antioxidantes

exercício

Ômegas e performance esportiva: qual a relação?

A prática de esportes é ideal para colocar o corpo em movimento e superar seus próprios limites. A inatividade física é considerada um fator importante para o desenvolvimento de doenças crônicas, uma vez que o exercício físico pode ajudar a promover saúde e bem-estar quando realizado em intensidade moderada. (1,2) Para que um atleta consiga melhorar seu desempenho esportivo, é essencial que haja o equilíbrio entre as cargas de treinamento e os períodos de recuperação, prevenindo lesões musculares e outros problemas. (1,2) Com o intuito de evitar esse incômodo no momento de curtir seu esporte favorito e alcançar as necessidades diárias recomendadas, o uso de nutrientes e suplementos que possam melhorar o desempenho e recuperação pós-exercício físico vem recebendo cada vez mais atenção por parte dos atletas. Vários componentes naturais dos alimentos têm demonstrado efeitos fisiológicos que promovem a melhora no desempenho esportivo, desde aumentar a capacidade metabólica do indivíduo, retardar o início da fadiga, melhorar a hipertrofia muscular até diminuir os períodos de recuperação. (2,3) Sendo assim, neste texto, vamos falar sobre como a suplementação com ômegas pode ajudar na performance de quem faz esportes. Mas, primeiro, vamos abordar os efeitos do exercício físico no corpo. Você sabe quais os efeitos do exercício físico no nosso organismo? É de conhecimento de todos que praticar exercícios físicos promove mais saúde e bem-estar, porém, o exercício intenso pode resultar em danos oxidativos aos componentes celulares. O músculo esquelético produz radicais livres e, durante a atividade de contração muscular, essa produção aumenta ainda mais. Desse modo, o

LER MAIS

Óleos de linhaça, gergelim e girassol: entenda os seus poderes nutricionais

Você tem o hábito de incluir diferentes tipos de óleo na sua rotina? Caso não, depois deste texto, logo começará a considerar trazer 3, em especial, para o seu dia a dia: os óleos de linhaça, gergelim e girassol. Três alimentos repletos de nutrientes que trazem benefícios para o organismo, comprovando toda a importância nutricional que essas substâncias podem proporcionar para a saúde. Continue a leitura!  Linhaça: fonte de ômega 3 e fibras Proveniente do continente asiático, a linhaça é uma semente oleaginosa que pode ser encontrada em duas colorações diferentes: marrom e dourada. Aqui no Brasil, a mais comum é a marrom, pois ela se desenvolve melhor em climas mais tropicais. Importante ressaltar também que a semente da linhaça é rica em gordura, proteínas e polissacarídeos (fibras e gomas). (1) A linhaça é apontada como uma excepcional fonte de proteínas e fibras, além de ser rica em ácidos graxos ômega 3 e estar associada a efeitos benéficos para o sistema cardiovascular, funcionamento do intestino e a prevenção do câncer. Sendo assim, podemos destacar a linhaça como um alimento funcional, possuindo compostos bioativos que favorecem a saúde além de seus atributos nutricionais básicos. (1) A linhaça possui compostos funcionais que podem beneficiar a saúde como um todo. Dentre esses compostos, estão o ácido alfa-linolênico (ômega-3, que citamos acima), de 28 a 33% de fibras (solúveis e insolúveis) e compostos fenólicos (lignanas, flavonoides e tocoferóis). (1) O ácido alfa-linolênico (ALA) representa 60% do teor total de ácidos graxos no óleo de linhaça e é o precursor

LER MAIS
cranberry

Conheça os benefícios da cranberry para a saúde

Hoje vamos nos aprofundar sobre uma pequena fruta vinda da América do Norte e que recentemente ganhou fama devido a seus inúmeros benefícios e se tornou mais fácil de encontrar no Brasil: a cranberry. (1) A cada ano estamos mais conscientes e convencidos de como é importante fazermos escolhas melhores e mais naturais para nossa saúde. Passamos a dedicar mais tempo na seleção dos ingredientes que colocamos na nossa mesa todos os dias e colhemos os benefícios com a qualidade de vida que estamos ganhando. A natureza nos oferece diversos aliados para esta missão: as frutas (como a cranberry), sementes, raízes e outros diversos alimentos que são fontes de nutrientes para nosso corpo.  O que é cranberry? A cranberry é uma das três frutas nativas cultivadas na América do Norte, e, no Brasil, é conhecida pelo nome “oxicoco”. Os primeiros registros sobre a fruta surgem na literatura por volta de 1620, mostrando americanos usando o alimento na conservação de carnes de caça. Outro fato apontado é que seu suco vermelho era usado como tinta natural para coloração de tecidos como tapetes, cobertores e roupas. (1) Naquela época, já observavam suas propriedades medicinais e utilizavam como antisséptico natural, aproveitando a cranberry no tratamento de ferimentos que eram causados por flechas venenosas. Nos Estados Unidos, a cranberry também tem um papel cultural e importante nos tradicionais feriados, como o de Ação de Graças, e é considerada símbolo de uma vida saudável.(1) A fruta é rica em fibras (pectina), ácidos (acético, ascórbico, cáprico, málico, valeriânico, cítrico), antioxidante (flavonóides)

LER MAIS
antioxidantes

A importância dos antioxidantes para a saúde infantil

Quando falamos da saúde de crianças, estamos considerando um tipo de organismo que está em constante desenvolvimento. Existem diversos nutrientes essenciais para que esse desenvolvimento aconteça de maneira saudável nas crianças e os antioxidantes são um exemplo deles. Nos primeiros seis meses de vida, a alimentação principal é o leite materno. Com o passar do tempo, os sistemas do corpo evoluem e requerem mais nutrientes para garantir o bom funcionamento. É aí que entra a introdução alimentar, para suprir todas as necessidades nutricionais dos pequenos, acompanhada dos desafios para garantir um cardápio balanceado e saudável. (1) É nessa fase que o contato com nutrientes importantes para o organismo, como vitaminas e proteínas, se torna mais próximo. Felizmente, nos últimos 20 anos, observou-se um declínio nos índices de desnutrição infantil no Brasil. No entanto, continua sendo uma preocupação no país, já que um dos motivos para a existência dessa realidade é o consumo inadequado de alimentos em qualidade e quantidade. (2) Sendo assim, cabe aos pais, pediatras e nutricionistas, a função de guiar os pequenos a praticarem uma dieta balanceada com hábitos saudáveis desde a infância, para que os níveis ideais de saúde sejam sempre satisfatórios e favoreçam o desenvolvimento físico e intelectual das crianças para que se tornem adultos sadios e com menos chance de desenvolver deficiências nutricionais que prejudiquem a qualidade de vida no presente e futuro. (3) Neste texto, falaremos sobre a importância dos antioxidantes para a saúde infantil, por serem aliados do bom funcionamento do organismo em qualquer idade, constituindo nutrientes vitamínicos,

LER MAIS
Antioxidantes

Antioxidantes: 5 motivos para consumir

Existem substâncias que são consideradas super-heroínas para o nosso organismo, com verdadeiros superpoderes. É o caso dos agentes antioxidantes! Por serem tão benéficos a saúde, já falamos sobre eles algumas vezes aqui no blog, mas, por se tratar de algo tão essencial ao nosso corpo, o assunto é sempre bem-vindo novamente. Além de reforçar o que são os antioxidantes e os seus principais benefícios, nesse texto vamos apresentar motivos comprovados para que eles não fiquem fora das nossas vidas. Antioxidantes: quem são vocês? Os agentes antioxidantes são vitaminas, minerais e outras substâncias químicas que protegem as células de elementos prejudiciais produzidos durante seu próprio metabolismo. Esses agentes são as principais substâncias que combatem os radicais livres, causadores de males como doenças degenerativas, cardíacas, derrames, alguns tipos de câncer e doenças relacionadas ao envelhecimento.(1) São considerados tipos de antioxidantes: vitaminas A, C e E, selênio, compostos fenólicos e carotenoides. (1) Eles são classificados em dois grupos: os enzimáticos e não enzimáticos. Os enzimáticos são os antioxidantes sintetizados pelo nosso próprio organismo. Os não enzimáticos são essencialmente ingeridos através de diversas fontes alimentares, especialmente frutas, legumes e vegetais. (2) Agora vamos direto ao ponto! Conheça cinco motivos que listamos para inserir os antioxidantes no seu dia a dia e ter uma vida mais saudável e feliz. 1 – Combate ao envelhecimento precoce A tão sonhada poção da juventude eterna ainda não foi descoberta, mas já sabemos que existem substâncias superpoderosas que dão uma grande ajuda para a vitalidade do nosso organismo. Os agentes antioxidantes são um belo

LER MAIS

Antioxidantes e sua ação no combate aos radicais livres

Envelhecer é um processo natural do corpo, mas, quando esse processo é acelerado, a preocupação começa a acontecer. Em uma das teorias a respeito do envelhecimento, os radicais livres são citados como os principais causadores de um envelhecimento precoce. Antes de falar sobre a ação dos antioxidantes no combate aos radicais livres, é preciso entender o que são os radicais livres, certo? Então, vamos começar por eles. Afinal, o que são radicais livres? Os radicais livres são moléculas que não possuem estabilidade porque possuem um número ímpar de elétrons. E ao buscar estabilidade, estas moléculas acabam reagindo contra tudo o que encontram pela frente com o objetivo de pegar o elétron que ela necessita. Isso cria uma reação em cadeia que levará a destruição celular porque, ao retirar um elétron de uma célula estável, ela acaba ficando desestabilizada e se tornando um radical livre também. (1) É bom entender que diversos fatores contribuem para a formação de radicais livres. Alguns são:(1,2) – Poluição; – Estresse; – Radiação ultravioleta; – Poucas horas de sono; – Substâncias presentes em alimentos e bebidas (aditivos químicos, hormônios, etc). O preocupante é que a membrana celular é uma das áreas do corpo humano mais vulneráveis e, quando os radicais livres causam danos nela, ela acaba perdendo sua integridade, fazendo com que ocorra um comprometimento na entrada e saída de fluídos e nutrientes da célula. Como os radicais livres afetam muitas macromoléculas, elas acabam tendo alterações que resultam em doenças degenerativas como artrite, câncer, entre outras. (1) Muitas teorias apontam que

LER MAIS

Luteína e Zeaxantina: antioxidantes poderosos para seus olhos!

A alimentação, sem dúvidas, está diretamente ligada à nossa saúde. O que nos alimenta pode tanto trazer benefícios quanto malefícios em diversos aspectos da vida. Provavelmente, você já ouviu (muitas vezes) durante a sua vida que algum tipo de alimento faz bem “pras vistas”. Consegue lembrar de algum? Será que os olhos podem se beneficiar daquilo que comemos? Podem sim! E iremos abordar quais são os alimentos que contribuem para a nossa saúde ocular ao longo desse texto. Mas, antes disso, é importante destacarmos quais são os principais fatores que podem afetar a nossa visão e onde a alimentação entra nessa relação. Vamos lá?! Degeneração Macular: a principal causa de cegueira na terceira idade! Abreviada em DMRI, é uma doença degenerativa e progressiva que atinge, principalmente, a área central da retina, a mácula, que desempenha função essencial na nossa visão: a de possibilitar foco e nitidez das imagens. A degeneração macular relacionada à idade é a principal causa de cegueira no mundo em pessoas acima de 55 anos, em maior parte dos casos. (1,2) Fatores de risco dessa patologia: (1,2) – idade (após 55 anos); – estresse oxidativo; – alterações cardiovasculares; – condições ambientais, genéticas, étnicas e raciais; – tabagismo; – exposição aos raios solares; – alimentação; – obesidade visceral; – portadores de catarata. O que é estresse oxidativo? A produção de radicais livres representa um processo fisiológico que produz energia e sua função principal é eliminar invasores bacterianos e células malformadas. Algumas condições ambientais ou patológicas, como exposição à irradiação, idade, fumaça de cigarro,

LER MAIS

Alimentação x envelhecimento, qual a relação?

Alimentação x envelhecimento, qual a relação entre eles?

“Coma bastante para ficar forte e saudável’’. Você, certamente, já ouviu essa máxima em algum momento da sua vida. Pois saiba que apesar de bem intencionada, essa “dica” não é assim tão verdadeira não.

O “New England Journal of Medicine”, a revista médica de maior circulação, publicou estudo recente que diz exatamente o contrário.

LER MAIS

Saiba quais são os melhores alimentos anti-inflamatórios

Você sabe o que a asma, hipertensão, diabetes, doenças cardíacas, e artrite têm em comum? Todas são desencadeadas por processos inflamatórios!

A princípio isso não é ruim, pois significa que os mecanismos de defesa do seu corpo estão agindo, porém o problema é quando o sistema imunológico começa a atacar tecidos corporais saudáveis, desencadeando estas doenças.

E o que fazer para combatê-las? A maioria das pessoas recorre à remédios, mas existe uma forma mais saudável de ajudar a controlar estas doenças e que está ao alcance de todos: a alimentação. Certos alimentos podem melhorar muito os sintomas destas doenças e até preveni-las.

LER MAIS

Síndrome Fúngica: causas, sintomas e como evitá-la

Em busca de uma dieta saudável você vai ao mercado. Escolhe os melhores legumes e frutas indicados pela nutricionista e fica satisfeita ao chegar em casa: alimentos fresquinhos e saudáveis para o organismo.

Só que depois de um tempo você começa a sentir sintomas como queda de cabelo, cansaço, língua esbranquiçada e até coceira vaginal. Sem entender o que está acontecendo, você vai ao médico e descobre que, apesar da boa alimentação, está sofrendo de uma condição chamada “síndrome fúngica”.

Nesse momento várias perguntas vêm à cabeça: “O que é isso”? “Como eu peguei”? “Tem cura”?

LER MAIS