Faz Bem Estar Bem

fibras alimentares

O que você sabe sobre as fibras alimentares?

Quando começamos a entender mais sobre a importância da nutrição para o bom funcionamento do nosso organismo ou estamos em busca de reduzir o nosso peso corporal, nos deparamos com alimentos que são referências de alto teor de fibras, mas nem sempre entendemos qual o verdadeiro significado disso. Afinal, por que essa informação é sempre destacada? O que as fibras alimentares podem fazer pela minha saúde? Essas são as perguntas que responderemos hoje. Continue a leitura! O que são fibras alimentares? Assim como as vitaminas e os minerais, as fibras são substâncias que também estão presentes nos alimentos. Tratam-se de componentes que fazem parte de verduras, grãos, frutas e legumes e não são digeridos pelo organismo. E é justamente por não serem absorvidas que não recebem a nomenclatura de nutrientes, pois não chegam na corrente sanguínea. No entanto, elas continuam sendo essenciais para a nossa saúde e podem melhorar a vida em diversos aspectos. (1,2,3) As fibras são um conjunto de substâncias resistentes à digestão e absorção no intestino delgado humano, com fermentação completa ou parcial no intestino grosso. Desse modo, elas passam quase ilesas pelo sistema digestivo, além de não fornecerem calorias e diminuírem a absorção de colesterol, gorduras e açúcares. (4,5) Certamente, você já ouviu falar em flora intestinal, certo? É como chamamos o conjunto de bactérias que habitam o intestino grosso que ajuda na digestão do alimento e controlam o crescimento de micro-organismos que causam doenças. Sendo assim, quem consome muitas fibras tem um intestino saudável. Quer um futuro com saúde? Então

LER MAIS

Hipertensão arterial é coisa séria: conheça e previna-se

A hipertensão arterial é uma doença que atinge, em média, 25% da população brasileira adulta. Em pessoas acima de 60 anos, esse percentual sobe para mais de 50% e, em crianças e adolescentes, atinge cerca de 5% no país. No mundo, a hipertensão arterial afeta, aproximadamente, 32,3% da população adulta, ou seja, mais de um bilhão de pessoas. A partir desses dados, já podemos perceber que essa patologia merece uma atenção especial. (1,2) Por se tratar de uma doença silenciosa, poucos sabem que carregam essa condição. Por isso, é importante conhecer as causas, consequências, sintomas e prevenção, uma vez que a hipertensão é um dos fatores de risco para doenças cardiovasculares. Reconhecendo a importância de conscientizar a população sobre a relevância do diagnóstico preventivo e tratamento da doença, foi instituído, pela Lei nº 10.439/2022, o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, celebrado na data de 26 de abril. (3,4,5) No texto de hoje, vamos falar sobre essa doença crônica e degenerativa, que, infelizmente, é tão presente em nossa sociedade. Continue a leitura! Afinal, o que é a hipertensão arterial? Você costuma medir a sua pressão? Caso a resposta tenha sido um sonoro “não”, saiba que o método mais eficaz de descobrir a hipertensão é aferindo a pressão regularmente. Qualquer Unidade Básica de Saúde oferece esse serviço. Não espere as complicações aparecerem para cuidar da sua saúde, hein! (1) Também chamada de “pressão alta”, a hipertensão arterial é definida como o aumento anormal – e por longo período – da pressão que o

LER MAIS
energia

Como potencializar a energia do seu corpo?

Todos nós precisamos de um empurrãozinho às vezes. Quantas vezes você já acordou cansado ou notou uma perda de energia no meio da tarde? Ocasionalmente, bate um desânimo repentino e colocamos em risco todas as tarefas do dia. Mas, afinal, como driblar a sensação de cansaço e ter mais disposição ao longo do dia? É possível! Com apenas algumas mudanças de hábitos, podemos encarar a rotina com mais energia. No texto de hoje, vamos falar sobre como potencializar o estoque de energia do seu metabolismo para você viver bem e mais feliz! Como ter mais energia? Logo abaixo, listamos algumas atitudes para você ficar de olho e aumentar o seu nível de disposição. Olha só: Dormir o suficiente e ter um sono de qualidade A regra número um é manter o sono em dia. Mas não é apenas garantir as 7 ou 8 horas diárias na cama, viu? A qualidade do sono faz toda a diferença. Quando não dormimos o suficiente, o metabolismo da glicose pode ser afetado, causando a diminuição da energia ao longo do dia, então, ficamos propensos a comer mais para ajudar a manter os níveis de energia lá em cima. (1,2) Algumas pessoas sofrem de apneia obstrutiva do sono, uma síndrome reconhecida pela respiração superficial ou pausas na respiração enquanto dorme. Um estudo da Associação Brasileira de Medicina do Sono estimou que cerca de 32,8% da população da cidade de São Paulo são portadoras dessa síndrome, que provoca sintomas como confusão mental e dificuldade de atenção durante o dia, mesmo tendo

LER MAIS
síndrome do ovários policístico

Como a nutrição pode ajudar na síndrome dos ovários policísticos?

Mulheres portadoras da síndrome do ovário policístico podem sentir uma série de sintomas capazes de influenciar na qualidade de vida. Por essa razão, elas necessitam de um acompanhamento que priorize não só as repercussões reprodutivas, estéticas e metabólicas da doença, mas que também ofereça um atendimento multiprofissional. A prática de atividades físicas combinadas a uma boa alimentação, pode resgatar e transformar a rotina saudável desse grupo de mulheres. (1) No texto de hoje, vamos falar sobre os aspectos nutricionais que envolvem o tratamento da síndrome do ovário policístico. Acompanhe: O que é SOP? A síndrome do ovário policístico (SOP) é uma doença originada pelo desequilíbrio dos hormônios na mulher, de causa multifatorial. Estamos falando de um problema endócrino complexo que interfere no metabolismo das pacientes, em que é comum apresentarem predisposição para diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e, até mesmo, obesidade. Portadoras de SOP ovulam com menor frequência e têm ciclos, em geral, irregulares. (1,2) Embora ainda não se tenha conhecimento sobre a causa específica dessa doença, sabe-se que ao menos metade das mulheres portadoras têm problemas hormonais, como o excesso de produção de insulina pelo pâncreas e transtornos nas glândulas hipotálamo, hipófise e adrenais, resultando em uma maior quantidade de hormônios masculinos. A SOP é caracterizada pelo crescimento excessivos de pelos pelo corpo, acnes, alopecia, cistos ovarianos, irregularidade menstrual, seborreia, entre outros. Nesse sentido, alguns desses sintomas podem ser representados pelo termo “hiperandrogenismo”. (3,4) Fatores de risco da SOP Ao mencionar os riscos de conviver com a doença, a conversa fica um pouco mais

LER MAIS

Os benefícios da amizade para a saúde

Sempre que pensamos em levar uma vida mais saudável, o que vem a nossa mente é melhorar a alimentação, fazer exercícios, começar uma dieta, parar de beber ou fumar, cuidar da qualidade do sono, beber mais água… tudo isso é sim muito importante, é claro. Mas existe algo gratuito e de extrema importância para a nossa saúde: a amizade. Ter o apoio de amigos é aquele conforto no coração por saber que, independente do que aconteça, vamos ter com quem contar, seja pra nos dar conselhos, nos ajudar ou simplesmente nos ouvir. E isso é comprovado por pesquisas: estudos mostram que o apoio social, como o de amigos, está associado a menores níveis de estresse e ao bom humor, além de contribuir para a saúde cardiovascular e maiores taxas de recuperação de doenças. (1,2) Por que ter amigos é tão importante? A amizade é uma importante fonte de felicidade e é capaz de ajudar no desenvolvimento emocional. Amigos acolhem, fazem rir, aconselham, nos fazem enxergar a vida por uma outra perspectiva, nos fazem sentir amados, enxugam nossas lágrimas, transmitem as melhores sensações por meio de um abraço e nos fazem sentir que não estamos sozinhos no mundo. Ter um amigo de verdade é ter respeito, amor e conexão. É saber que tudo pode dar errado, mas que ele estará lá ao seu lado. Esses sentimentos gerados pela amizade podem contribuir para a nossa saúde de diversas formas, seja melhorando nossas habilidades sociais ou, de fato, contribuindo para a prevenção de doenças. Por isso, separamos alguns

LER MAIS

O poder do pensamento positivo!

Em meio às dificuldades do dia a dia, uma atitude otimista se torna cada vez mais rara. Um fato é que o pensamento positivo pode influenciar muito a resistência do organismo às doenças e nos levar em direção à novas oportunidades. (1,2) Pessoas que enxergam o lado bom da vida tendem a ser mais cuidadosas com a saúde, buscam praticar exercícios físicos e se alimentar melhor. Do contrário, a negatividade gera estresse e nos torna menos receptivos a tudo que nos rodeia. (1,2) O livro “O Segredo”, da autora Rhonda Byrne, traz a fórmula “Peça, Acredite e Receba”. É como se, ao realizar um pedido e acreditar que será possível, o universo se movesse para que ele realmente se realize. (1) No texto de hoje, vamos abordar o poder do pensamento positivo e como mantê-lo em nossa rotina para que cada vez mais possamos encarar a vida com mais leveza e felicidade. Mantendo pensamentos positivos As reações criadas pelo pensamento positivo geram determinadas construções químicas no cérebro, como liberação de hormônios e manipulação de neurotransmissores. Essas construções produzirão efeitos fisiológicos, ligados ao sistema endócrino, influenciando na qualidade de vida. É por isso que encaramos o pensamento positivo como algo poderoso. Quando usado corretamente, sem exageros, a dinâmica mental pode nos levar a um lugar de esperança e otimismo. (2) O escritor americano Norman Vincent Peale, autor do livro “O Poder do Pensamento Positivo”, define o conceito como a habilidade de enxergar além das dificuldades, é a capacidade de procurar soluções e absorver o aprendizado junto

LER MAIS

Disposição: quais nutrientes nos ajudam a ter mais energia?

Após um dia longo cheio de tarefas, afazeres diários, trabalho e estresse, nos deparamos com a sensação de que a energia do nosso corpo acabou ou está prestes a acabar, que estamos sem disposição alguma. Nesse caso, é muito comum associarmos o motivo do cansaço a todos esses fatores que acabamos de citar, no entanto, você sabia que, muitas vezes, o que pode arruinar a sua disposição é uma alimentação irregular? (1) Por isso, neste texto, vamos falar sobre quais compostos podem ser bem úteis para o bom funcionamento da máquina mais complexa de todas: o seu corpo! O que pode acabar com a disposição? Quando estamos sem disposição, a primeira coisa que pensamos é que não dormimos bem. Realmente, não há dúvidas de que um sono de qualidade ruim impacta negativamente na nossa disposição ao longo do dia. (2) Paralelo a isso, as dietas restritivas, invariáveis ou muito pesadas também proporcionam sensação de fadiga e podem acabar com a disposição. A partir daí, vemos que hábitos saudáveis possuem papel fundamental para manter o nosso nível de energia elevado. (2) Um outro ponto é que longos períodos de jejum interferem significativamente na nossa capacidade de produzir e racionar. Por essa razão, o café da manhã é considerado uma das principais refeições do dia, já que o organismo necessita de um empurrãozinho para dar início a rotina e manter a disposição em alta. (2) Ao ignorarmos o desjejum, nos tornamos mais propensos a encarar a fadiga e a falta de concentração durante a realização de tarefas,

LER MAIS

Existe segredo para ser feliz?

Somos seres individuais e com desejos tão particulares. Muitas vezes, imaginamos sermos tão diferentes de todo mundo e é como se ninguém pudesse nos compreender, mas, uma coisa, acreditamos que todos temos em comum: a vontade de ser feliz, esse desejo de sentir a felicidade até a última gota e experimentar a sensação de estar aproveitando a vida do melhor jeito possível. A felicidade pode ser sentida de inúmeras formas, mas a ciência descobriu que é possível ter algumas chaves para acessá-la com mais facilidade e plenitude: as nossas relações! A gente te explica e ainda fala sobre mais pontos importantes que estão relacionados à nossa felicidade. Felicidade e relacionamentos Um estudo desenvolvido durante 75 anos pela Universidade de Harvard, que trata-se de uma das mais longas pesquisas já noticiadas, acompanhou 724 homens, monitorando a vida deles no trabalho, em casa e exames médicos anualmente, concluiu que a principal razão para a felicidade são os bons relacionamentos, pois ajudaram a mantê-los saudáveis por mais tempo, auxiliaram no relaxamento do sistema nervoso e atuaram na redução das dores tanto emocionais quanto físicas. Observou-se, também, que pessoas solitárias tiveram o cérebro deteriorado com mais velocidade, resultando em uma piora na saúde e menos longevidade. É possível e vale a pena conferir mais dados sobre esse estudo em uma TED Talk feita por um dos diretores do estudo, Robert Waldinger. (1) Muitos de nós acreditamos que a felicidade está majoritariamente relacionada com a satisfação com o trabalho, no ganho financeiro, na conquista material e em outros fatores, mas,

LER MAIS

5 dicas para reduzir o estresse no dia a dia

Estudiosos afirmam que o estresse e a ansiedade são os males característicos do nosso século. Vários aspectos da vida moderna contribuem para essa declaração, como o excesso de informações que recebemos a todo momento, preocupação com trabalho, vida e família. Alguns sintomas típicos desses problemas incluem taquicardia, falta de ar, insônia, irritabilidade e cansaço frequente. (1) Eliminar o estresse da nossa vida é uma tarefa quase impossível. Apesar de um pouco de inquietação ser bom e essencial para a sobrevivência, as tensões prolongadas podem gerar sérias consequências. (2,3) Então, para amenizar períodos estressantes, a dica da OMS (Organização Mundial da Saúde) é que, primeiramente, paremos e prestemos atenção em nossas próprias necessidades e sentimentos. (4) Conheça, neste texto, algumas orientações que podem ajudar a driblar o estresse e melhorar a qualidade de vida. Consequências do estresse        Antes de tudo, vamos relembrar o que é o estresse, tipos e causas do problema. O estresse é uma reação natural do organismo que ocorre quando vivenciamos situações de perigo ou ameaça. Para se adaptar ao cenário, o organismo libera reações que ativam a produção de hormônios, como a adrenalina. É como se o nosso corpo estivesse em estado de alerta ou alarme, que pode provocar mudanças físicas e emocionais. (5,6) Os tipos de estresse são: (5) agudo: é mais intenso e curto, comumente causado por situações traumáticas, mas passageiras; crônico: afeta a maioria das pessoas e tem como principal característica ser presente diariamente e constantemente, em pequenas porções e de modo mais suave. O estresse

LER MAIS
imunidade infantil

4 atitudes que fortalecem a imunidade das crianças

Uma das preocupações da maioria dos pais é saber como fortalecer a imunidade das crianças, afinal, durante a infância, com o início do contato com o mundo externo e social, é comum a presença frequente de gripes, resfriados, viroses ou dores de ouvido nas crianças, se tornando uma dor de cabeça para os pais e incômodo aos pequenos. Um dos motivos que contribuem para o adoecimento na infância está relacionado à imaturidade do sistema imunológico, no qual o processo de desenvolvimento e produção de anticorpos só acontece na adolescência. Visto que o aparelho imune se encontra mais frágil do que o dos adultos, existem algumas atitudes que podem ajudar a fortalecer a imunidade das crianças. (1,2) Saiba mais nos próximos tópicos.  Como funciona o sistema imunológico? O sistema imune é formado por um time de células e moléculas dispersas pelo nosso corpo que tem a função de, primeiramente, reconhecer e, depois, destruir ou inativar qualquer condição considerada estranha ao organismo, como uma bactéria ou vírus. Para que esse papel de ataque seja executado corretamente, o sistema conta com a ajuda de alguns órgãos que produzem diversos tipos de células de defesa, como as amígdalas, medula óssea e até mesmo a nossa pele. Além desses órgãos, também existem tecidos, caracterizado como um conjunto de células, espalhados por inúmeras partes do corpo, como no intestino. (2) É importante saber que as crianças já nascem com parte do sistema imunológico pronto, que vai se desenvolvendo aos poucos. Sendo assim, o início da formação desse sistema ocorre ainda no

LER MAIS
CAFÉ

Você conhece os benefícios do café?

Se o café fosse um ator de Hollywood, já teria no currículo a experiência de dois papéis: o de vilão e o mocinho! Sem contar o prestígio mundial, por ser uma das bebidas mais apreciadas do planeta e a segunda mais consumida, depois da água. (1) Com o avanço da ciência, vemos especialistas da área da saúde incentivando o consumo de café e desvendando vários preconceitos que surgiram no passado. (2) Esse efeito já era de se esperar: o grão do café traz diversos benefícios para a saúde, pode evitar doenças crônicas e facilitar a vida na hora de praticar atividades físicas. (1) Neste texto, você saberá quais os outros benefícios que o consumo de café pode oferecer. De acordo com a Associação Brasileira de Café (ABIC), o Brasil é o maior produtor de café do mundo! (1) Isso explica a paixão difundida em solo brasileiro. Com certeza, você deve conhecer alguém apaixonado por essa bebida ou pelo sabor tão característico. Por diversas vezes, o café é visto como um vilão, devido ao seu composto farmacológico mais ativo: a cafeína! (1) Ao fornecer um efeito estimulante, essa substância atua no sistema nervoso central, aumentando a produção dos neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar, dentre os vários outros benefícios que citaremos logo mais. (3) Mas, e se revelarmos a você que o café não é feito só de cafeína? Um grão de café tem cerca de 1 a 2,5% desse composto que faz parte do grupo das xantinas, trazendo alta concentração de polifenóis ricos em vitaminas

LER MAIS

Glúten: o que é e quais doenças ele pode causar?

O glúten, muitas vezes, é enxergado como algo negativo. As pessoas o excluem da alimentação por acreditarem que ele ajuda no ganho de peso. Na verdade, a história é um pouco diferente. O que sabemos é que sim, o glúten tem relação com algumas patologias, mas ele não é o maior vilão do mundo vegetal. (1) Neste texto, vamos falar sobre quem realmente pode consumir essa proteína, os desafios relacionados a ela e, de quebra, ainda desmistificaremos a associação com o ganho de peso.  O que é glúten O glúten é um conjunto de proteínas de reserva usadas por algumas plantas para nutrir suas sementes durante a germinação. Pode ser encontrado em alguns cereais, como o trigo, centeio, cevada e aveia. (2,3) Por ser uma substância viscoelástica, o glúten é muito importante na fabricação de pães, macarrão, biscoitos e outros alimentos. (3) Sendo assim, o glúten, na maior parte dos casos, pode ser consumido normalmente, sem oferecer riscos à saúde. Contudo, existem pessoas que desenvolveram intolerância ou alergia ao glúten, fazendo com que o consumo dessa proteína seja prejudicial à saúde desses pacientes, como veremos nos próximos tópicos.. (3)  Patologias relacionadas ao glúten Nos Estados Unidos, cerca de 30% das pessoas seguem uma dieta que inibe o consumo de glúten. Considerando que somente uma minoria realmente tem um diagnóstico de patologias relacionadas à ingestão dessa proteína, a restrição do seu uso pode apresentar um comprometimento nutricional para quem não convive com os seguintes problemas: alergia ao trigo (AT), sensibilidade ao glúten não celíaca (SGNC) e

LER MAIS