Como aliviar os sintomas do Lúpus

Lúpus eritematoso sistêmico (LES) é a forma mais comum de lúpus. O lúpus é uma doença autoimune, o que significa que o sistema imune do corpo ataca erroneamente órgãos e tecidos saudáveis. O lúpus pode afetar qualquer parte do corpo, causando inflamação e danos nas articulações, pele, rins, coração, pulmões, vasos sanguíneos e até mesmo o cérebro.
Share on facebook
Share on twitter

Lúpus eritematoso sistêmico (LES) é a forma mais comum de lúpus. O lúpus é uma doença autoimune, o que significa que o sistema imune do corpo ataca erroneamente órgãos e tecidos saudáveis. O lúpus pode afetar qualquer parte do corpo, causando inflamação e danos nas articulações, pele, rins, coração, pulmões, vasos sanguíneos e até mesmo o cérebro.

Mais de 90% das pessoas com lúpus tem erupções cutâneas, frequentemente desencadeada por exposição ao sol. Cerca de metade tem problemas renais e pulmonares. O lúpus pode ser considerado também uma doença reumática, pois afeta as articulações. Quem convive com o lúpus, sabe o quanto é dolorido!

Lúpus é muitas vezes acompanhado dos seguintes sinais e sintomas:

Fadiga extrema
Articulações dolorosas ou inchadas (artrite)
Dor muscular e rigidez
Febre inexplicável
As erupções cutâneas , incluindo uma característica “borboleta” erupção sobre o nariz e bochechas
Problemas nos rins
Perda de cabelo
Náuseas, vômitos, dor abdominal
Úlceras na boca e nariz
Dores de cabeça , enxaqueca, convulsões , acidente vascular cerebral
Anemia
Depressão
Fotossensibilidade (sensibilidade à luz solar)

Como amenizar os sintomas?

Não há cura conhecida para o lúpus. No entanto, os sintomas podem ser amenizados com alguns cuidados diários, como manter uma dieta saudável com muitas frutas, verduras e cereais integrais – o que é importantíssimo para manter uma boa saúde!

Você também pode experimentar estas dicas:

• Comer mais alimentos ricos em antioxidantes (tais como saladas, vegetais folhosos) e frutas (como amoras, romãs e cerejas).
• Evite alimentos refinados, como pão branco, massas e açúcar.
• Comer menos carne vermelha e carnes mais magras, peixes de água fria como fonte de proteína. Abacate, laranja azeda, limão, tomate, cebola, cenoura, alface, pepino, nabo, couve, germinados, beterraba, lentilha, são alimentos alcalinizantes.
• Cozinhe com óleos saudáveis, tais como azeite ou óleo de coco.
• Evite café e outros estimulantes, álcool e tabaco.
• Beba muito líquido.
• Exercite-se! Faça algum exercício moderado pelo menos 30 minutos diários, 5 dias por semana.

Suplementos também podem ajudar!

A suplementação da dieta com uma dose baixa de ômega 3 melhora os sintomas do lúpus e mostra evidências de um efeito protetor cardiovascular, de acordo com pesquisadores.
A linhaça contém ácidos graxos ômega 3 e ácido alfa linolênico, o que pode ajudar a reduzir a inflamação. Um estudo preliminar sugeriu que as pessoas com lúpus que ingeriram óleo de linhaça tiveram melhor função renal, isso é importante porque a doença de rim (nefrite lúpica) é uma das principais complicações do lúpus. (Importante que fale com o seu médico antes de suplementar com óleo de linhaça se também fizer uso de medicamentos para afinar o sangue).
O óleo de peixe, que também contém ácidos graxos ômega 3, pode ajudar a reduzir a inflamação. Os peixes de água fria, como salmão, sardinha, atum e arenque, são boas fontes!

Com uma boa alimentação, exercícios moderados e suplementação de Ômega 3, pessoas com lúpus podem ter uma excelente qualidade de vida, porém a doença deve ser cuidadosamente monitorada, acompanhada por um médico e ter o tratamento ajustado como necessário para prevenir complicações.

13 comentários em “Como aliviar os sintomas do Lúpus”

  1. Tive Lúpus há 35 anos atrás. Depois de três anos de muito sofrimento e de diversos tratamentos alopáticos paliativos, fiz um tratamento homeopático e sarei. Continuei fazendo exames e avaliações periódicas por muitos anos e nunca mais a doença se manifestou.
    Achei importante partilhar.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Dia mundial do combate ao Câncer

O câncer é tão sério que temos duas datas, uma nacional e uma mundial, para chamar a atenção para esta doença. A nacional (criada pelo Ministério da Saúde) aconteceu no dia 04 de fevereiro e a mundial será no dia 08 de abril, por iniciativa da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Nestas datas, entidades médicas ampliam as campanhas de diagnóstico e alertam a população sobre o diagnóstico precoce da doença.

Você sabia que existem alimentos anti-inflamatórios?

Sim, existem alimentos anti-inflamatórios!

Além de nutrir, os alimentos ajudam nosso organismo a funcionar bem melhor. E um dos principais benefícios deles é a ação anti-inflamatória.

Inflamações são causadas quando o corpo se defende infecções ou lesões. É possível que, ao longo da sua vida, você já tenha sentido uma simples vermelhidão ou inchaço na pele.

Mas, para algumas pessoas, esse quadro pode desencadear doenças mais graves como artrite, asma e até hipertensão e doenças cardíacas.

Uma das coisas que você pode fazer para melhorar esse quadro, é inserir na sua dieta alguns alimentos com propriedades anti-inflamatórias.

Além desse benefício eles vão melhorar o funcionamento do seu organismo. Veja quais são e como consumi-los: