Isso é Vital

óleo de abóbora

Óleo de semente de abóbora e calvície: entenda essa relação.

O óleo de semente de abóbora é um velho conhecido pelos leitores do nosso blog. Por aqui, já falamos sobre seus benefícios para o corpo, principalmente no tratamento de infecção urinária e prevenção do câncer de próstata. Hoje, vamos conversar sobre a relação do óleo de abóbora com a queda de cabelo, que talvez você nem sabia que existia. Inclusive, ele até pode ajudar em casos de alopecia, auxiliando no crescimento dos fios. Mais uma vantagem incrível para incluir esse alimento nutritivo na dieta. (1,2) Quer saber mais? Continue a leitura. O óleo de semente de abóbora é rico em nutrientes Você sabia que as sementes de abóbora são ricas em óleo e proteína? Ao ter consciência disso só temos a ganhar, pois evitamos o desperdício de alimentos e proporcionamos benefícios para a nossa saúde. Então, nada de jogar as sementes fora depois de preparar alguma receita com esse ingrediente, combinado? (3) Estudos demonstraram que as sementes de abóbora são fontes de macronutrientes, como lipídios, fibras e proteínas. Além disso, também são ricas em ácidos graxos mono e poli-insaturados, vitaminas E e do complexo B. Essas sementes apresentam baixos teores de açúcares e grandes quantidades de minerais, como magnésio, potássio, zinco e ferro. (3) Na versão em óleo, a semente de abóbora se destaca pelas propriedades terapêuticas que apresenta. Nos deparamos com uma excelente fonte de antioxidantes como polifenóis, tocoferóis, carotenóides e ácidos graxos poli-insaturados. Com isso, o óleo pode contribuir com a prevenção de doenças e promoção da saúde, sem contar que os ácidos

LER MAIS
visão

Como cuidar da visão? Confira dicas para manter seus olhos saudáveis

O nosso olhar é, de fato, uma das características mais intrigantes de cada um de nós. Ele se torna o assunto principal de poesias, composições musicais e obras visuais de artistas promissores. Afinal, é por meio do olhar que enxergamos as nuances do mundo em que vivemos e descobrimos coisas novas e apaixonantes. Não há dúvidas de que a visão é um dos principais sentidos humanos, mas ela não recebe a devida atenção. Quer ver só? Então responde aí, você está cuidando da sua saúde ocular? Pesquisas indicam que 34% dos brasileiros nunca se consultaram com um médico oftalmologista. E tem mais: cerca de 74% dos pacientes só buscaram atendimento após se queixarem de algum problema na visão. O cenário se agrava quando nos damos conta de que a maioria das doenças relacionadas à visão são “silenciosas”. Talvez, ao ser diagnosticada, já possa ter comprometido toda a sua capacidade de enxergar. Por isso, a prevenção e conscientização devem ser ensinadas. (1) Abra os olhos: descubra mitos e verdades sobre a saúde da visão Na hora de se informar sobre a nossa saúde, é importante estarmos sempre atentos em quem confiar. Falar de saúde é coisa séria e, quando mencionamos a área sensível dos olhos, existem recomendações específicas, uma vez que ela está sujeita ao contato externo. Por isso, trouxemos alguns esclarecimentos sobre a saúde da visão. (2) 1 – Só quem tem problema para enxergar deve procurar o Oftalmologista? A resposta é não. Até porque, existem várias doenças que, quando não identificadas e tratadas logo

LER MAIS
inflamação

O perigo silencioso causado pela inflamação crônica do organismo

A inflamação nos é apresentada como um processo benéfico do nosso organismo, justamente por se tratar de um recurso do corpo para combater infecções, ferimentos e toxinas através do sistema imunológico. De fato, é algo positivo para a nossa recuperação de algum acidente, como torcer o tornozelo. Porém, a inflamação pode causar danos à saúde e estar envolvida na causa ou agravo de certas doenças. Esse problema acontece de forma silenciosa e afeta milhões de pessoas. (1,2,3) No texto de hoje, vamos falar sobre a inflamação do tipo crônico e entender o porquê ela acontece, além de saber como podemos manter o organismo em equilíbrio. O que, de fato, é a inflamação? Primeiramente, vamos explicar o que é o processo inflamatório em si para, depois, especificarmos os seus tipos e origens. A inflamação é nada mais nada menos do que uma função do sistema imune acionada quando um patógeno invasor é detectado ou, também, diante de um dano tecidual. (3) Acontece assim: em torno do local lesionado, os pequenos vasos (capilares) se dilatam trazendo mais sangue para a área, então, eles ficam mais porosos, permitindo que mais fluidos, proteínas e glóbulos brancos sejam liberados entre as células, para que a área afetada seja contida. Sendo assim, essa região fica quente, vermelha e inchada. (3) Consequentemente, a pressão dos líquidos e das moléculas inflamatórias causa dor ao irritar as fibras nervosas. Portanto, o tecido na região inflamada pode não funcionar como deveria, causando, por exemplo, dificuldades para se movimentar ou outros sintomas, dependendo do local afetado.

LER MAIS
plant based

Parece mas não é: os alimentos plant based

Se você acompanha os lançamentos da Vital Âtman, notou que estamos trazendo novas alternativas para uma vida plena e com mais saúde. A novidade mais recente foi a chegada das farinhas 100% integrais, nas opções de sementes de abóbora, de linhaça dourada e de nóz macadâmia, que, além de serem produzidas a partir do método de prensagem a frio, também trazem o conceito plant based, que vem ganhando popularidade no Brasil. Cada vez mais, o consumidor consciente exige alimentos mais saudáveis, nutritivos e que não afetem o meio ambiente. Inclusive, cerca de 90% dos brasileiros buscam uma alimentação mais saudável e nutritiva nos produtos vegetais. Essa mudança fez com que as indústrias começassem a inovar, oferecendo produtos altamente saudáveis. Foi aí que o movimento plant based ganhou força. (1,2) Hoje, você vai conhecer mais sobre essa novidade que veio pra ficar e está em pleno crescimento. O que é Plant Based? O conceito “plant based” é um termo em inglês utilizado para designar produtos à base de ingredientes vegetais, com aparência, textura e sabor que se assemelham a produtos feitos com proteína animal. Esse tipo de dieta compreende um padrão alimentar totalmente composto por alimentos como frutas, legumes, grãos, vegetais, sementes, castanhas e leguminosas. (3,4) Esse termo é relativamente novo no Brasil, mas, antes, era conhecido por estar totalmente ligado às populações veganas e vegetarianas, o que já não é mais uma verdade absoluta. O plant based se apoia em uma alimentação natural, orgânica e sustentável, excluindo alimentos industrializados, como aqueles que são carregados de

LER MAIS
imunidade

Quais suplementos podem auxiliar a imunidade com a chegada dos dias frios?

As estações do ano mudam, mas o cuidado com a nossa saúde, especialmente a imunidade, sempre deve ser prioridade. Com a chegada dos dias frios, notamos uma maior incidência de gripes, resfriados e outras infecções virais, que podem ser amenizadas a partir do bom funcionamento do sistema imunológico. Por isso, é muito importante investir no fortalecimento da imunidade por meio de uma alimentação saudável e rica em nutrientes, como também no uso de suplementos e fórmulas vitamínicas. (1) É importante que você compreenda que aquilo que comemos influencia diretamente – de forma positiva ou negativa – o funcionamento do sistema imunológico. Sendo assim, a nutrição exerce um papel crucial para a saúde. (2) No texto de hoje, vamos falar sobre os principais nutrientes que podem auxiliar a imunidade, atuando na defesa do nosso organismo e contribuindo para uma vida mais saudável. Vamos lá? Por que ficamos mais doentes quando está frio? O principal motivo de ficarmos mais doentes em períodos de frio é porque a maioria dos vírus se replicam em uma velocidade maior em temperaturas menores e, consequentemente, se espalham com mais facilidade. (3) O ar seco e frio também pode ajudar vírus, como o da gripe, a permanecer infeccioso por mais tempo. Além disso, a inalação do ar frio pode afetar a forma como a imunidade age no nosso corpo, prejudicando, por exemplo, a resposta imune no trato respiratório, o que facilita a propagação do vírus. (3) Em dias frios, também é comum que a gente fique mais tempo dentro de casa, ou

LER MAIS
própolis

A própolis verde no tratamento de rinite alérgica

Por apresentar ação antioxidante, antimicrobiana e anti-inflamatória, propriedades que beneficiam a saúde do nosso organismo, a própolis tem cada vez mais despertado o interesse dos cientistas e da sociedade. Trata-se de um produto viscoso, elaborado pelas abelhas, que é utilizado como material de construção para selar as fissuras da colmeia e controlar a contaminação biológica da colmeia pelas abelhas. (1) Nós já abordamos aqui no blog diversos assuntos sobre esse composto. Inclusive, formulamos um ebook super completo sobre os principais benefícios da própolis verde para a saúde. Nesse texto, vamos falar sobre os benefícios da própolis verde no auxílio ao combate dos sintomas relacionados, especialmente, à rinite alérgica. Continue a leitura para saber mais.  O que é a própolis? A própolis é uma mistura complexa e seus componentes podem ser considerados um fator importante na execução de sua atividade anti-inflamatória. Ela é formada por um material resinoso, coletado pelas abelhas nos brotos, folhas, flores, frutos, galhos e cascas de várias plantas. Em seguida, essas substâncias recolhidas são modificadas pela adição de saliva das abelhas e cera, servindo como material de construção na colmeia, fortificando o lar desses insetos. (1,2,3) Essa mescla de ceras e secreções salivares, que chamamos de própolis, é constituída por uma resina rica em compostos fenólicos (cerca de 50%), como os flavonoides, isoflavonoides e ácidos fenólicos. Para completar, a própolis também contém 30% de cera, 10% de óleos essenciais, 5% de pólen e 5% de outros compostos orgânicos, como os aminoácidos, vitaminas, sais minerais e resíduos insolúveis. (1) Um pouco de história

LER MAIS
exercício

Ômegas e performance esportiva: qual a relação?

A prática de esportes é ideal para colocar o corpo em movimento e superar seus próprios limites. A inatividade física é considerada um fator importante para o desenvolvimento de doenças crônicas, uma vez que o exercício físico pode ajudar a promover saúde e bem-estar quando realizado em intensidade moderada. (1,2) Para que um atleta consiga melhorar seu desempenho esportivo, é essencial que haja o equilíbrio entre as cargas de treinamento e os períodos de recuperação, prevenindo lesões musculares e outros problemas. (1,2) Com o intuito de evitar esse incômodo no momento de curtir seu esporte favorito e alcançar as necessidades diárias recomendadas, o uso de nutrientes e suplementos que possam melhorar o desempenho e recuperação pós-exercício físico vem recebendo cada vez mais atenção por parte dos atletas. Vários componentes naturais dos alimentos têm demonstrado efeitos fisiológicos que promovem a melhora no desempenho esportivo, desde aumentar a capacidade metabólica do indivíduo, retardar o início da fadiga, melhorar a hipertrofia muscular até diminuir os períodos de recuperação. (2,3) Sendo assim, neste texto, vamos falar sobre como a suplementação com ômegas pode ajudar na performance de quem faz esportes. Mas, primeiro, vamos abordar os efeitos do exercício físico no corpo. Você sabe quais os efeitos do exercício físico no nosso organismo? É de conhecimento de todos que praticar exercícios físicos promove mais saúde e bem-estar, porém, o exercício intenso pode resultar em danos oxidativos aos componentes celulares. O músculo esquelético produz radicais livres e, durante a atividade de contração muscular, essa produção aumenta ainda mais. Desse modo, o

LER MAIS
psoríase

Qual a relação entre alimentação e psoríase?

Você já ouviu falar em psoríase? Essa é uma doença de pele muito comum, caracterizada por causar lesões cutâneas e que, na Idade Média era muito confundida com a lepra. Por isso, muitas pessoas, até hoje, acreditam que a psoríase é contagiosa, mas não, ela não é. Trata-se de uma doença inflamatória, crônica e recorrente. (1) Nesse texto vamos explicar melhor sobre o que é psoríase e a relação dessa doença com a alimentação. O que é psoríase? A psoríase é um doença de pele muito comum, mas ainda não existem causas definidas para o surgimento dessa doença; acredita-se que tenha relação com o sistema imunológico, com o meio em que vivemos e, também, com predisposição genética. (2) Essa é uma condição cíclica, ou seja, os sintomas da psoríase aparecem e desaparecem de tempos em tempos. No geral, apresenta lesões arredondadas, vermelhas e descamativas, que podem aparecer por todo o corpo, mas são muito comuns em cotovelos e joelhos. (2,3) A psoríase atinge de 2% a 3% da população mundial, principalmente entre os 30 e 40 anos e entre os 50 e 70 anos. Além da predisposição genética, outros fatores podem aumentar as chances de aparecimento da doença. São eles: estresse, obesidade, tempo frio (por ressecar mais a pele), consumo de bebidas alcoólicas e tabagismo. (1,2,4) Os sintomas variam de pessoa para pessoa, mas os mais comuns são: (1) manchas vermelhas com descamação seca e esbranquiçada; pequenas manchas brancas ou escuras que surgem após as lesões; pele ressecada e rachada, podendo, até, apresentar sangramento; coceira,

LER MAIS

Óleos de linhaça, gergelim e girassol: entenda os seus poderes nutricionais

Você tem o hábito de incluir diferentes tipos de óleo na sua rotina? Caso não, depois deste texto, logo começará a considerar trazer 3, em especial, para o seu dia a dia: os óleos de linhaça, gergelim e girassol. Três alimentos repletos de nutrientes que trazem benefícios para o organismo, comprovando toda a importância nutricional que essas substâncias podem proporcionar para a saúde. Continue a leitura!  Linhaça: fonte de ômega 3 e fibras Proveniente do continente asiático, a linhaça é uma semente oleaginosa que pode ser encontrada em duas colorações diferentes: marrom e dourada. Aqui no Brasil, a mais comum é a marrom, pois ela se desenvolve melhor em climas mais tropicais. Importante ressaltar também que a semente da linhaça é rica em gordura, proteínas e polissacarídeos (fibras e gomas). (1) A linhaça é apontada como uma excepcional fonte de proteínas e fibras, além de ser rica em ácidos graxos ômega 3 e estar associada a efeitos benéficos para o sistema cardiovascular, funcionamento do intestino e a prevenção do câncer. Sendo assim, podemos destacar a linhaça como um alimento funcional, possuindo compostos bioativos que favorecem a saúde além de seus atributos nutricionais básicos. (1) A linhaça possui compostos funcionais que podem beneficiar a saúde como um todo. Dentre esses compostos, estão o ácido alfa-linolênico (ômega-3, que citamos acima), de 28 a 33% de fibras (solúveis e insolúveis) e compostos fenólicos (lignanas, flavonoides e tocoferóis). (1) O ácido alfa-linolênico (ALA) representa 60% do teor total de ácidos graxos no óleo de linhaça e é o precursor

LER MAIS
glutamina

Benefícios da glutamina para praticantes de atividade física

A prática de atividades físicas requer uma boa condição nutricional para que seja benéfica ao organismo, maximizando a saúde e bem-estar do indivíduo. Quando falamos em aumento de performance, logo citamos as intervenções nutricionais que utilizam diferentes compostos, chamados ergogênicos, buscando sempre a melhora do desempenho do atleta.(1,2) No texto de hoje, vamos abordar sobre um desses compostos, a glutamina, que cada vez mais vem recebendo destaque pela sua atividade de otimização dos resultados e na potencialização da performance atlética.  O que é glutamina? A glutamina é o aminoácido livre mais abundante no plasma sanguíneo, sendo o tecido muscular esquelético o seu principal agente de produção, estoque e liberação para a corrente sanguínea. Por ser produzida pelo organismo, recebe a classificação de aminoácido não essencial. (1) No entanto, essa rotulação vem sendo questionada, pois, em situações críticas, como traumas e a prática de exercícios físicos exaustivos, a produção de glutamina não supre a demanda exigida pelo organismo, ocasionando a situação de deficiência. (1) As atividades físicas prolongadas e intensas podem desequilibrar a estabilidade que o organismo precisa para funcionar adequadamente, causando a diminuição das concentrações musculares e sanguíneas de glutamina, o que acaba contribuindo para o enfraquecimento do sistema imunológico, principalmente em atletas. (1) Sendo assim, esse aminoácido é considerado um combustível importante para as células imunológicas e pode ter um impacto especial sobre a estimulação imune, já que a sua diminuição plasmática pode tornar os atletas mais suscetíveis a infecções do trato respiratório superior e, consequentemente, diminuir o desempenho atlético. (1,3)  Qual a função

LER MAIS
imunidade

Como dar um up na imunidade e não ter surpresas na viagem de fim de ano

Imagina só: passar o ano todo esperando pela a viagem do fim de ano, vislumbrando aquela praia maravilhosa ou aquele campo tranquilo, para chegar próximo da data e a imunidade não colaborar. Aí não dá, né? Então, não perca essas dicas de como dar um up na imunidade para não ter surpresas na viagem e aproveitar tudo, com muita diversão e, claro, sem deixar de lado o merecido descanso. O sistema imune é fundamental para manter o equilíbrio do organismo. Constituído por uma rede de órgãos, células e moléculas, ele envolve reações e etapas complexas, com a função de combater agentes estranhos que possam tentar invadir o nosso corpo, tais como bactérias, vírus e parasitas. (1,2) Nesse contexto, temos os anticorpos, que são os organismos responsáveis por eliminar essas ameaças. Quando alguma função do sistema imunológico começa a falhar, esses anticorpos não são mais produzidos na quantidade adequada ou podem começar a agir de modo que não nos protejam corretamente. Então, o nosso corpo fica vulnerável a doenças. (3) Diversos fatores externos podem influenciar na saúde da imunidade, como: má alimentação, estresse, privação de sono, má digestão e absorção de nutrientes, sedentarismo, entre outros. (1) Nesse sentido, existem algumas práticas e hábitos que podem contribuir para a melhora e fortalecimento do sistema imunológico que você pode por em prática para permanecer cheio de energia e disposição na viagem de férias. Veremos a seguir.    Nutrientes essenciais para a imunidade Cada vez mais, a nutrição vem sendo considerada uma ferramenta essencial para a manutenção do sistema

LER MAIS

Como a pele pode sofrer os efeitos do estresse e da má alimentação?

Você já notou alterações na  sua pele quando passou por longos períodos de estresse ou manteve hábitos alimentares ruins? Pois é, tais fatores podem, sim, desencadear efeitos prejudiciais à nossa pele. A pele é considerada o maior órgão do corpo, revestindo todo o nosso organismo. (1) Por isso, é importante mantê-la sempre saudável e ficar atento às condições que podem prejudicar a saúde da cútis, como o estresse crônico e a má alimentação. Neste texto, vamos abordar os efeitos que esses dois fatores citados podem ocasionar na pele e apresentar as formas de prevenir o problema. Algumas informações sobre a pele A pele é uma estrutura indispensável à vida e representa cerca de 12% do nosso peso corporal. Ela é composta por duas camadas: epiderme e derme. A principal função da epiderme, um tecido epitelial, é a de produzir queratina. A derme, por sua vez, trata-se de um tecido forte e maleável, com propriedades viscoelásticas que realiza o suporte nutricional da epiderme. (1) O papel fundamental da pele é o de atuar na linha de defesa do organismo contra agentes patológicos. Ao realizar essa ação corretamente, a barreira cutânea (formada por microbiota, água e oleosidade natural) retém a umidade e mantém a pele hidratada, bloqueando a entrada de substâncias alérgicas ou que possam causar doenças. (2,3) Quando essa proteção não ocorre de forma correta, pode atingir níveis crônicos de inflamação de baixo grau, como também o aumento dos radicais livres, que danificam a pele e aceleram o envelhecimento. (2,3) Entendendo a importância e função da

LER MAIS