Própolis verde: melhor que os outros tipos de própolis?

Share on facebook
Share on twitter
Própolis Verde

Há séculos a própolis está inserida nos cuidados com a saúde do ser humano. Nem todos sabem, mas além da própolis que costumamos conhecer, existe um outro tipo do composto que tem se destacado com inúmeros benefícios: a própolis verde.

Desde a época do Egito Antigo a própolis vem sendo usada devido suas propriedades benéficas.  Embora esses benefícios não sejam nenhuma novidade, cada vez mais ela surge como excelente aliada para quem busca opções saudáveis que contribuam para o sistema imunológico.

Neste texto vamos falar sobre este ingrediente e oferecer dicas de como inseri-lo no nosso dia a dia.

Sobre a própolis

A própolis é um elemento que as abelhas extraem de diferentes partes das plantas, como flores, pólen, brotos, árvores, e utilizam para manutenção e segurança da colmeia. O produto vem sendo estudado por diversos pesquisadores devido às inúmeras propriedades terapêuticas. (5)

Recentemente, a própolis ganhou destaque devido a um estudo inédito realizado no Brasil que mostrou a eficácia da administração do extrato de própolis no tratamento de pessoas infectadas pela Covid-19. A pesquisa apontou que o uso da substância reduziu em 50% o tempo de internação e diminuiu os danos renais causados pela doença. A conclusão foi apresentada após avaliação e acompanhamento do impacto da substância administrada em 124 pessoas com Covid-19 entre junho e agosto de 2020. (2)

A própolis verde

Dentre os tipos de própolis, a verde tem se destacado por ser um poderoso antibiótico natural, usado no combate às enfermidades, como suplemento alimentar e na prevenção de diversos tipos de doenças. (3)

Os efeitos medicinais da própolis verde estão sendo profundamente estudados pela faculdade USP, em São Paulo. No Brasil já existem alguns produtos feitos a base da própolis verde que são encontrados em lojas especializadas de produtos naturais. Estes produtos também contêm uma pequena dosagem de artepelim C, uma substância que não é considerada um medicamento, mas sim um suplemento alimentar, com poderosos efeitos de ação. Seu uso isolado está em pesquisas em diferentes lugares do mundo, como no Japão, maior importador de própolis verde do Brasil, para avaliar os benefícios do uso da artepelim C pura. Atualmente, seu uso está atrelado ao tratamento de diversos tipos de doença, inclusive do câncer. (4)

A artepelim C e a Bacarina são os principais compostos que diferenciam a própolis verde das demais. Isso porque são atribuídas a elas uma série de ações biológicas benéficas ao organismo no combate e, principalmente, prevenção de doenças.(7)

Imagem Ilustrativa

 Benefícios gerais da própolis:

  • Aumento na produção de anticorpos e na atividade de células envolvidas na resposta imunológica.(1)
  • Apresenta propriedades anti-inflamatórias, com o benefício de não ter efeitos colaterais dos medicamentos para essa finalidade.(1)
  • Estudos clínicos mostraram que o extrato de própolis é capaz de inibir o crescimento de bactérias causadoras de doenças como gastrite, úlcera e câncer de estomago. (1)

Benefícios da própolis verde:

Além dos benefícios gerais citados acima, a própolis verde se destaca pelo seu alto poder antioxidante. Estudos mostraram que, além de regular o sistema imunológico, tem efeito antimicrobriano e anticânceriano.(1)Confira abaixo mais benefícios:

  • Auxilia no combate a bactérias causadoras da cárie. (3)
  • Ameniza os sintomas do reumatismo, diabetes, hipertensão. (3)
  • Estimula o organismo enfraquecido, reduz os efeitos colaterais de anticancerígenos e radioterapia. (3)
  • Previne e auxilia no tratamento de pneumonia crônica e bronquite infantil. (6)
  • Aliada no tratamento de queimaduras graves e efeitos sobre doenças dermatológicas. (3)
  • Auxilia no tratamento de doenças fungicidas, em especial para as do gênero Candida, em áreas genitais. (8)
  • Ação contra os radicais livres que causam o envelhecimento das células do corpo e preservação da vitamina C, importante oxidante. (1)

Imagem Ilustrativa

Como usar no dia a dia:

 Aqui no Brasil, a própolis não é classificada como um remédio, mas sim como um alimento funcional. Não existem dosagens exatas estabelecidas de quanto é indicado consumir, mas seu uso pode ser feito de diversas formas.

Extrato – a versão mais clássica de consumo da própolis. Além da variante em álcool, estão disponíveis extratos secos e em água, ótima opção para crianças. (1)

Cápsulas – excelente opção de consumo, pois concentram altas doses da substância e são enriquecidas com outros elementos benéficos a saúde, potencializando os efeitos.(1)

Enxaguante bucal – reduz risco de problemas bucais como a cárie e problemas na gengiva.(1)

Gel cicatrizante – para tratar feridas e queimaduras, acelerando o processo de cicatrização.(1)

Mel– a forma mais natural de consumo, mas para diabéticos o açúcar é um ponto de atenção.(1)

Spray – favorito no combate às dores de garganta, tem efeito bactericida e, aliado às propriedades emolientes do mel, formam uma super dupla. (1)

Como vimos, motivos não faltam para inserir a própolis verde no nosso dia a dia. Este importante aliado para nossa imunidade e qualidade de vida tem movimentado muitas pesquisas e, com os resultados promissores, podemos esperar ainda mais notícias positivas nos próximos anos.

Lembre-se sempre da importância de procurar profissionais qualificados antes de inserir novos produtos na sua alimentação. As orientações e indicações de uso corretas são o sucesso e segurança para qualquer tratamento e prevenção da sua saúde.

Fontes: 
  1. LISBOA, Silvia; RECKZIEGEL, Tatiana. Própolis faz bem mesmo? Veja o que a ciência tem a dizer. Super Interessante, 2017. Disponível em <https://super.abril.com.br/saude/propolis-faz-bem-mesmo-veja-o-que-a-ciencia-tem-a-dizer/>. Acesso em 28 mar. 2021.
  2. VIDALE, Giulia. Estudo inédito indica benefícios do própolis no tratamento da Covid-19.Veja, 2021. Disponível em <https://veja.abril.com.br/saude/estudo-inedito-indica-beneficios-do-propolis-no-tratamento-da-covid-19/>. Acesso em 28 mar. 2021.
  3. CHOUCAIR, Geórgea. Própolis verde está em alta por ser um antibiótico natural. Estado de Minas, 2011. Disponível em <https://www.em.com.br/app/noticia/tecnologia/2011/06/27/interna_tecnologia,236257/propolis-verde-esta-em-alta-por-ser-um-antibiotico-natural.shtml>. Acesso em 28 mar. 2021.
  4. MATIAS, Ivaci. Própolis verde auxilia no tratamento de câncer. SEMAGRO – Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, 2015. Disponível em <http://www.semagro.ms.gov.br/propolis-verde-auxilia-no-tratamento-de-cancer/>. Acesso em 28 mar. 2021.
  5. SOARES, Amara L. Franco et al. Identidade e qualidade de diferentes extratos de própolis. Revista Gestão em Foco, e. 9, p. 255-275, 2017. Disponível em <https://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2018/06/034_identidade_qualidade.pdf>. Acesso em 28 mar. 2021.
  6. FRANCO, Marcos A. Dantas. 2011. 32 f. O uso de própolis nas doenças respiratórias e otorrinolaringológicas em crianças.Dissertação (Especialização em Atenção Básica em Saúde da Família) – Universidade Federal de Minas Gerais, Teófilo Otoni, 2011. Disponível em <https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/3002.pdf>. Acesso em 28 mar. 2021.
  7. ANUNCIAÇÃO, Silvio. Potencial antimicrobiano da própolis verde. Unicamp, 2016. Disponível em <https://www.unicamp.br/unicamp/index.php/ju/678/potencial-antimicrobiano-da-propolis-verde>. Acesso em 28 mar. 2021.
  8. LEITE, Eduardo Lage; TOUGUINHA, Henrique; FRANÇA, Rafaela Ferreira. Considerações Biomédicas sobre a Própolis Verde de Minas Gerais. Disponível em <https://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2018/06/055_consideracoes_biomedicas.pdf>. Acesso em 28 mar. 2021.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

A vida como ela é: mães e filhos

Sempre que chega o Dia das Mães a gente vê mensagens para elas em todos os lugares. Nas ruas, nos shoppings, em anúncios e principalmente nas redes sociais nas quais elas são compartilhadas em profusão.

Tudo bem, adoramos nossas mães e achamos que elas merecem todo esse carinho. O problema é que, muitas vezes, essas mensagens são clichês que se repetem todos os anos.

Para tentar mudar um pouco essa situação, resolvemos listar o que realmente acontece nos relacionamentos entre mães e filhos. Com certeza você vai se reconhecer em muitos desses itens. Veja

Síndrome Fúngica: causas, sintomas e como evitá-la

Em busca de uma dieta saudável você vai ao mercado. Escolhe os melhores legumes e frutas indicados pela nutricionista e fica satisfeita ao chegar em casa: alimentos fresquinhos e saudáveis para o organismo.

Só que depois de um tempo você começa a sentir sintomas como queda de cabelo, cansaço, língua esbranquiçada e até coceira vaginal. Sem entender o que está acontecendo, você vai ao médico e descobre que, apesar da boa alimentação, está sofrendo de uma condição chamada “síndrome fúngica”.

Nesse momento várias perguntas vêm à cabeça: “O que é isso”? “Como eu peguei”? “Tem cura”?