Própolis verde, saúde de ouro!

Por suas diversas propriedades biológicas benéficas à saúde, tais como propriedade antitumoral, antioxidante, anti-inflamatória, antisséptica, antimicótica, bacteriostática, adstringente, anti ulcerosa, colerética, espasmolítica e propriedades anestésicas, a própolis verde foi denominada "o ouro verde" da medicina. Leia mais [...]
Share on facebook
Share on twitter

Por suas diversas propriedades biológicas benéficas à saúde, tais como propriedade antitumoral, antioxidante, anti-inflamatória, antisséptica, antimicótica, bacteriostática, adstringente, anti ulcerosa, colerética, espasmolítica e propriedades anestésicas, a própolis verde foi denominada “o ouro verde” da medicina.

A própolis verde é uma exclusividade nacional, pois só aqui no Brasil existe a planta que fornece a matéria-prima usada pelas abelhas, para produzir esse tipo especial de própolis – a planta Baccharis dracunculifolia, vassourinha-do-campo, conhecida também como alecrim do campo.

Estudos recentes sobre a própolis verde revelaram substâncias potenciais que têm uma ampla gama de propriedades biológicas (e potencialmente farmacológicos). Em particular Artepillin C [3- {4-hidroxi-3,5-di (3-metil- 2-butenil) fenil} -2 (E) ácido propenoico] isolado a partir da própolis verde brasileira, possui várias atividades bem documentadas, tais como antimicrobiana, indutora de apoptose, imunomoduladora, antioxidante, anti-inflamatória e, mais importante, as propriedades antitumorais. Com base na literatura científica, polifenóis e “ácidos”  encontrados naturalmente na própolis verde, estão sendo estudados para ajudar a reduzir o risco de várias doenças que ameaçam a vida.

propolis verde

A própolis verde pode ser um poderoso escudo para a saúde humana!

Ação cicatrizante: por ser rica em flavonoides e aminoácidos, substâncias conhecidas pela ação regeneradora de tecidos do corpo, a própolis verde pode ser eficaz em tratamentos de feridas, dermatites, queimaduras e úlceras;

Ação analgésica: a própolis verde também pode ser indicada para o alívio de dores graças à sua função anestésica, podendo auxiliar no combate de dores de garganta, dente e muitas outras.

Ação antibacteriana: a eficiência da própolis para combater as bactérias nas colmeias também pode ser usada em favor humano, apresentando, ainda, uma vantagem extra: diferentemente do que ocorre com os antibióticos produzidos em laboratórios, as bactérias não desenvolvem resistência à própolis. Por isso, é indicada para tratar doenças como anginas, amidalites, faringite, laringite, gengivite, estomatites, abcesso dentário, sinusites, bronquites, pneumonias, gripes, rinites e muitas outras;

Ação antifúngica: a própolis verde é indicada para auxiliar no tratamento de diversos tipos de fungos, sobretudo para tratar problemas no couro cabeludo, na região genital, micoses e frieiras em geral;

Ação antiviral: além de ser muito indicada para o tratamento de bactérias, a própolis verde mostra-se muito eficiente para combater alguns tipos de vírus, como os que causam herpes, gripes, resfriados, conjuntivite e dores de garganta;

Ação antioxidante: a própolis apresenta também a ação contra os radicais livres que causam o envelhecimento de células e preserva a ação de outro importante antioxidante para o corpo, a vitamina C;

Os japoneses descobriram – e patentearam – o efeito anticancerígeno da própolis verde, cuja principal substância responsável por este efeito é Artepillin C.

“Uma das atividades biológicas que este composto apresenta é a indução da morte das células cancerígenas sem afetar as células normais”, afirma o químico alemão Andreas Gausch.

Uma anomalia ainda desconhecida faz com que as células cancerígenas se multipliquem ininterruptamente, formando os tumores. “A própolis ensina essas células a morrerem, ou seja, é uma forma de tratamento muito promissora, sem efeitos colaterais como os apresentados na quimioterapia”, explica Gausch.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Saiba quais são os melhores alimentos anti-inflamatórios

Você sabe o que a asma, hipertensão, diabetes, doenças cardíacas, e artrite têm em comum? Todas são desencadeadas por processos inflamatórios!

A princípio isso não é ruim, pois significa que os mecanismos de defesa do seu corpo estão agindo, porém o problema é quando o sistema imunológico começa a atacar tecidos corporais saudáveis, desencadeando estas doenças.

E o que fazer para combatê-las? A maioria das pessoas recorre à remédios, mas existe uma forma mais saudável de ajudar a controlar estas doenças e que está ao alcance de todos: a alimentação. Certos alimentos podem melhorar muito os sintomas destas doenças e até preveni-las.

Conheça as substâncias naturais e atitudes que podem ajudar no combate à impotência sexual

A impotência, também chamada de disfunção erétil (DE), pode ser um problema muito frustrante. Alguns homens são capazes de conseguir uma ereção, mas não conseguem mantê-la. Outros não são capazes nem de conseguir uma.

As causas da impotência podem ser fisiológicas (afetando o corpo e os órgãos) ou psicológicas (afetando a mente). Felizmente, existem substâncias naturais para a impotência e nesse blog post vamos falar sobre elas.