparado ao mesmo mês em 2019. Não estamos aprendendo mesmo a lição?! (1) Por isso, nesse texto, separamos

LER MAIS
linhaça

Como incluir a linhaça no dia a dia

Quando falamos de alimentos funcionais, a linhaça, com certeza, estará entre eles, pois ela é uma poderosa semente que é fonte de ácidos graxos ômega 3 e ômega 6. (1) Considerada uma boa fornecedora de proteínas e fibras, a linhaça pode beneficiar a saúde cardiovascular, além de auxiliar no controle do diabetes e obesidade. (2) Existem muitas outras vantagens no consumo da linhaça, seja ela em óleo, farinha ou semente. Neste texto, falaremos uma pouco mais sobre essa oleaginosa e como a inserir no dia a dia.  Por que a linhaça vale a pena? Os atributos da linhaça já começam no fato de ela ser considerada um alimento funcional. Pois, ao receber essa denominação, revela que, além dessa semente possuir propriedades nutricionais básicas, também contém compostos bioativos que são potencialmente benéficos para saúde e cooperam na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, sendo segura para o consumo sem supervisão médica. No entanto, é evidente que as recomendações variam conforme cada alteração e necessidade fisiológica. (2) A linhaça é produzida pela planta Linho (Linum usitatissimum L.) e pode ser encontrada em duas cores: marrom ou amarelo dourado. (3) Enquanto a semente marrom é característica de climas tropicais, como o Brasil, a dourada surge em climas frios, típico do Canadá. (2) Apesar da diferença na coloração, os nutrientes são os mesmos. (3) Sua composição oleaginosa é rica em gordura, polissacarídeos e proteínas. A semente possui até 41% de lipídeos, pode chegar em até 33% de fibra alimentar, 21% de proteína e 7% de umidade. Percorrendo o perfil

LER MAIS
DHA

DHA: 4 benefícios desse ômega 3 que você precisa conhecer

A sigla DHA não é estranha, né? Talvez, agora, você não tenha ideia do que seja, mas, com certeza, após descobrir o que é, verá o quanto o DHA é essencial para a sua saúde. DHA significa ácido docosahexaenóico e ele faz parte dos três ácidos graxos poliinsaturados de cadeia longa (AGPICL). Além do DHA, também temos o EPA (ácido eicosapentaenoico) e o ALA (ácido alfa linolênico). Vamos entender melhor sobre eles?(1,2) Ômega-3: DHA, EPA e ALA Para entender o que é o DHA, precisamos entender o que é o ômega-3. O ômega-3 é uma gordura poliinsaturada (também chamada de ácido graxo poliinsaturado) que o corpo não consegue produzir sozinho e que é muito benéfica para a saúde do nosso organismo. Ele é dividido em três tipos: DHA, EPA e ALA. (3) É possível encontrar o DHA e o EPA em alimentos de origem animal, enquanto o ALA está presente em alimentos de origem vegetal, como a linhaça e chia.(4) Mais sobre o DHA Como dissemos anteriormente, o DHA pode ser encontrado em alimentos de origem animal, mas quais seriam esses alimentos? Peixes gordos, como a sardinha, a anchova, o atum e o salmão são ótimas fontes desse ácido graxo. Ele também é encontrado em microalgas que, além de serem ricas em DHA, são consideradas uma fonte ecológica desse ômega.(2) O DHA pode agir na retina e também é um ótimo aliado para o cérebro. Para você ter ideia, ele é tão importante que, quando o feto está dentro do útero da mulher, ele já

LER MAIS
desidratação

Tudo o que você precisa saber sobre desidratação

Apesar de grande parte da população já ter ouvido falar sobre a desidratação, muitas pessoas não sabem que ela oferece sérios riscos à nossa saúde. Nesse texto, vamos explicar quais podem ser esses riscos e como identificar os sintomas, além de dar dicas para que a desidratação não seja um problema por aí. O que é a desidratação? A desidratação é caracterizada pela baixa quantidade de água e também pela falta de líquidos orgânicos e sais minerais no organismo, próximo de impedir que o corpo consiga realizar suas funções normalmente. (2)Ela pode ser classificada em três níveis: leve, moderada e, o mais preocupante, grave. (1) A desidratação pode ser secundária, acontecendo em decorrência de outros problemas como diarreias agudas. Além disso, ela pode afetar todas as faixas etárias, mas, geralmente, se torna mais preocupante quando ocorre em crianças (em especial, recém-nascidos e lactantes) e idosos. (2) As causas de desidratação podem ser várias. Ela pode ocorrer quando a água é eliminada do nosso corpo por meio da transpiração, da respiração, da urina e fezes e até das lágrimas se não ingerirmos água adequadamente. (2) Em problemas como vômitos, febre e diarreia e dias de muito calor(em que suamos mais) também podem causar a desidratação se não ingerirmos líquido suficiente. (2) Quem tem diabetes também pode ter desidratação por conta do aumento do número de micções e até pelo excesso de medicamentos ou produtos diuréticos. (2) Tipos de desidratação Agora que sabemos o que é a desidratação, vamos entender quais são os tipos: – Isotônica: é

LER MAIS
Solidariedade

Solidariedade em tempos de pandemia

Desde o início da pandemia, que dura muito mais do que imaginávamos ser possível, fomos colocados a muitas provas. Nossa resiliência e outros valores essenciais para um bom convívio como sociedade foram e estão sendo testados o tempo todo. Existe uma frase bem conhecida, aquela que “estamos todos no mesmo barco”, porém, discordamos dessa afirmação e concordamos com a reflexão de que podemos estar todos no mesmo oceano, mas que os barcos são bem diferentes e, muitos indivíduos, nem barcos possuem. Usamos essa analogia para ilustrar um pouco sobre como existem realidades diferentes e o quanto a pandemia escancarou a necessidade de olharmos para fora, enxergarmos as diferenças e, mais que isso, sermos convidados a praticar nossa solidariedade para amenizar os impactos causados pelo coronavírus na sociedade. Acreditamos que, mesmo nos momentos mais difíceis, é possível extrair aprendizados que podem nos ajudar a evoluir como seres humanos. Longe de nós querer que você acredite que existem lados bons em uma pandemia, mas é preciso exercitar a observação por outras perspectivas para que, de alguma forma, consigamos aprender lições importantes e deixar isso permear no nosso futuro. Em tempos de fake news e desavenças políticas e ideológicas, nos deparamos com rupturas em diversas relações e lares. A solidariedade conceituada como responsabilidade recíproca entre membros de uma comunidade ou simplesmente como gestos de amor ao próximo é um dos sentimentos que vem para amenizar as nossas diferenças e nos torna capazes de ver o outro como um indivíduo que, independente das diferenças, compartilha a mesma casa que

LER MAIS
Imunidade e pandemia

Imunidade e pandemia: como elas se relacionam?

A pauta imunidade nunca esteve tão em alta como agora. Por conta da pandemia, a imunidade ganhou destaque, atraindo a curiosidade de diversas pessoas que procuram todos os dias melhorar o sistema imunológicopara que ele consiga combater doenças, especialmente o novo coronavírus. Quer entender por que a imunidade é tão importante? A gente te explica!  O que é sistema imunológico? Esse sistema nada mais é do que um montante de células e órgãos que trabalham para proteger nosso organismo contra possíveis infecções. Quando algum microrganismo – como a covid-19 – invade nosso corpo e nos deixa doentes, o sistema imunológico age tentando nos proteger e nos curar da doença. Então, quando ele está debilitado, ele não consegue fazer o seu papel corretamente, por isso é tão importante manter a imunidade alta. (1) O que precisamos entender é que o nosso sistema imunológico é composto por diversos mecanismos que, para funcionarem de maneira eficaz, precisam de harmonia e equilíbrio. Alguns fatores, como se alimentar bem, podem ajudar. (1) Alimentação e imunidade A alimentação é essencial no bom funcionamento do sistema imunológico, mas é necessário compreender que nenhum alimento sozinho é capaz de fazer algum milagre e melhorar a imunidade do dia pra noite. Para que o sistema imune fique melhor, é necessário que a pessoa tenha uma dieta balanceada, consumindo micro e macro nutrientes, que são essenciais para a manutenção apropriada das defesas do corpo, durante algum tempo da sua vida. (2) Veja alguns tipos de vitaminas que podem auxiliar na imunidade: Vitamina A: leite, fígado,

LER MAIS
Própolis Verde

Própolis verde: melhor que os outros tipos de própolis?

Há séculos a própolis está inserida nos cuidados com a saúde do ser humano. Nem todos sabem, mas além da própolis que costumamos conhecer, existe um outro tipo do composto que tem se destacado com inúmeros benefícios: a própolis verde. Desde a época do Egito Antigo a própolis vem sendo usada devido suas propriedades benéficas.  Embora esses benefícios não sejam nenhuma novidade, cada vez mais ela surge como excelente aliada para quem busca opções saudáveis que contribuam para o sistema imunológico. Neste texto vamos falar sobre este ingrediente e oferecer dicas de como inseri-lo no nosso dia a dia. Sobre a própolis A própolis é um elemento que as abelhas extraem de diferentes partes das plantas, como flores, pólen, brotos, árvores, e utilizam para manutenção e segurança da colmeia. O produto vem sendo estudado por diversos pesquisadores devido às inúmeras propriedades terapêuticas. (5) Recentemente, a própolis ganhou destaque devido a um estudo inédito realizado no Brasil que mostrou a eficácia da administração do extrato de própolis no tratamento de pessoas infectadas pela Covid-19. A pesquisa apontou que o uso da substância reduziu em 50% o tempo de internação e diminuiu os danos renais causados pela doença. A conclusão foi apresentada após avaliação e acompanhamento do impacto da substância administrada em 124 pessoas com Covid-19 entre junho e agosto de 2020. (2) A própolis verde Dentre os tipos de própolis, a verde tem se destacado por ser um poderoso antibiótico natural, usado no combate às enfermidades, como suplemento alimentar e na prevenção de diversos tipos de

LER MAIS
Magnésio e osteoporose

Magnésio: entenda como ele pode ajudar na prevenção da osteoporose

A osteoporose, por ser uma doença silenciosa, que dificilmente apresenta sintomas antes de estar no estágio mais grave, precisa de atenção na sua prevenção. Isso porque, atualmente, mais de dez milhões de brasileiros sofrem com a doença. Uma alimentação rica em cálcio e vitamina D desde a infância, além de, claro, a prática de atividades físicas, pode ajudar a evitar que a osteoporose apareça. E o magnésio também pode desempenhar um importante papel nessa luta. (1) Nesse texto, vamos explicar melhor o que é a osteoporose e os seus riscos, além de mostrar como o magnésio entra nessa conversa. O que é a osteoporose? Com o passar dos anos, é natural perdermos massa óssea. Aos 50 anos, essa perda se torna mais evidente, e é aí que precisamos ficar ainda mais atentos com a osteoporose. (2) A osteoporose é uma doença que tem como principal característica a perda de massa óssea, além da degeneração da microarquitetura óssea. Isso faz com que os ossos fiquem mais frágeis, colaborando para possíveis fraturas. (2) Segundo estudos, as mulheres são as mais afetadas pela doença: uma a cada cinco mulheres acima dos 50 anos poderão desenvolver a osteoporose. E por que isso acontece? Na menopausa, os níveis de estrogênio caem bruscamente e esse hormônio é responsável por manter o equilíbrio entre ganhar ou perder massa óssea. Com o nível baixo, os ossos começam a ficar mais frágeis, se descalcificando. Os homens também possuem esse hormônio, só que em quantidade inferior. Para termos uma melhor noção, a osteoporose atinge um

LER MAIS
Saude do Homem

Conheça 6 suplementos importantes para a saúde do homem

Há quem pense que a suplementação com foco na saúde e prevenção de doenças é algo mais voltado para o público feminino. Porém, neste texto, vamos mostrar que, assim como elas, os homens também podem se beneficiar (e muito) com o uso de suplementos como o ômega 3, vitaminas e outros. Quando abordamos o tema suplementação com foco nos homens, pode ser que o que vem à cabeça são os suplementos com foco em performance nos esportes e academia. Mas, aqui, vamos além desse tópico: mostraremos alguns nutrientes importantes para a saúde deles e quais são os seus principais benefícios. Quais suplementos são importantes? Ômega 3: O ômega 3 é um ácido graxo essencial que não é produzido pelo corpo humano. Por esse motivo,  é necessário procurar uma fonte para obter esse nutriente. Ele é ótimo aliado para o coração. Isso porque, segundo estudos,  o ômega 3 reduz o risco de problemas cardiovasculares. E tem mais. Recentemente, pesquisas mostraram que o óleo é benéfico para o cérebro, evitando doenças neurológicas e psiquiátricas. Quem tem interesse em consumir ômega 3 pode fazer isso por meio da alimentação, ingerindo sardinha, atum e salmão, ou em forma de vegetais, oleaginosas ou sementes, como a linhaça. Também existe a possibilidade de consumir o ômega 3 por meio de cápsulas. (1,2,3) Vitamina D: Quando falamos sobre vitamina D, logo pensando no sol, correto? E não é à toa! Essa vitamina é obtida por meio da exposição solar. Um de seus benefícios mais conhecidos é, sem dúvida, o auxílio na absorção

LER MAIS
Pandemia

O que o mundo pode aprender com a pandemia do coronavírus?

O ano era 2020 e estava apenas no começo quando o mundo se deparou com uma notícia alarmante, mas em uma localidade tão distante que era quase impossível imaginar que, em pouco tempo, seria uma realidade para o planeta inteiro lidar simultaneamente: uma pandemia global! Já se torna um desafio lembrar como era a nossa vida pré-COVID 19, não é mesmo? Pessoas sem máscaras conversando e se abraçando despreocupadas; bares e restaurantes cheios; festas de formatura, aniversário e casamento; viagens a turismo; eventos para plateias lotadas; uma simples ida despretensiosa ao mercado; enfim, a liberdade… Que saudade! Ainda vivemos esses momentos difíceis e pesados e, infelizmente, não tem data marcada para virarmos essa página. Porém, já é possível visualizar uma saída disso tudo, certo? Há mais de 11 meses convivendo com um vírus microscópico rondando nossas cabeças, será que já foi possível tirar lições para levarmos para nossas vidas no futuro? Quer ver que sim?! Vulnerabilidade Vidas planejadas, agendas lotadas, metas para bater, sonhos para concretizar e planos, muitos planos! Aquela sensação de estar no controle da situação foi invadida pela incerteza do amanhã e a vida foi pausada “sem mais nem menos”. Perceber que podemos ser pegos de surpresa deixa claro que o controle é uma ilusão e que a vulnerabilidade é uma realidade. O coronavírus arrebatou nossas certezas e a ideia de estabilidade, colocando nossos nervos à flor da pele. Mas não tínhamos escolha: não aceitar o que está acontecendo é quase que viver em uma realidade paralela. Abraçar e acolher a nossa

LER MAIS