Você enxerga bem? Agradeça ao seu oftalmologista!

Qual a imagem mais bonita que você já viu? E a mais marcante? Pode ser uma bela paisagem, uma obra de arte ou até a primeira vez em que você viu o rostinho do seu filho. Todas estas imagens ficam para sempre na lembrança e isso só é possível porque você é capaz de ver!
Share on facebook
Share on twitter

Qual a imagem mais bonita que você já viu? E a mais marcante? Pode ser uma bela paisagem, uma obra de arte ou até a primeira vez em que você viu o rostinho do seu filho. Todas estas imagens ficam para sempre na lembrança e isso só é possível porque você é capaz de ver!

Aproveitamos para falar sobre isso pois, no próximo dia 07 de maio, comemora-se o Dia do Oftalmologista. A data foi escolhida pois nesse dia foi criada a Fundação da Sociedade de Oftalmologia de São Paulo.

É graças ao médico oftalmologista que a saúde dos nossos olhos está garantida. É ele que faz exames, cirurgias e tratamentos que previnem e curam uma grande quantidade de problemas oculares.

O ideal é (se você não tiver nenhum sintoma), fazer uma consulta ao seu médico uma vez por ano. Se estiver tendo algum sintoma, o ideal é procurar seu oftalmologista.

Conheça os principais sintomas de problemas oculares

portrait of an executive young woman looking through a magnifying glass

Se você estiver tendo alguns destes sintomas, procure seu oftalmologista imediatamente! Algumas doenças têm mais chance de cura se diagnosticadas no início.

– Vermelhidão e coceira

– Dor nos olhos (que reflete na cabeça)

– Vista embaçada

– Visão “dupla”

– Hipersensibilidade à luz

– Mudanças frequentes no “grau” dos óculos

– Dificuldade para ler ou enxergar objetos de perto ou de longe

– Excesso de lacrimejamento

– Pontos escuros no centro ou na periferia da visão

Estes sintomas estão ligados à principais doenças do olho como:

Young woman with black glasses looking surprised

– Catarata: é uma das mais frequentes, pois aparece necessariamente com o passar dos anos. Ela provoca a sensação de “embaçamento” da visão e é causada pela opacificação da lente natural do olho, o cristalino. Nesse caso é preciso uma cirurgia que substitui esta lente por uma artificial.

– Glaucoma: é a principal causa de cegueira não reversível no mundo. É causada pelo aumento da pressão intraocular. Com o tempo a pessoa vai perdendo a visão periférica até chegar à cegueira total. O tratamento é feito com colírios ou cirurgia.

– Conjuntivite: É a inflamação na conjuntiva (parte branca do olho). Pode ser causada por vírus ou bactérias, alergias ou exposição a algum produto tóxico. Os sintomas são vermelhidão, coceira, sensação de “areia” nos olhos. Apenas o médico pode indicar o melhor tratamento, pois ele depende da causa.

voce-enxerga-bem-agradeca-ao-seu-oftalmologista-3

– Refração: os mais comuns são miopia (facilidade para ver de perto, mas não de longe), hipermetropia (dificuldade para focalizar objetos) e astigmatismo (provoca distorção da imagem) e presbiopia (também chamada de “vista cansada” costuma vir após os 40 anos e dificulta a visão de perto). Dependendo do caso estes problemas podem ser corrigidos com óculos, lentes de contato o cirurgia.

– Retinopatia diabética: pode levar à perda total ou parcial da visão, uma vez que o diabetes afeta os vasos sanguíneos dos olhos. A retinopatia causa microaneurismas que podem se romper provocando hemorragia ou infiltração de gordura na retina. O melhor tratamento é o controle do diabetes ou fotocogualação por laser.

DMRI – A Degeneração Macular Relacionada a Idade costuma aparecer por volta dos 60 anos e afeta a região central da retina (mácula). Pessoas com olhos claros, que têm uma dieta rica em gorduras ruins, fumam e que se expuseram ao sol sem proteção têm mais chances de ter a doença. Em alguns casos o tratamento é feito a laser.

O que fazer para proteger minha visão?

voce-enxerga-bem-agradeca-ao-seu-oftalmologista-5

Consultas

Um dos erros mais comuns é procurar o médico oftalmologista apenas quando aparece algum sintoma.
O primeiro exame ocular já é feito depois do nascimento, no teste do olhinho. Depois disso, a primeira visita a este profissional pode e deve ser feita após um ano do nascimento.

Adolescentes também devem fazer uma consulta preventiva e depois dessa fase, não havendo problemas oculares, após os 20 anos.

Após os 50 anos também é desejável que se faça consulta e exames completos.

Tudo isso se não aparecer nenhum sintoma!

Alimentação

Para prevenir estes problemas, você também pode incluir na sua alimentação os ácidos graxos ômega 3, encontrados em peixes como salmão, atum, sardinha e arenque (selvagens) ou em forma de suplemento. Esse nutriente ajuda a combater o ressecamento dos olhos. Você também pode consumir óleo de linhaça, ovos, couve, alho e cebola, são excelentes para a saúde dos olhos!

Todos estes alimentos ajudam a melhorar a irrigação sanguínea, previnem inflamações, têm poder antioxidante, aumentam a quantidade de oxigênio nos vasos sanguíneos dos olhos e controlam a pressão.

Quer saber como surgiu o primeiro par de óculos? E quem eram os artistas que tinham problemas oculares? Conheça essa e outras curiosidades aqui!

 

Referências:
cbo.net.br
sboportal.org.br
tuasaude.com/alimentos-para-os-olhos
tuasaude.com/oftalmologista

 

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Saiba porque cozinhar não é apenas preparar alimentos

Você chega em casa morrendo de fome, senta na mesa para almoçar e lá está sua comida preferida. Você come tudo se deliciando com cada garfada e depois vem a satisfação. É uma delícia né? Mas saiba que além de nutrir o corpo, uma refeição pode alimentar a alma, reforçar os laços familiares e ainda ser um grande aprendizado. Ao se alimentar ou cozinhar você pode:

Ômega 3 pode ajudar crianças com TDAH

Saiba mais sobre o TDHA e como o ômega 3 pode auxiliar no tratamento
Crianças saudáveis adoram brincar, pular, correr e participar de muitas atividades.

Isso é muito saudável, mas às vezes a energia da criança é tanta, que ela mal consegue prestar atenção nas aulas.

Uma das causas pode ser o TDHA, Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, distúrbio que atinge cerca de 11% de crianças e jovens de 4 a 17 anos e que pode ser diagnosticado por médicos.

A boa notícia vem da revista “Neuropsychopharmacology.” Após uma análise os pesquisadores descobriram que o uso de uma substância natural, o ácido graxo ômega 3, pode ajudar a combater os sintomas deste transtorno.