Gratidão: benefícios comprovados pela ciência!

Share on facebook
Share on twitter

Desde pequenininhos, muitos de nós fomos ensinados a agradecer qualquer gesto de gentileza como uma maneira de educação, encarado como uma obrigação. Mal sabiam nossos pais que essa pequena atitude corrobora com um sentimento tão essencial para a nossa saúde física e mental: a gratidão!

Pessoas gratas são mais felizes, menos estressadas, cuidam mais da saúde, fazem menos comparações, sofrem menos com dores, ansiedade e depressão, praticam a empatia no seu dia a dia, enxergam a vida com mais otimismo mesmo diante das dificuldades e colhem muito mais frutos ao encarar esse sentimento como um estilo de vida. (1,2) Nesse texto vamos te mostrar porque tudo isso é verdade e como incluir a gratidão na sua rotina!

A vida é uma correria para quase todo mundo e isso nos coloca em um piloto automático que faz coisas simples e belas que acontecem o tempo todo passarem despercebidas por nós todos os dias. Um sorriso de alguém que cruza nosso caminho, uma flor desabrochando, o canto dos pássaros, poder acordar e sair da cama, respirar e poder ser livre para correr atrás dos nossos sonhos são pequenos exemplos da beleza que é estar vivo neste momento.

As tarefas atrasadas, a sensação de ter que acertar o tempo todo e corresponder à expectativa alheia, a vontade de ter muitas coisas que ainda não conquistamos e a frustração que sentimos ao nos darmos conta de que, na verdade, não podemos dar conta de tudo, atrapalham a gente de enxergar tudo de bom que há ao nosso redor. Se identificou?

Para sair um pouco das percepções e da subjetividade e embasar com dados o quanto a gratidão merece fazer parte da nossa vida, dê uma olhadinha nessas informações:

  • Pesquisadores da Harvard Medical School, em Boston, afirmam que a gratidão é um poderoso remédio para o cérebro. Isso deve-se ao fato de que esse sentimento ativa o córtex na porção dorsal e a pré-frontal medial ventral, que são áreas do cérebro envolvidas em percepções como interações sociais positivas, capacidade de entender o que o outro pensa, moralidade e recompensa. (2)
  • Um estudo realizado com 300 adultos mostrou que, ao praticar o agradecimento, os participantes apresentaram melhora na saúde mental se comparados aos que não praticaram esse exercício. (2)
  • Pesquisas comprovam que o simples ato de agradecer pode fortalecer vínculos com outras pessoas, auxiliar na sensação de bem-estar, aumentar a resiliência, reduzir o estresse e ajudar a prevenir a depressão. (2)
  • De acordo com Sharon Parker, professora no Centre Transformative Work Design, na Austrália, a gratidão é um apoio à muitas pessoas na hora de restabelecer o significado da vida após momentos difíceis e conturbados. (2)
  • Falando na saúde física, as pessoas que têm o hábito de serem gratas possuem um sistema imunológico mais forte, além de dormirem melhor e apresentarem pressão arterial baixa. (2)
  • A reciprocidade que a gratidão provoca desempenha função importante no equilíbrio social. (3)
  • A gratidão está associada a traços de personalidade ligados a comportamentos pró-sociais, além de pessoas gratas serem mais agradáveis e menos narcisistas, pois ser grato implica no reconhecimento de que dependemos uns dos outros. (3)

Para ajudá-lo a sair um pouco do piloto automático que comentamos no começo do texto e praticar, de maneira simples e possível, a gratidão diariamente, separamos algumas dicas e reflexões importantes:

  • Gentileza gera gentileza!

Quando somos gentis com o outro, somos gentis conosco.

  • Coloque no papel!

Escreva, em poucos minutos e diariamente, coisas boas que aconteceram no seu dia, tente lembrar de alguns detalhes simples que possam ter passado despercebidos, mas que são dignos de agradecimento. Dica: faça isso antes de dormir e liste, pelo menos, 3 motivos que fizeram o dia valer a pena.

  • Pratique a atenção plena!

Através da meditação isso se torna ainda mais possível e mostra o quanto estar no agora é um grande presente.

  • Valorize os momentos ao lado das pessoas que ama!

Não temos certeza do que acontecerá depois, por isso, quando estiver na presença de quem se ama, realmente esteja. (4)

  • Pratique o autoconhecimento!

Ao se conhecer, é possível identificar seu propósito de vida e saber disso é um ótimo motivo para ser grato. (4)

  • Revisite memórias boas!

Em dias difíceis, olhar fotos antigas é um ótimo exercício para mostrar que há muita coisa na vida que vale a pena: pessoas, lugares, lembranças… (4)

  • Pratique a reverência e a contemplação!

Seja em uma prática religiosa ou simplesmente observando o céu por uns momentos, uma sensação de deslumbre com algo que vai além de nós pode ampliar a mente e nos deixar mais felizes, altruístas, resilientes e menos ansiosos. (4)

Dúvidas de que ser grato só tem a nos acrescentar positivamente? Não temos!

É claro que a vida é muito difícil em muitos momentos e que a realidade de cada um é diferente. Enxergar um lado positivo em momentos felizes e de conquistas é muito mais fácil do que tentar ver algo bom quando estamos passando por situações tristes, desafiadoras e estressantes, porém, ao tentar fazer isso, podemos experimentar uma diminuição dos sentimentos ruins durante essa travessia e compreender que temos muito a agradecer.

gratidão

“Em tudo, o nosso sentimento é o que importa. A intenção, boa ou má, influencia diretamente nossa vida no futuro. Qualquer ação, por mais simples que seja, se feita com o coração, produz benefícios na vida das pessoas.” – Buda

Fontes:
  1. 7 BENEFÍCIOS cientificamente provados da gratidão. Forbes, 2014. Disponível em: <https://forbes.com.br/fotos/2014/11/7-beneficios-cientificamente-provados-da-gratidao/#foto7>. Acesso em 25 jun. 2021.
  2. MEIRELES, Claudia; FERREIRA, Marina. Gratidão: provada por estudos de Harvard que faz bem para o cérebro. Metropoles, 2020. Disponível em: <https://www.metropoles.com/colunas/claudia-meireles/gratidao-provada-por-estudos-de-harvard-que-faz-bem-para-o-cerebro>. Acesso em 25 jun. 2021.
  3. PETA, Maria Adélia Minghelli; FREITAS, Lia Beatriz de Lucca. Sobre a gratidão. Arq. Bras. Psicol., v. 61, v. 1, p. 100-108, Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672009000100010>. Acesso em 25 jun. 2021.
  4. ROBSON, David. Como ser mais feliz em sete dias. BBC News Brasil, 2016. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/01/160116_vert_fut_sete_dias_felicidade_ml>. Acesso em 25 jun. 2021.

Deixe um comentário

Deixe aqui seu e-mail pra receber conteúdos incríveis sobre qualidade de vida.

CATEGORIAS
Share on facebook
Share on twitter

VEJA TAMBÉM

Própolis verde, saúde de ouro!

Por suas diversas propriedades biológicas benéficas à saúde, tais como propriedade antitumoral, antioxidante, anti-inflamatória, antisséptica, antimicótica, bacteriostática, adstringente, anti ulcerosa, colerética, espasmolítica e propriedades anestésicas, a própolis verde foi denominada “o ouro verde” da medicina. Leia mais […]

Vitamina B5: tudo o que você precisa saber

Você sabe o que é a vitamina B5?

A vitamina B5 ou ácido pantotênico é uma das vitaminas que compõem o complexo B. Ela faz parte de um grupo de vitaminas que auxiliam no bom funcionamento do nosso organismo, sabia?

Como a vitamina B5 é um nutriente solúvel em água, seu excesso é eliminado pela urina, sendo raro o excedente desta vitamina em nosso organismo e dificilmente ocasiona algum mal.

Conheça seis substâncias que vão manter seus dentes fortes e saudáveis

Você é aquela pessoa que só vai ao dentista quando sente dor? O ideal é fazer visitas regulares a este profissional, pois a saúde dos dentes é de fundamental importância.

Além de curar problemas bucais como cáries, gengivite, má oclusão e outros, o dentista ainda faz a profilaxia bucal, o que ajuda na manutenção da saúde dos dentes.

Mas o que muita gente não sabe é que a boa saúde dos dentes também pode vir de suplementos fáceis de consumir e de alguns alimentos. Eles nos fornecem nutrientes que fazem a remineralização, dos dentes, que é a reconstituição dos minerais perdidos pelo organismo.